País: 
PT Portugal
Nome completo: 
Artur Lopes do Santos
Posição: 
defesa
Número: 
3
Data de nascimento: 
Sexta, Março 27, 1931
Topico no forum
31 Messages

Em Paço de Arcos nasceu, a trocar o passo aos atacantes contrários se destacou. Artur Santos, integérrimo jogador, marcou a retaguarda benfiquista ao longo da década de 50. Com estilo vigoroso, eficiente, disciplinado, impositivo, à direita ou ao centro, atravessou várias sensibilidades técnicas sem infamar. Ao percorrer a maratona da dedicação, sucessivamente avalizado foi por Ted Smith, Cândido Tavares, Alberto Zozaya, Ribeiro dos Reis, José Valdivieso, Otto Glória e Bélla Guttmann.

Começou nos Onze Unidos, ao pé da casa, mas o chamamento do Benfica não o deixou indiferente. Treinou-se à experiência no Campo Grande e logo veio a integrar a equipa júnior, orientada pelo antigo guardião Cândido Tavares. Na época subsequente à conquista da Taça Latina, subiu a sénior, estreando-se em Novembro de 50, devido à lesão de Jacinto. O Benfica venceu (7-1) o Boavista, tendo Félix, Francisco Ferreira, Rogério, Águas e Rosário, entre outros, alinhado no debute.

Em 1954, Artur Santos passou ao eixo da defensiva, com o propósito de substituir Félix Antunes, que havia sido suspenso pelo clube por provada indisciplina. A tarefa era intricada, mas a resposta afirmativa foi. Apesar do carisma de vários jogadores da época, Artur, mais do que garantir o seu espaço, transformou-se numa referência incontornável no reino da águia.

Em 11 temporadas ao serviço do Benfica, quatro Campeonatos e seis Taças de Portugal. Já no dealbar da década de 60, com o estatuto de internacional, associou o seu nome à conquista da Taça dos Campeões Europeus. Plasmava com chave de ouro uma carreira caracterizada pelo regularidade.


Artur Santos, o primeiro central da equipa que ganharia a TCE de 1960/61

Ostentou várias vezes a braçadeira de capitão, em quase três centenas de jogos na turma principal do Benfica, prova inequívoca da sua faceta de líder e do seu comportamento exemplar. “Nunca marquei um golo, é verdade, mas os tempos, esses, eram outros, sendo que o mais importante era cumprir no plano defensivo e, nesse aspecto, acho que não desmereci”. Não desmereceu mesmo. E bem mereceu também aquela festa de homenagem, a 8 de Outubro de 1961, com o Chaux-de-Fonds, da Suiça, na despedia oficial.

Com uma comovente e militante atitude benfiquista, Artur Santos, na actualidade, é das presenças mais assíduas e notadas nas múltiplas jornadas de confraternização, que amiúde ocorrem pelo país e até pelo estrangeiro. Tudo porque vive e viverá sempre para o seu Benfica.




Épocas no Benfica: 11 (50/61)

Jogos: 284

Títulos: 1 TCE, 4 CN e 6 TP


Texto: Memorial Benfica, 100 Glórias
Copiado de Ednilson

Estatísticas do jogador

Equipa Jogos Minutos Amarelos Vermelhos Golos
SL Benfica (Futebol > Seniores > 1950/1951) 12 1080 0 0 0
Competição Jogos Minutos Amarelos Vermelhos Golos
Campeonato Nacional 8 720 0 0 0
Taça de Portugal 4 360 0 0 0
SL Benfica (Futebol > Seniores > 1951/1952) 33 2970 0 0 0
Competição Jogos Minutos Amarelos Vermelhos Golos
Campeonato Nacional 26 2340 0 0 0
Taça de Portugal 7 630 0 0 0
SL Benfica (Futebol > Seniores > 1952/1953) 33 2970 0 0 0
Competição Jogos Minutos Amarelos Vermelhos Golos
Campeonato Nacional 26 2340 0 0 0
Taça de Portugal 7 630 0 0 0
SL Benfica (Futebol > Seniores > 1953/1954) 23 2070 0 0 0
Competição Jogos Minutos Amarelos Vermelhos Golos
Campeonato Nacional 20 1800 0 0 0
Taça de Portugal 3 270 0 0 0
SL Benfica (Futebol > Seniores > 1954/1955) 32 2880 0 0 0
Competição Jogos Minutos Amarelos Vermelhos Golos
Campeonato Nacional 26 2340 0 0 0
Taça de Portugal 6 540 0 0 0
SL Benfica (Futebol > Seniores > 1955/1956) 30 2700 0 0 0
Competição Jogos Minutos Amarelos Vermelhos Golos
Taça Latina 2 180 0 0 0
Campeonato Nacional 26 2340 0 0 0
Taça de Portugal 2 180 0 0 0
SL Benfica (Futebol > Seniores > 1956/1957) 23 2070 0 0 0
Competição Jogos Minutos Amarelos Vermelhos Golos
Campeonato Nacional 23 2070 0 0 0
SL Benfica (Futebol > Seniores > 1957/1958) 15 1350 0 0 0
Competição Jogos Minutos Amarelos Vermelhos Golos
Campeonato Nacional 15 1350 0 0 0
SL Benfica (Futebol > Seniores > 1958/1959) 35 3150 0 0 0
Competição Jogos Minutos Amarelos Vermelhos Golos
Campeonato Nacional 26 2340 0 0 0
Taça de Portugal 9 810 0 0 0
SL Benfica (Futebol > Seniores > 1959/1960) 35 3150 0 0 0
Competição Jogos Minutos Amarelos Vermelhos Golos
Campeonato Nacional 25 2250 0 0 0
Taça de Portugal 10 900 0 0 0
SL Benfica (Futebol > Seniores > 1960/1961) 13 1170 0 0 0
Competição Jogos Minutos Amarelos Vermelhos Golos
Campeonato Nacional 8 720 0 0 0
Taça de Portugal 4 360 0 0 0
Taça dos Campeões Europeus 1 90 0 0 0
Total 284 25560 0 0 0

