País
Portugal

Álvaro Magalhães

Nome completo
Álvaro Monteiro Magalhães
Peso
74
Altura
180
Naturalidade
Lamego
Data de nascimento
1961-01-03
Periodo no Benfica

1981 - 1990

Primeiro jogo

SL Benfica 1 x 1 Sporting CP

Domingo, Novembro 1, 1981 - 00:00

Estádio da Luz ,

SL Benfica: Bento, António Bastos Lopes, Frederico, Alberto Bastos Lopes (Paulo Campos [84m]), Álvaro Magalhães, Shéu (Jorge Gomes [45m]), José Luís, Veloso, Fernando Folha, César, Nené
Treinador: Lajos Baroti
Golos: Nené (32)

Último jogo

SL Benfica 1 x 0 Belenenses

Domingo, Maio 20, 1990 - 01:00

Estádio da Luz, em Lisbo ,

SL Benfica: Bento, Álvaro Magalhães, Paulinho, Veloso, Fernando Mendes, Paulo Sousa (Paulo Madeira [72m]), Diamantino, Ademir, Fonseca (Chalana [45m]), Abel Campos, César Brito
Treinador: Eriksson
Golos: Abel Campos (57)

34826 - Tópico: Álvaro Magalhães  (Lida 27696 vezes)

Vitor84

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 12034
  • 10 de Março de 2009, 17:53
   

Nome Completo: ÁLVARO Monteiro MAGALHÃES
Posição: Defesa Esquerdo
Nacionalidade: Português (Internacional A)
Data de Nascimento: 03-01-1961
Número da Camisola: 3
Pé Preferido: Esquerdo


Épocas ao serviço do Benfica: 9
Total de Jogos pelo Benfica: 261
Total de Golos pelo Benfica: 8
Títulos pelo Benfica:
4 Campeonatos Nacionais (1982/83, 1983/84, 1986/87, 1988/89)
4 Taças de Portugal (1982/83, 1984/85, 1985/86, 1986/87)
1 Supertaça (1985/86)

1981/1982
Jogos: 18
Golos: 0

1982/1983
Jogos: 24
Golos: 0

1983/1984
Jogos: 42
Golos: 2 (1 na Liga)

1984/1985
Jogos: 33
Golos: 1 (1 na Liga)

1985/1986
Jogos: 41
Golos: 1 (0 na Liga)

1986/1987
Jogos: 41
Golos: 2 (2 na Liga)

1987/1988
Jogos: 44
Golos: 2 (2 na Liga)

1988/1989
Jogos: 16
Golos: 0

1989/1990
Jogos: 2
Golos: 0
« Última modificação: 30 de Outubro de 2013, 04:50 por Shoky »

Semper_fidelis

  • Iniciado
  • *
  • Não deixe morrer o Manuelmachadês!
  • Mensagens: 370
  • Não deixe morrer o Manuelmachadês!
  • 10 de Março de 2009, 23:28


Álvaro Monteiro Magalhães. Lamego. 3 de Janeiro de 1961. Defesa
Épocas no Benfica: 9 (81/90). Jogos: 263. Golos: 9. Títulos: 4 (Campeonato Nacional) 4 (Taça de Portugal) e 1 (Supertaça).
Outros Clubes: Cracks de Lamego, Académica, Estrela da Amadora e Leixões. Internacionalizações: 20.



Não deixa de ser intrigante ler o nome do Cracks de Lamego na lista de títulos nacionais de futebol juvenil. Era lá que jogava, ainda menino, o raçudo Álvaro. Está talvez explicado. Como explicado está o sucesso que teve na Académica, já sénior, ao ponto de suscitar a cobiça dos mais prestigiados emblemas desportivos da nossa praça. Ganhou o Benfica a corrida. E ganhou também um jogador modelar. Sério e combativo. Que não era nenhum prodígio. Sabia-o bem. Como sabia até onde poderia ir. Optimizou os seus recursos. Marcou território. E fez história.

Começou a vestir a farda vermelha na época 81/82. Veloso e Pietra tinham, nessa altura, o grosso das despesas defensivas nas laterais. Tarefa assaz difícil, a de Álvaro, perante dois companheiros tão experimentados. Nos dois primeiros anos, jogou de forma algo descontinua, mas raramente deixava de integrar as convocatórias. Sempre paciente e abnegado.

Em 83/84, protagonizou a sua mais sensacional temporada. Foi o único totalista da equipa nos jogos do Nacional, que o Benfica ganhou de forma categórica. A asa canhota, com Álvaro e Chalana, aos adversários não dava nunca sinais de misericórdia. Era um Benfica à esquerda, um pouco coxo até, tão grande era o pesos dos dois jogadores no edifício táctico. Assim foi também na Selecção Nacional, no Europeu de França, desse mesmo ano. À boleia de Chalana, mas com muito mérito pessoal, Álvaro colheu a preferência de muitos jornalistas internacionais que o reputaram como sendo o melhor lateral-esquerdo do Velho Continente.

Manteve-se no auge até ao final de 1988. De permeio, jogou o Mundial do México, no flanco dextro da cortina defensiva, relegando o portista João Pinto para o banco de suplentes. No Benfica foi campeão nacional quatro vezes, conquistou outras tantas Taças de Portugal e uma Supertaça Cândido de Oliveira.

Anos mais tarde, como treinador adjunto, marcou a retoma alvi-rubra, com a Taça (2003/2004, ao lado de Camacho) e o Nacional (2004/2005, junto a Trapattoni).

