63065 - Tópico: SL Benfica - Campeão Nacional de Juvenis A 2018/2019!!!  (Lida 168319 vezes)

Velazquez

  • Moderador
  • *
  • Mensagens: 43855
  • 01 de Julho de 2019, 12:38
Para mim, 6.
Para mim central.Um jogador com a velocidade, saida de bola e desarme que ele tem vai fazer a diferença a central

Slipknot_BMC

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 45645
  • SkipNódoas ao seu dispor
  • 01 de Julho de 2019, 16:45
MUDANÇAS NOS TREINADORES DA FORMAÇÃO NO SEIXAL

As equipas da formação do Benfica vão voltar a ter mudanças na época que hoje se inicia. A saída de Luís Nascimento dos juniores para o Rio Ave (será adjunto de Carlos Carvalhal) obriga a nova reformulação, à semelhança do que sucedeu em janeiro deste ano, quando a promoção de Bruno Lage levou a alterações no Seixal.

 

Ao que A BOLA apurou, Filipe Coelho vai transitar dos iniciados para os juvenis (sub-17). O técnico de 34 anos trabalhou nos sub-14 e sub-15 nos últimos três anos, e segue agora para um escalão acima. Para o lugar de Filipe Coelho, a hipótese mais forte, nesta altura, é Tiago Jorge Pina, treinador que, em 2018/2019, orientou os sub-14, a equipa de iniciados B.

 

Para os juniores, a escolha deve recair em Luís Araújo, treinador de 42 anos que se sagrou campeão nacional de juvenis (sub-17) esta temporada. Luís Araújo já foi bicampeão de iniciados.

 

Estas são as mudanças mais prováveis na estrutura da formação do Benfica, com a ideia de promoção de técnicos com vários anos de clube e com conhecimento pleno do futebol de formação encarnado, estratégia seguida nas últimas temporadas. Contudo, existe ainda a possibilidade de o Benfica contratar treinadores externos.

 

Dúvida nos sub-23

 

A maior dúvida está nos sub-23. João Tralhão começou a temporada, mas foi substituído por Luís Tralhão depois de o primeiro ter rumado ao Mónaco para adjunto de Thierry Henry. Luís Tralhão completou a Liga Revelação, mas permanecem dúvidas sobre a continuidade dele nos sub-23.

 

Rúben Amorim, antigo jogador do Benfica e ex-treinador do Casa Pia, era o técnico desejado por Pedro Mil-Homens, responsável pelo centro de estágio, e Pedro Marques, diretor técnico. Mas o projeto não agradou a Rúben Amorim e este rumou aos sub-23 do Estoril. O cenário mais forte ainda é o de contratar um treinador externo.