Primeiro jogo

26 Nov 1950
Campeonato Nacional
Equipa inicial: Mário da Rosa, Félix, Artur Santos, António Lourenço, Joaquim Fernandes, José da Costa, Rosário, Rogério Pipi, Francisco Ferreira, José Águas, Melão
Treinador: Ted Smith
Golos: Rosário, Rosário, Rogério Pipi, Rogério Pipi, Rogério Pipi, Rogério Pipi, Melão

Último jogo

07 Maio 1961
Taça de Portugal
Equipa inicial: Barroca, Mário João, Sidónio, Artur Santos, Manuel Pinto, Francisco Palmeiro, Peres, Inácio, António Mendes, Moreira, Jorge
Treinador: Bélla Guttmann
Golos: Peres, António Mendes, Jorge

41877 - Tópico: Artur Santos  (Lida 6199 vezes)

Shoky

  • Colaborador
  • ******
  • Mensagens: 166940
  • 03 de Novembro de 2010, 17:11


Nome Completo: ARTUR Lopes dos SANTOS
Posição: Defesa Direito/Central
Nacionalidade: Português (Internacional A)
Data de Nascimento: 27-03-1931
Número da Camisola: 3
Pé Preferido: Direito


Épocas ao serviço do Benfica: 11
Total de Jogos pelo Benfica: 284
Total de Golos pelo Benfica: 0
Títulos pelo Benfica:
1 Taça dos Campeões Europeus (1960/1961)
4 Campeonatos Nacionais (1954/1955, 1956/1957, 1959/1960, 1960/1961)
5 Taças de Portugal (1950/1951, 1951/1952, 1952/1953, 1954/1955, 1958/1959)

1950/1951
Jogos: 12
Golos: 0

1951/1952
Jogos: 33
Golos: 0

1952/1953
Jogos: 33
Golos: 0

1953/1954
Jogos: 23
Golos: 0

1954/1955
Jogos: 32
Golos: 0

1955/1956
Jogos: 30
Golos: 0

1956/1957
Jogos: 23
Golos: 0

1957/1958
Jogos: 15
Golos: 0
 
1958/1959
Jogos: 35
Golos: 0

1959/1960
Jogos: 35
Golos: 0

1960/1961
Jogos: 13
Golos: 0
« Última modificação: 12 de Outubro de 2013, 02:34 por Shoky »

Shoky

  • Colaborador
  • ******
  • Mensagens: 166940
  • 05 de Novembro de 2010, 15:03
Artur Lopes do Santos. Paço de Arcos. 27 de Março de 1931. Defesa
Épocas no Benfica: 11 (50/61). Jogos: 284. Títulos: 1 (Taça dos Campeões), 4 (Campeonato Nacional) e 6 (Taça de Portugal).
Internacionalizações: 2.




Equipa 1960/1961

Em Paço de Arcos nasceu, a trocar o passo aos atacantes contrários se destacou. Artur Santos, integérrimo jogador, marcou a retaguarda benfiquista ao longo da década de 50. Com estilo vigoroso, eficiente, disciplinado, impositivo, à direita ou ao centro, atravessou várias sensibilidades técnicas sem infamar. Ao percorrer a maratona da dedicação, sucessivamente avalizado foi por Ted Smith, Cândido Tavares, Alberto Zozaya, Ribeiro dos Reis, José Valdivieso, Otto Glória e Bélla Guttmann.

Começou nos Onze Unidos, ao pé da casa, mas o chamamento do Benfica não o deixou indiferente. Treinou-se à experiência no Campo Grande e logo veio a integrar a equipa júnior, orientada pelo antigo guardião Cândido Tavares. Na época subsequente à conquista da Taça Latina, subiu a sénior, estreando-se em Novembro de 50, devido à lesão de Jacinto. O Benfica venceu (7-1) o Boavista, tendo Félix, Francisco Ferreira, Rogério, Águas e Rosário, entre outros, alinhado no debute.

