Avançado, 1924-08-15 - 2015-05-29)
Portugal
Stats: 6 épocas, 97 jogos (8730 minutos), 24 golos
Títulos: Taça de Portugal (3)

41880 - Tópico: Rosário  (Lida 5582 vezes)

Ludwig van

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 18365
  • 03 de Novembro de 2010, 18:53
Se a legenda estiver certa, sim.

Não há duvida, é mesmo, o Corona também aparece lá.

Shoky

  • Colaborador
  • ******
  • Mensagens: 191208
  • 03 de Novembro de 2010, 18:55
Está correcta sim...
E reparem que o Corona e ele até são parecidos...;D

Shoky

  • Colaborador
  • ******
  • Mensagens: 191208
  • 03 de Novembro de 2010, 18:57
Obrigado pela foto...
Essa foto é uma relíquia.

E está lá o grande Francisco Ferreira, capitão que não jogou na Taça Latina por não estar a 100%.
O treinador queria que ele jogasse, mas ele não quis prejudicar a equipa.

É um verdadeiro campeão.
Nos documentários da BenficaTV vê-se o Xico Ferreira a fumar, nervoso, durante o jogo da finalissima contra o Bordeus.
Tem uma história de vida fantástica o Francisco Ferreira.

pcssousa

  • Colaborador
  • ******
  • Até sempre!
  • Mensagens: 75796
  • 03 de Novembro de 2010, 19:34
Queria agradecer ao Shoky o seu fantástico e árduo trabalho nesta secção!
O meu muito obrigado, do fundo do coração!

Thunderboy

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 41923
  • 03 de Novembro de 2010, 19:43
Bem tendo em conta os tempos que estamos a passar, nada melhor que recordar a história que fez do Nosso clube, um clube Glorioso, o Glorioso Sport Lisboa e Benfica.

Ofereceram-me pelo Natal o livro, Memorial Benfica, 100 Glórias (de João Malheiro)................que vou tentar colocar aqui, neste post na sua totalidade, para que todos a ele tenham acesso e possamos recordar fantásticos homens que envergaram a nossa camisola. Começo por Adolfo.


Adolfo António da Cruz Calisto. Barreiro. 1 de Janeiro de 1944. Defesa
Épocas no Benfica: 9 (66/75). Jogos: 205. Golos: 5. Titulos: 6 (CN) e 3 (TP)
Outros Clubes: Barreirense, Portimonense e Seixal. Internacionalizações: 15.


                                                         Equipa 1967/1968

Pôs o pé no patamar da glória. Wembley foi a janela escolhida. Adolfo, em meteórico ascenso, parecia uma ilha, só que rodeada de craques por todo o lado. Até se mostrou desembruxado. Pior foi aquele prolongamento, mais George Best, aqui-d'el-rei, o Benfica perdeu a Taça dos Campeões, com o Manchester United, no Maio de 68, que era de festa no outro lado da Mancha.

Mais um produto do vivaz do campo de recrutamento do Barreiro. Luta e futebol, o binómio decisivo. Por isso deu Félix, deu Moreira, deu José Augusto, deu Mário João. Daria Chalana. Como deu Adolfo já no Benfica, para a primeira de 9 temporadas.

Dianteiro nas camadas juvenis, começou a ganhar expressão no posto de lateral direito, apenas se fixando no flanco contrário, depois de Cruz ter renunciado. Adolfo entrou a vencer, ele que havia jogado apenas no Barreirense e no Seixal. Na mega equipa de Eusébio, Coluna, José Augusto, Torres e Simões foi uma limpeza. Uma colecção farta de honrarias. Seis campeonatos e três taças de Portugal haveria Adolfo de fazer constar no cardápios da bola.

Era um lateral do jogo moderno. Versátil, subia no corredor sem constrangimentos tácticos. Com ele, como que vingou un novo fundamento no exercicio da função. A linha divisória da intermediária já não estabelecia a diferença que vai da acção defensiva para a exploração atacante. Foi assim com Adolfo. Um revolucionário.

