Treinador, 1918-01-21 - 1998-02-26)
Reino Unido
Stats: 4 épocas, 37 jogos ( minutos), golos
Títulos: Campeonato Nacional (3), Taça de Portugal (1)

38281 - Tópico: Jimmy Hagan  (Lida 22401 vezes)

TJSF

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 39366
  • Não há melhor juiz que o tempo
  • 07 de Novembro de 2016, 21:22
Biografia do Nené?

VitorPaneira7

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 11649
  • 07 de Novembro de 2016, 21:39
Biografia do Nené?

Nas pequenas biografias dos livros\ revistas  sobre figuras do Benfica , tenho uma colecção  dos 100 anos em que um dos volumes é biografias dos principais jogadores, havendo uma biografia com 4 páginas sobre o Nené e ainda apareceram várias que li nas revistas que comemoraram o centenário. E houve outra que o user Ednilson transcreveu de um livro, julgo que o de Malheiro, que está nas primeiras páginas, não estou a falar de memórias ou biografias autorizadas como costumam aparecer À venda. Os mais velhos dizem o mesmo, outros falam que foi com o Mortimore, quando teve uma crise de avançados.

E basta ver que parece bater certo pois entre 70-74 havia para pontas de lança titulares o Artur Jorge, melhor marcador em 70-71 e 71-72, Eusébio melhor marcador em 72-73 , e ainda havia Jordão e Vitor Baptista. Lembrar que Hagan sai em 73 a meio da época 73-74 após zanga na festa do Eusébio por causa do Toni e Humberto, numa altura que ainda eram os avançados anteriores as opções principais.

Nené só ultrapassa as duas dezenas de golos por época em 75-76 quando faz dupla com Jordão, precisamente quando está Mário Wilson, ele era titularissimo com Hagan mas a extremo direito.
« Última modificação: 07 de Novembro de 2016, 21:42 por VitorPaneira7 »

TJSF

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 39366
  • Não há melhor juiz que o tempo
  • 07 de Novembro de 2016, 21:54
Ah, esses livros. Sim confirma que só em 76 mudou para ponta de lança.

VitorPaneira7

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 11649
  • 07 de Novembro de 2016, 21:56
Ah, esses livros. Sim confirma que só em 76 mudou para ponta de lança.
Até era bom haver biografias , nem que fosse curtas de 100-150 páginas ao estilo do que se fez para o Lisboa, de personalidades como o Shéu, Nené,Toni e outros. São décadas de Benfica como jogadores, técnicos e dirigentes. Uma riqueza imensa por explorar.

TJSF

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 39366
  • Não há melhor juiz que o tempo
  • 08 de Novembro de 2016, 00:07
Ah, esses livros. Sim confirma que só em 76 mudou para ponta de lança.
Até era bom haver biografias , nem que fosse curtas de 100-150 páginas ao estilo do que se fez para o Lisboa, de personalidades como o Shéu, Nené,Toni e outros. São décadas de Benfica como jogadores, técnicos e dirigentes. Uma riqueza imensa por explorar.
Fossem só esses. Podiam fazer uns 30 livros porque temos imensas glorias, mas só Eusébio recebe essa atençao .

Mr. White

  • Juvenil
  • **
  • Mensagens: 357
  • 08 de Novembro de 2016, 05:15
Costa Pereira, Manuel Bento, Preud'homme, Veloso, Serra, Mário João, Cruz, Ângelo, Gustavo Teixeira, Raúl, Germano, Félix, Humberto Coelho, Mozer, Ricardo Gomes, João Alves, Coluna, Albino, Francisco Ferreira, Francisco Palmeiro, Shéu, Simões, Toni, Nené, José Augusto, Torres, Cavém, Chalana, Diamantino, Valdo, Vítor Paneira, Carlos Manuel, Pietra, Magnusson, Arsénio, Rogério Pipi, Julinho, Vítor Silva, Espírito Santo, Santana, José Águas, João Vieira Pinto, Nuno Gomes, Óscar Cardozo...
 
30 não chegava. E estou só a contar os jogadores de futebol. Mais dirigentes, treinadores e modalidades eram outros tantos.

RedVC

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 9337
  • Todos por um!
  • 22 de Janeiro de 2018, 22:13

Cumprem-se hoje 100 anos que nasceu Jimmy Hagan.



(Washington, County Durham, 21/01/1918  - Sheffield 26/02/1998)



Para quem queira saber alguns aspectos biográficos de Jimmy Hagan antes de chegar ao Glorioso:


https://serbenfiquista.com/forum/memorias/decifrando-imagens-do-passado/msg1086882164/#new

« Última modificação: 22 de Janeiro de 2018, 22:59 por RedVC »

Rodolfo Dias

  • Sénior
  • ****
  • Museu Rodolfo Dias, à cata de fotos e recortes.
  • Mensagens: 2102
  • Sport Vieira e Benfiquinha? Não, obrigado!
  • 28 de Fevereiro de 2018, 17:04
Logo após a eliminação do Benfica nas meias-finais da TCE'71/72 (aos pés do Ajax), o "Diário de Lisboa", na pessoa do jornalista Neves de Sousa, lançou um duro ataque a Jimmy Hagan com um dossier de quatro páginas em que vai enumerando todos os pecados e defeitos do britânico, acusando-o de ser um técnico "desactualizado", com o jornalista a terminar a peça com a tirada "tenho diploma de um curso de treinadores de futebol. E Hagan?"