Em 1954, Artur Santos passou ao eixo da defensiva, com o propósito de substituir Félix Antunes, que havia sido suspenso pelo clube por provada indisciplina. A tarefa era intricada, mas a resposta afirmativa foi. Apesar do carisma de vários jogadores da época, Artur, mais do que garantir o seu espaço, transformou-se numa referência incontornável no reino da águia.

Em 11 temporadas ao serviço do Benfica, quatro Campeonatos e seis Taças de Portugal. Já no dealbar da década de 60, com o estatuto de internacional, associou o seu nome à conquista da Taça dos Campeões Europeus. Plasmava com chave de ouro uma carreira caracterizada pelo regularidade.


Artur Santos, o primeiro central da equipa que ganharia a TCE de 1960/61

Ostentou várias vezes a braçadeira de capitão, em quase três centenas de jogos na turma principal do Benfica, prova inequívoca da sua faceta de líder e do seu comportamento exemplar. “Nunca marquei um golo, é verdade, mas os tempos, esses, eram outros, sendo que o mais importante era cumprir no plano defensivo e, nesse aspecto, acho que não desmereci”. Não desmereceu mesmo. E bem mereceu também aquela festa de homenagem, a 8 de Outubro de 1961, com o Chaux-de-Fonds, da Suiça, na despedia oficial.

Com uma comovente e militante atitude benfiquista, Artur Santos, na actualidade, é das presenças mais assíduas e notadas nas múltiplas jornadas de confraternização, que amiúde ocorrem pelo país e até pelo estrangeiro. Tudo porque vive e viverá sempre para o seu Benfica.



Tópico: Memorial Benfica, Glórias
Autor: Ednilson
Link: http://www.serbenfiquista.com/forum/index.php?topic=22362.15
« Última modificação: 20 de Abril de 2013, 18:45 por Shoky »

ednilson

  • Eusébio
  • ******
  • Luis Filipe Vieira e os 83%
  • Mensagens: 39026
  • 05 de Novembro de 2010, 15:40
Finalmente, adquiri um poster seu esta semana!

Far(away)

  • Eusébio
  • ******
  • UK
  • Mensagens: 80491
  • 05 de Novembro de 2010, 16:31
Não fez parte da equipa que venceu a taça latina, porque chegou na temporada seguinte.

Imortal pois claro e outro dos grandes simbolos deste clube.

Partizan

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 1413
  • Gloriosa tradição
  • 05 de Novembro de 2010, 16:41
O Grande Artur, nome obrigatório da nossa História.

Shoky

  • Colaborador
  • ******
  • Mensagens: 166940
  • 05 de Novembro de 2010, 20:23
Não fez parte da equipa que venceu a taça latina, porque chegou na temporada seguinte.

Imortal pois claro e outro dos grandes simbolos deste clube.

Mas ainda foi a tempo de ser campeão europeu em 1960/1961.
Podia ter sido o unico jogador da história do Benfica a ter vencido duas provas europeias diferentes.

Far(away)

  • Eusébio
  • ******
  • UK
  • Mensagens: 80491
  • 06 de Novembro de 2010, 01:30
Não fez parte da equipa que venceu a taça latina, porque chegou na temporada seguinte.

Imortal pois claro e outro dos grandes simbolos deste clube.

Mas ainda foi a tempo de ser campeão europeu em 1960/1961.
Podia ter sido o unico jogador da história do Benfica a ter vencido duas provas europeias diferentes.

Verdade, teria sido um feito ainda mais histórico.

cipri_slb

  • Eusébio
  • ******
  • ''Só quem já perdeu na vida sabe o que é ganhar. Porque encontrou na derrota o motivo para lutar.''
  • Mensagens: 23024
  • 06 de Maio de 2012, 21:34
Tive o privilegio de ter estado com este senhor ontem...
Grande e muito simpatico estive cerca de 30 minutos á conversa e contou me imensas historias da final contra o Barcelona em Viena  :bow2:

Manpaz1904

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 62307
  • 19 de Janeiro de 2013, 17:09
Pelos vistos, o neto dele joga nos juniores do Benfica.

Joaquim Ferreira Bogalho

  • Eusébio
  • ******
  • Lisboa
  • Mensagens: 8854
  • 26 de Março de 2013, 16:04
Um símbolo do Benfica.

BC

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 44402
  • 26 de Março de 2013, 16:07
Pelos vistos, o neto dele joga nos juniores do Benfica.
Miguel Santos, guarda-redes.

Blitzer

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 31166
  • 26 de Março de 2013, 16:08
Pelos vistos, o neto dele joga nos juniores do Benfica.
Miguel Santos, guarda-redes.

:)

faneca_slb4ever

  • Colaborador Modalidades
  • *
  • Mensagens: 138798
  • 27 de Março de 2013, 15:27
Parabéns!!!

Shoky

  • Colaborador
  • ******
  • Mensagens: 166940
  • 20 de Abril de 2013, 18:46
Benfica 1-0 Porto | Taça de Portugal 1958/59


Messi87

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 72479
  • 07 de Janeiro de 2014, 14:56
Programa Memórias - A Bola TV

Artur Santos e Ângelo