Para além da final da Taça UEFA, disputou o embate decisivo dos Campeões, em 1988, frente ao PSV, mas já não marcaria presença, dois anos depois, na discussão do título europeu com o Milan. Foi quando Eriksson optou pelo defesa central Samuel, colocando-o à canhota, com Álvaro, Fernando Mendes e Fonseca, todos defesas esquerdos, no plantel. “Não ter jogado essa partida foi um dos momentos mais tristes da minha carreira”, reconhece.

Despediu-se no termo da época 89/90, com o Belenenses, no Estádio da Luz. Dele ficaram vestígios, mais de uma década depois reforçados, do seu amor à camisola.



Tópico: Memorial Benfica, Glórias
Autor: Ednilson
Link: http://www.serbenfiquista.com/forum/index.php?topic=22362.0
« Última modificação: 30 de Julho de 2013, 23:23 por Shoky »

Slb-Ag

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 37085
  • 11 de Março de 2009, 01:43
porra reformou-se de jogador com 30 anos  :-X
Muitas lesões, certamente.

E deixou de ser habitual titular do Benfica ainda com 28 anos, o que é estranho.

snakeslb

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 499
  • 13 de Março de 2009, 11:43
o alvaro como jogador foi dos que teve mais raça no benfica,era bom
 que fosse aproveitado como treinador para as camadas jovens....
incutir a raça e a mistica nos miudos seria muito facil para ele e
quando fosse preciso tbm saberia dar um raspanete...
tenho esperança que volte ele merece(lembram-se do ultimo titulo).

JG10

  • Eusébio
  • ******
  • Coimbra
  • Mensagens: 10402
  • 13 de Março de 2009, 11:46
nao sabia q tava na roménia...

46Rossi

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 65807
  • o Monstro e o Rei, Obrigado!!
  • 13 de Março de 2009, 11:48
nao sabia q tava na roménia...

Acho que já voltou...

Shoky

  • Colaborador
  • ******
  • Mensagens: 174643
  • 19 de Julho de 2009, 21:24
Actualizado!

Paulo Silva

  • Eusébio
  • ******
  • Aveiro
  • Mensagens: 7977
  • 20 de Julho de 2009, 00:51


n o vi como jgdr, mas como treinador, adorava ver a raça que tinha a festejar os golos com o trap!  :slb2:

josantiago

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 36835
  • 12 de Agosto de 2009, 01:40
Gostei da entrevista dele na BenficaTV  :)

Ele deixou de ser titular porque foi ter com um fisioterapeuta (ou algo parecido, não me lembro agora do nome) que pertencia ao Porto, mas que segundo Álvaro era um dos melhores. Alguns membros da direcção levaram isso a mal e lá trataram de o afastar da equipa.

Sinan

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 2367
  • 12 de Agosto de 2009, 02:10
Bom jogador.  O0

LX

  • Eusébio
  • ******
  • Rapazes da Luz
  • Mensagens: 9467
  • 12 de Agosto de 2009, 06:21
Este é o seu devido lugar! 

zikoli

  • Capitão
  • ****
  • Barcelos
  • Mensagens: 3465
  • 12 de Agosto de 2009, 06:54
grande honra e orgulho neste campeao

Pedro

  • Sénior
  • ****
  • Mensagens: 2559
  • 12 de Agosto de 2009, 11:40
pode não ter um perfil de lider mas tem o que as vezes falta a um treinador , capacidade para incutir motivaçao/mistica nos jogadores ... Trap/Alvaro com este plantel nem digo nada ! Mas pronto agr ha Jesus , veremos .

lcferreira

  • Iniciado
  • *
  • Lisboa
  • Mensagens: 2146
  • Benfica - Inflamavel, reagente e explosivo
  • Sócio: 6184
  • 12 de Agosto de 2009, 21:37
porra reformou-se de jogador com 30 anos  :-X 

Não, ainda jogou 1 época no Estrela da Amadora e 2 no Leixões se não estou em erro.

Era um "pura raça", corria 90 minutos, tinha uma força louca e fez para mim aquela que foi a melhor ala esquerda de sempre do futebol Português.

Uma nota: os 8 golos que apontou pelo Benfica foram todos celebrados de igual forma, empoleirado/agarrado às vedações a gritar como um desvairado e a curtir o climax junto dos adeptos, tendo sido o mais belo conta o Salgueiros em Vidal Pinheiro na época 86/87 num pontapé fantástico ainda antes do bico da grande área.
« Última modificação: 12 de Agosto de 2009, 21:53 por lcferreira »

pcssousa

  • Colaborador
  • ******
  • Até sempre!
  • Mensagens: 75369
  • 01 de Setembro de 2009, 18:52
porra reformou-se de jogador com 30 anos  :-X 

Não, ainda jogou 1 época no Estrela da Amadora e 2 no Leixões se não estou em erro.

Era um "pura raça", corria 90 minutos, tinha uma força louca e fez para mim aquela que foi a melhor ala esquerda de sempre do futebol Português.

Uma nota: os 8 golos que apontou pelo Benfica foram todos celebrados de igual forma, empoleirado/agarrado às vedações a gritar como um desvairado e a curtir o climax junto dos adeptos, tendo sido o mais belo conta o Salgueiros em Vidal Pinheiro na época 86/87 num pontapé fantástico ainda antes do bico da grande área.
A fantástica ala Álvaro - Chalana! aquela que deixou os franceses "loucos"...