(na época seguinte, foi o que se viu...)

StarWars

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 7069
  • 28 de Fevereiro de 2018, 18:50
Logo após a eliminação do Benfica nas meias-finais da TCE'71/72 (aos pés do Ajax), o "Diário de Lisboa", na pessoa do jornalista Neves de Sousa, lançou um duro ataque a Jimmy Hagan com um dossier de quatro páginas em que vai enumerando todos os pecados e defeitos do britânico, acusando-o de ser um técnico "desactualizado", com o jornalista a terminar a peça com a tirada "tenho diploma de um curso de treinadores de futebol. E Hagan?"







(na época seguinte, foi o que se viu...)
Excelente partilha.

Enviado do meu SM-J510FN através do Tapatalk


StarWars

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 7069
  • 28 de Fevereiro de 2018, 18:52
"
Jimmy Hagan. O homem que fazia vomitar pequenos-almoços...

Exigente, inflexível, ortodoxo. Dizia: “Senhores, correr, correr muito!” Era a sua tática. Correr mais do que o adversário e durante mais tempo. Com ele, o Benfica ganhou um campeonato vencendo 28 dos 30 jogos, 23 consecutivos. “No comments!”

António Simões é um daqueles homens que caminha pela vida do lado esquerdo. É no lado esquerdo que se instalam os rebeldes, é por aí que vão cumprindo o seu percurso. 

Ele jogava lá do lado esquerdo no Benfica, na seleção dePortugal.

E como jogava, o António Simões!

Ele e Eusébio, Coluna, JoséAugusto e Torres. Uma espécie de linha avançada em forma de poema sem métrica.
Num livro que publicou, chamado “Personalidades e Reflexões”, fala de tanta gente com a qual se foi cruzando no seu mundo largo de muitos anos vividos longe deste portugalzinho que é, na maior parte do tempo, aquilo que o mar não quer, como dizia Ruy Belo.

Fui buscar Simões por causa de Hagan.

Hagan, James Hagan.

Jimmy para toda a gente.

Cumpriram-se ontem 20 anos sobre a sua morte: 26 de fevereiro de 1998.

Nasceu em Washington, não Washington DC, mas Washington, County Duhram, Inglaterra, no dia 21 de janeiro de 1918.

Em 1970 chegou a Lisboa pela mão do presidente do Benfica, Borges Coutinho. Tinha treinado o Peterborough e o West Bromwich Albion. Ficou em Portugal até ao fim da sua carreira.

Afirma Simões: “Os efeitos foram bem visíveis logo no primeiro dia dos trabalhos: alguns colegas vomitaram, haviam tomado o pequeno-almoço em cima da hora do treino, não aguentaram o começo violento. Hagan mostrou-se indiferente e o preparo prosseguiu com os mais resistentes”.

A dureza dos treinos deHagan ficou para a lenda do futebol emPortugal.

Tal como a sua expressão favorita: “No comments!”

Não era homem de palavras. Era homem de acção. 

Conta Simões contando Hagan: “Senhores, recolher aos quartos, treino às dez horas, dormir bem”.

Era firme, decidido, inflexível.

E, no entanto, fora um jogador de requinte. Interior-direito no Liverpool, no DerbyCounty, No Sheffield United. Em Sheffield manteve-se vinte anos.

“One of the finest British football players of his era. A two-footed inside forward with an astonishing repertoire of tricks”, escreveu Barnard Roger em The Jimmy Hagan Story.

A história de Hagan no Benfica é bem conhecida de todos os que se interessam por futebol. Três épocas, três campeonatos conquistados. O de 1972-73 foi extraordinário: venceu 28 dos 30 jogos da competição. Cedeu apenas dois empates. Conseguiu o registo espantoso de 23 vitórias consecutivas. Isto é: foi ganhando sempre até o campeonato estar decidido e o Benfica ser matematicamente campeão. Depois deu-se ao luxo de abrandar.

Hagan interessou-me sempre mais pela sua vertente de homem do que técnico. Claro que houve a sua saída intempestiva doBenfica por se sentir desautorizado após ter proibido Humberto Coelho eToni de participarem na festa de despedida de Eusébio. E a sua passagem efémera pelo Sporting, a Taça dePortugal ganha ao serviço doBoavista e a sua paixão pelo Estoril.

Simões outra vez: “Os nossos organismos habituaram-se àquela mudança brusca, de grandes implicações no plano físico e mental. Ali começou uma relação agreste e, algumas vezes, intempestiva, até de confrontações pontuais, ainda que no domínio da razoabilidade”.

