Portugal

Primeiro jogo

Domingo, Janeiro 3, 1965 - 00:00

SL Benfica: Costa Pereira, Cruz, Malta da Silva, Luciano, Pérides, Simões, Coluna, Cavém, Eusébio, José Augusto, José Torres
Treinador: Elek Schwartz
Golos: Eusébio (55 (g), Eusébio (55'do), José Augusto (1), José Torres (80)

Último jogo

Domingo, Maio 30, 1976 - 00:00

Estádio da Luz ,

SL Benfica: Bento, Artur Correia, António Bastos Lopes (Malta da Silva [65m]) (Malta da Silva [65m]), Barros, Shéu (Vítor Martins [60m]) (Vítor Martins [60m]), Toni, Messias, Nené, Moinhos, Jordão, Vitor Baptista
Treinador: Mário Wilson
Golos: Toni (16), Vitor Baptista (33)

45094 - Tópico: Malta da Silva  (Lida 7204 vezes)

Shoky

  • Colaborador
  • ******
  • Mensagens: 192772
  • 10 de Setembro de 2011, 16:36


Nome Completo: Amândio José MALTA DA SILVA
Posição: Defesa Direito/Central
Nacionalidade: Português (Internacional A)
Data de Nascimento: 19-02-1943
Número da Camisola: ?
Pé Preferido: Direito



Épocas ao serviço do Benfica: 11
Total de Jogos pelo Benfica: 192
Total de Golos pelo Benfica: 1
Títulos pelo Benfica:
7 Campeonatos Nacionais (1964/65, 1968/69, 1970/71, 1971/72, 1972/73, 1974/75, 1975/76)
2 Taças de Portugal (1968/69, 1969/70)


1964/1965
Jogos: 6
Golos: 0

1966/1967
Jogos: 2
Golos: 0

1967/1968
Jogos: 2
Golos: 0

1968/1969
Jogos: 6
Golos: 0

1969/1970
Jogos: 33
Golos: 0

1970/1971
Jogos: 33
Golos: 0

1971/1972
Jogos: 26
Golos: 1 (1 na Liga)

1972/1973
Jogos: 30
Golos: 0

1973/1974
Jogos: 26
Golos: 0

1974/1975
Jogos: 16
Golos: 0

1975/1976
Jogos: 12
Golos: 0
« Última modificação: 01 de Março de 2013, 23:22 por Shoky »

Ludwig van

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 18566
  • 10 de Setembro de 2011, 17:02
Curioso só agora ter tópico, era uma falha em que ainda não tinha reparado.


Shoky

  • Colaborador
  • ******
  • Mensagens: 192772
  • 10 de Setembro de 2011, 18:14
Amândio José Malta da Silva. Benguela, Angola. 19 de Fevereiro de 1943. Defesa.
Épocas no Benfica: 11 (64/65 e 66/76). Jogos: 193. Golos: 1. Títulos: 7 (Campeonato Nacional) e 2 (Taça de Portugal).
Internacionalizações: 5.



Procedente de Benguela, a 26 de Setembro de 1963, com 20 anos feitos, desembarcou em Lisboa, capital da então Metrópole, um jovem considerado promitente, Malta da Silva de seu nome. Em Angola, havia jogado futebol e basquetebol, no Portugal de Benguela, clube da cega predilecção do seu pai. Descoberto por olheiros do Benfica, de pronto recebeu guia de marcha.

Os primeiros anos, na mítica década de 60, não foram pêra doce. A competição pelos lugares ao sol de frívola nada tinha e, por essa altura, a experiência era mesmo a mãe de todas as coisas. O tirocínio parecia infinitamente prolongado, épocas a fio durou. Malta da Silva não esmoreceu. Afina, como reza o provérbio macua, o galo não canta sem amanhecer. E só na temporada de 70/71 se fez dia.

Vivia-se o inicio do consulado Hagan, germinava a equipa-maravilha. Malta da Silva, a lateral-direito e já não central, integrou a primeira convocatória. Passou a ser recorrente. Enterrados estavam os tempos de ansiedade recalcada, um jogador fino no trato da bola passava a vingar. Era resoluto e sacrificado. Era vistoso e dinâmico. Com Artur e Adolfo compunha o trio dos melhores laterais portugueses. Os três no Benfica, a emulação era constante.