Na selecção nacional defendeu as cores por 15 vezes. Numa altura em que o vermelho pátrio esmagava o verde e quase fazia inexistir outras tonalidades, Adolfo encontrou na Minicopa, em 1972, no Brasil, o espaço de maior notoriedade. Deixou cartel, como cartel deixaria na campanha europeia que culminou nas meias finais da Taça dos Campeões, com o Ajax, na época a única esquadra suceptivel de barrar a excelência do futebol benfiquista. Eram os tempos de José Henrique e Fonseca; de Artur, Malta da Silva, Humberto Coelho, Rui Rodrigues, Messias, Zeca e Adolfo; Vitor Martins, Jaime Graça, Toni e Simões; de Nené, Eusébio, Artur Jorge, Vitor Baptista, Jordão e Diamantino. Mais, bem mais, que uma selecção Nacional. Como diria o eterno Pinhão, aí que saudades, aí, aí!

Adolfo jogou pela derradeira vez no clube a poucas horas de cair o pano daquele histórico 1974. Deixou quinhão, deixou mérito, deixou responsabilidade, numa das melhores gestações de sempre. E assim justificou o Benfica.


Por favor comentem, apenas se tiverem alguma história de algum dos intervenientes...............vão ser 100 Glórias................depois perde-se o fio á meada.

Shoky

  • Colaborador
  • ******
  • Mensagens: 191208
  • 03 de Novembro de 2010, 21:21
Queria agradecer ao Shoky o seu fantástico e árduo trabalho nesta secção!
O meu muito obrigado, do fundo do coração!

Não tens que agradecer...faço com todo o gosto.
E aproveito e vou aprendendo também...;D

Rikurveojmal

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 13422
  • 10 de Janeiro de 2014, 00:12
Nunca tinha ouvido falar

Messi87

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 82467
  • 29 de Maio de 2015, 16:11
Glória do SL Benfica

Faleceu Rosário, vencedor da Taça Latina

Faleceu esta sexta-feira, dia 29 de maio, a glória do Sport Lisboa e Benfica, José David Rosário da Costa, vencedor da Taça Latina em 1950, primeiro título europeu conquistado por uma equipa portuguesa.
 
Avançado de posição, Rosário nasceu a 15 de Agosto de 1924, em Porto de Muge, Cartaxo, falecendo aos 90 anos de idade.
 
Esteve seis épocas ao serviço do Glorioso, entre 1948/49 a 1953/54, marcando 22 golos nos 96 desafios oficiais disputados.
 
Conquistou cinco títulos de “águia ao peito”, um Campeonato Nacional, três Taças de Portugal e a Taça Latina de 1950.
 
Para além do SL Benfica, Rosário representou ainda o Cartaxo, o SL Elvas e o Atlético.
 
O corpo estará hoje na Igreja de S. João de Deus (Praça de Londres) a partir das 16h00, de onde sairá amanhã, sábado, pelas 10h00, rumo a Ganfei, Valença do Minho, onde, pelas 16h30 terá lugar o funeral.
 
A familiares e amigos, o Sport Lisboa e Benfica endereça as mais sentidas condolências.

http://www.slbenfica.pt/noticias/detalhedenoticia/tabid/2788/ArticleId/41953/language/pt-PT/.aspx

pcssousa

  • Colaborador
  • ******
  • Até sempre!
  • Mensagens: 75796
  • 29 de Maio de 2015, 16:23
Paz à sua alma.
Jogou a finalíssima da Taça Latina, um dos mais míticos jogos da história do Benfica.

Chelas

  • Eusébio
  • ******
  • Lisboa
  • Mensagens: 41657
  • 29 de Maio de 2015, 17:29
Que descanse em paz

Lorne Malvo

  • Capitão
  • ****
  • Mensagens: 3800
  • 29 de Maio de 2015, 17:50
Já são muito poucos os vencedores da Taça Latina ainda vivos. :(

Que me lembre, o Zé Bastos, o Jacinto e o Pipi. Não sei se haverá mais algum.

Sum41

  • Eusébio
  • ******
  • Óscar Rene Cardozo Marin - 172 golos
  • Mensagens: 7554
  • 29 de Maio de 2015, 18:07
Descanse em paz.

ZeCa22

  • Eusébio
  • ******
  • Turquel
  • Mensagens: 10112
  • 29 de Maio de 2015, 18:11
Que descanse em paz.

BlankFile

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 120443
  • 29 de Maio de 2015, 19:21
Um dos últimos resistentes da equipa que venceu a Taça Latina, deixou-nos hoje.

Que descanse em Paz.

IMORTAL  :bow2: :bow2:

Zimmerman

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 20949
  • "Sou Benfiquista de Alma, porque essa é eterna"
  • 29 de Maio de 2015, 19:26
Mais um Imortal que partiu.

Que fique em paz.