Talvez tenha sido sempre mais um preparador físico do que um treinador. Dava-se ao luxo de anunciar a equipa que seria titular e, sem a habitual preleção antes do encontro, reduzir o discurso a: “Senhores, correr, correr muito, autocarro sai à uma e meia”.

Era a tática: correr, correr muito, correr mais do que o adversário durante mais tempo.

Simões ainda: “Eu, como capitão, dizia – malta, vamos jogar à nossa maneira, num 4.3.3, importa é dar cabo deles bem cedo antes que os índios comecem a assobiar”.
E depois apareciam as queixas em forma de anedotário: “Se chego à Luz com 10 minutos de atraso não vejo os primeiros três golos”.

Jimmy Hagan não perdia a compostura, não virava cara à modéstia.

Era exigente até ao exagero.

“Ensinou-nos que a profissão de futebolista, para mais no Benfica, era muito mais dura do que estávamos habituados. Apesar dos seus conceitos ortodoxos, deu-nos liberdade para gozarmos um futebol bonito”. Deixou um nome que não se esquece.

"

https://ionline.sapo.pt/artigo/602303/jimmy-hagan-o-homem-que-fazia-vomitar-pequenos-almocos-?seccao=Desporto_i

Enviado do meu SM-J510FN através do Tapatalk


Dandy

  • Eusébio
  • ******
  • "Temos a melhor equipa dos últimos 15 anos... espero que não tenhamos a melhor equipa dos próximos 15 anos", Júlio Machado Vaz, na "RTP-N", após a vitória na final da Taça da Liga, por 3-0, sobre o Porto, a 21 de Março de 2010.
  • Mensagens: 27861
  • Sócio: 13 491
  • 01 de Dezembro de 2019, 13:45






   Segundo treinador principal tri-campeão, "de facto", pelo Benfica.

   Somente antecedido por Lippo Hertzka.


   Tanto o inglês como o húngaro foram os únicos treinadores da nossa História a orientar todos os jogos (para o campeonato nacional) durante 3 (três) campeonatos nacionais vitoriosos (e consecutivos).

   Nem Otto Glória ... nem Eriksson ... nem Jorge Jesus ... nem Rui Vitória ... conseguiram o mesmo.





RedVC

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 9337
  • Todos por um!
  • 01 de Dezembro de 2019, 14:20
James Hagan, capitão do Sheffield United, 1952






« Última modificação: 01 de Dezembro de 2019, 14:22 por RedVC »

Dandy

  • Eusébio
  • ******
  • "Temos a melhor equipa dos últimos 15 anos... espero que não tenhamos a melhor equipa dos próximos 15 anos", Júlio Machado Vaz, na "RTP-N", após a vitória na final da Taça da Liga, por 3-0, sobre o Porto, a 21 de Março de 2010.
  • Mensagens: 27861
  • Sócio: 13 491
  • 07 de Dezembro de 2019, 10:06






   ÚNICO treinador em Portugal a sagrar-se campeão nacional tendo vencido TODOS os jogos disputados até ao apuramento matemático do campeão nacional.

   Explico:

   O Benfica conquistou o campeonato nacional de futebol, relativo à época 1972-73, no dia 11 de Março de 1973 ... ao alcançar a 23ª (vigésima terceira) vitória em outras tantas jornadas e consolidando uma vantagem pontual que garantia (matematicamente) o ceptro desse ano.
   O Belenenses, segundo classificado, ficava agora 14 (catorze) pontos ... acrescidos de uma desvantagem no confronto directo (duas derrotas, por 0-2 e por 0-5).

   Nesse jogo, contra o Vitória de Setúbal, disputado na "Luz", marcaram Artur Jorge (2) e Eusébio.

   Lenda!





Dandy

  • Eusébio
  • ******
  • "Temos a melhor equipa dos últimos 15 anos... espero que não tenhamos a melhor equipa dos próximos 15 anos", Júlio Machado Vaz, na "RTP-N", após a vitória na final da Taça da Liga, por 3-0, sobre o Porto, a 21 de Março de 2010.
  • Mensagens: 27861
  • Sócio: 13 491
  • 07 de Dezembro de 2019, 14:54






   "Senhores, correr, correr muito!"





Alexandre1976

  • Capitão
  • ****
  • Mensagens: 4068
  • O Benfica é tudo.
  • 07 de Dezembro de 2019, 22:14
89 jogos no Campeonato pelo Benfica,74 vitórias,10 empates e apenas 5 derrotas. 249 golos marcados e 49 sofridos. 158 pontos conquistados em 178 possiveis. 2 Campeonatos ganhos com 10 e 18 pontos de avanço.Contra os lagartos 6 jogos no Campeonato,5 vitórias e 1 empate. Com os porcos 3 vitorias,2 empates e 1 derrota.Em 12 jogos contra os dragartos somou 8 vitorias,3 empates e 1 derrota.