Jogou até 76/77, completando 11 épocas na Luz. Participou em sete vitórias no Campeonato e em duas na Taça de Portugal. Com naturalidade, não deixou de emprestar os seus créditos à Selecção. Foi com Jimmy Hagan que atingiu maior notoriedade, talvez na altura em que o lote de jogadores do Benfica tenha sido o mais extraordinário de todo o historial centenário.

“Gostaria de ter sido campeão europeu”, confessa. Quem não gostava? Mas na época 71/72, esteve próximo desse desiderato, só que o Ajax levou a melhor numas semifinais pautadas até pelo equilíbrio. “Quando ao mais, penso que cumpri”. Cumpriu mesmo.

Há muitos anos que Malta da Silva acompanha o futebol à distância, ele que até vive quase paredes meias com o Estádio da Luz. Foi um ciclo que se fechou com tampa pesada. Sobra a recordação de um jogador que amou o Benfica e que, em campo, deu muitas e variadas expressões a esse afecto.


Tópico: Memorial Benfica, Glórias
Autor: Ednilson
Link: http://serbenfiquista.com/forum/index.php?topic=22362.105
« Última modificação: 21 de Abril de 2013, 00:00 por Shoky »

dfernandes

  • Eusébio
  • ******
  • "Um amigo é uma só alma morando em dois corpos."
  • Mensagens: 42264
  • 11 de Setembro de 2011, 02:38
Que palmarés impressionante...

Bem vindo à sua secção, senhor Malta da Silva.

TJSF

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 39329
  • Não há melhor juiz que o tempo
  • 13 de Setembro de 2011, 11:32
7 campeonatos. Era o SL BENFICA!

Pedro Marques

  • Eusébio
  • ******
  • A razão da experiência é menos importante que a própria experiência.
  • Mensagens: 18239
  • 25 de Agosto de 2012, 15:47





Universo Benfica

  • Colaborador
  • ******
  • Mensagens: 116481
  • 15 de Setembro de 2012, 03:16
Estreia: 3 de Janeiro de 1965, no Campo do Bravo - Seixal
(Seixal 0 - S.L.Benfica 4) - Com Elek Schwartz

Último jogo: 30 de Maio de 1976, na Luz
(S.L.Benfica 2 - Porto 3) - Com Mário Wilson

Primeiro e único golo: 31 de Outubro de 1971, na Luz
(S.L.Benfica 3 - União de Tomar 0) - Marcou o 1-0 aos 12'

Curiosidades:

- Foi descoberto em Angola por olheiros do Sport Lisboa e Benfica, no clube "Portugal de Benguela", onde se notabilizou na prática do futebol e do basquetebol.
- Chegou ao clube encarnado em 1964 mas a presença de grandes nomes como Raúl Machado, Jacinto Santos, Humberto Fernandes, Humberto Coelho e Zeca haviam de retardar a sua plena afirmação. Primeiro como central, depois como lateral direito.
- É a partír de 1970/71, com a chegada de Jimmy Hagan, que passa a ser assíduo no onze inicial e se estreia também pela Selecção Nacional Portuguesa.
- Ao fim de 12 temporadas de águia ao peito, rumou aos Estados Unidos para jogar mais uma temporada.
- Em 1979 abraçou a carreira de treinador no Benfica de Castelo Branco, onde passaria 2 épocas inesquecíveis.

Fonte: Vedeta ou Marreta

faneca_slb4ever

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 139644
  • 09 de Janeiro de 2013, 22:17
Excelente trabalho.

Zlatan

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 56083
  • 20 de Abril de 2013, 18:53
Amândio José Malta da Silva. Benguela, Angola. 19 de Fevereiro de 1943. Defesa.
Épocas no Benfica: 11 (64/65 e 66/76). Jogos: 193. Golos: 1. Títulos: 7 (Campeonato Nacional) e 2 (Taça de Portugal).
Internacionalizações: 5.



Procedente de Benguela, a 26 de Setembro de 1963, com 20 anos feitos, desembarcou em Lisboa, capital da então Metrópole, um jovem considerado promitente, Malta da Silva de seu nome. Em Angola, havia jogado futebol e basquetebol, no Portugal de Benguela, clube da cega predilecção do seu pai. Descoberto por olheiros do Benfica, de pronto recebeu guia de marcha.

Os primeiros anos, na mítica década de 60, não foram pêra doce. A competição pelos lugares ao sol de frívola nada tinha e, por essa altura, a experiência era mesmo a mãe de todas as coisas. O tirocínio parecia infinitamente prolongado, épocas a fio durou. Malta da Silva não esmoreceu. Afina, como reza o provérbio macua, o galo não canta sem amanhecer. E só na temporada de 70/71 se fez dia.

Vivia-se o inicio do consulado Hagan, germinava a equipa-maravilha. Malta da Silva, a lateral-direito e já não central, integrou a primeira convocatória. Passou a ser recorrente. Enterrados estavam os tempos de ansiedade recalcada, um jogador fino no trato da bola passava a vingar. Era resoluto e sacrificado. Era vistoso e dinâmico. Com Artur e Adolfo compunha o trio dos melhores laterais portugueses. Os três no Benfica, a emulação era constante.



Jogou até 76/77, completando 11 épocas na Luz. Participou em sete vitórias no Campeonato e em duas na Taça de Portugal. Com naturalidade, não deixou de emprestar os seus créditos à Selecção. Foi com Jimmy Hagan que atingiu maior notoriedade, talvez na altura em que o lote de jogadores do Benfica tenha sido o mais extraordinário de todo o historial centenário.

“Gostaria de ter sido campeão europeu”, confessa. Quem não gostava? Mas na época 71/72, esteve próximo desse desiderato, só que o Ajax levou a melhor numas semifinais pautadas até pelo equilíbrio. “Quando ao mais, penso que cumpri”. Cumpriu mesmo.

Há muitos anos que Malta da Silva acompanha o futebol à distância, ele que até vive quase paredes meias com o Estádio da Luz. Foi um ciclo que se fechou com tampa pesada. Sobra a recordação de um jogador que amou o Benfica e que, em campo, deu muitas e variadas expressões a esse afecto.


Tópico: Memorial Benfica, Glórias
Autor: Ednilson
Link: http://serbenfiquista.com/forum/index.php?topic=22362.105

Cyb3rNeo

  • Eusébio
  • ******
  • V. N. de Famalicão
  • Mensagens: 20451
  • "Eu sou a Lenda" Eusébio da Silva Ferreira
  • Sócio: 31**7
  • 19 de Fevereiro de 2014, 16:30
Hoje é o aniversário de Malta da Silva!

Célebre pela sua dinâmica e espírito de sacrifício, consagrou-se como um dos melhores laterais portugueses. Cumpriu 11 temporadas de "águia ao peito" (1965-76), adornadas com sete Campeonatos Nacionais e duas Taças de Portugal.


pcssousa

  • Colaborador
  • ******
  • Até sempre!
  • Mensagens: 75796
  • 19 de Fevereiro de 2014, 17:19
Malta da Silva, o célebre "Malta da Selva" como era conhecido no balneário. Foi, junto com Eusébio, salvo por Jaime Graça aquando do terrível incidente com a banheira de hidromassagem que vitimou o Lucianito.
Defesa de boa estampa atlética, com 1 metro e 83, jogador de porte. Chegou para central, fixar-se-ia como lateral. Acabou por se tornar titularíssimo 4 anos após o seu ingresso no Benfica e fazer parte das grandes equipas da década de 70. 7 vezes campeão nacional, 7!
Jogador para recordar, não era qualquer um que se firmava num Benfica com 22 internacionais A e que esmagava a concorrência.

Parabéns neste seu 71º aniversário!

EPluribusUnum

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 51203
  • 19 de Fevereiro de 2014, 17:24
Muitos parabéns!

RedVC

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 9034
  • Todos por um!
  • 19 de Fevereiro de 2014, 19:31
Um jovem que soube esperar num tempo em que isso era possível. 4 anos para se fixar como titula... Imortal!

Dandy

  • Eusébio
  • ******
  • "Temos a melhor equipa dos últimos 15 anos... espero que não tenhamos a melhor equipa dos próximos 15 anos", Júlio Machado Vaz, na "RTP-N", após a vitória na final da Taça da Liga, por 3-0, sobre o Porto, a 21 de Março de 2010.
  • Mensagens: 27652
  • Sócio: 13 491
  • 20 de Fevereiro de 2014, 01:13






   Hoje em dia querem sair ao cabo de 4 jogos sem calçar.




BlankFile

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 122071
  • 20 de Fevereiro de 2014, 01:50
Parabéns Imortal!