País
Brasil

Otto Glória

Nome completo
Otto Glória
Naturalidade
Brasil
Data de nascimento
1917-01-09
Data de morte
1986-09-04
Periodo no Benfica

1954 - 1970

Neto de portugueses, nasceu no Brasil e fez história em Portugal. Comandou Benfica, Sporting, Belenenses, FC Porto e a selecção portuguesa, como treinador de campo, rumo ao terceiro lugar no Mundial de 66, tendo-lhe pertencido também o comando da selecção no inicio da qualificação para o Euro 84. É ainda o técnico com mais títulos de campeão nacional pelos benfiquistas, e só este facto serve para entrar na lista dos notáveis. Mas há mais…

Otto Glória chegou a Lisboa em 1954 para limpar a face ao futebol amador português. O Benfica contratou-o para profissionalizar o clube e Otto Glória revelou-se à altura do desafio. Criou o Lar do Jogador, implementou concentrações e estágios com regras rígidas (os jogadores foram proibidos de jogar cartas ou dados e de falar calão), proibiu o próprio presidente do clube (Joaquim Bogalho) de ir ao balneário ou falar com os futebolistas e introduziu a táctica 4x2x4, que já se praticava no Brasil. O novo sistema implementado – a célebre “diagonal” – que fez furor no futebol português.

Não era “bruxo” nem fazia milagres: a sua receita era trabalho, organização e disciplina. E um perfume de criatividade que tornou o futebol português mais bonito, mais artístico e… mais eficaz.

À fama de disciplinador e duro, juntava-se uma outra personalidade paternalista e humana. Aliás, essa faceta ficou bem à vista aquando da segunda passagem pelo Benfica, em 1968. Chegou a cinco jornadas do fim, foi campeão nacional e não quis ficar com o prémio de 50 contos. Propôs à Direcção que o desse, na sua totalidade, aos jogadores. “Eles é que merecem”, justificou. Ficou sem dinheiro, mas ganhou ainda mais respeito e admiração de todos. Um senhor!

Otto Glória conquistou quatro Campeonatos Nacionais e cinco Taças de Portugal, mas a nível europeu não foi particularmente feliz no seu regresso ao clube. Foi finalista vencido, após prolongamento (1-4), em Wembley, frente ao Manchester United de Charlton, Law e Best, na época de 67/68.

Otto Glória fez o primeiro jogo como treinador do Benfica a 12 de Setembro de 1954, numa vitória sobre o Vitória de Setúbal (5-0), no Jamor, tendo disputado o último jogo, a 8 de Fevereiro de 1970, numa derrota frente à CUF (0-1), no Jamor.

 

 

Épocas no Benfica: 8 (54/59 e 67/70)

Jogos: 244
Vitórias: 159
Empates: 45
Derrotas: 40


Títulos: 4CN, 5TP

Texto: Memorial Benfica, 100 Glórias
Copiado de Ednilson

Estatísticas

Jogos Lost Draws Wins
Total 118 35 16 67
Seniores > 1967/1968 > SL Benfica 4 0 ( 0 %) 0 (0 %) 4 (100 %)
 
Campeonato Nacional 2 0 ( %) 0 ( 0 %) 2 ( %)
Taça de Portugal 1 0 ( %) 0 ( 0 %) 1 ( %)
Taça dos Campeões Europeus 1 0 ( %) 0 ( 0 %) 1 ( %)
Seniores > 1968/1969 > SL Benfica 29 9 ( 31 %) 7 (24 %) 13 (45 %)
 
Campeonato Nacional 17 4 ( %) 5 ( 29 %) 8 ( %)
Taça de Portugal 9 2 ( %) 2 ( 22 %) 5 ( %)
Taça dos Campeões Europeus 3 1 ( %) 2 ( 67 %) 0 ( %)
Seniores > 1969/1970 > SL Benfica 21 5 ( 24 %) 1 (5 %) 15 (71 %)
 
Campeonato Nacional 16 1 ( %) 4 ( 25 %) 11 ( %)
Taça de Portugal 1 0 ( %) 0 ( 0 %) 1 ( %)
Taça dos Campeões Europeus 4 0 ( %) 1 ( 25 %) 3 ( %)
Seniores > 1954/1955 > SL Benfica 5 1 ( 20 %) 1 (20 %) 3 (60 %)
 
Campeonato Nacional 4 1 ( %) 1 ( 25 %) 2 ( %)
Taça de Portugal 1 0 ( %) 0 ( 0 %) 1 ( %)
Seniores > 1955/1956 > SL Benfica 12 4 ( 33 %) 2 (17 %) 6 (50 %)
 
Taça Latina 2 0 ( %) 0 ( 0 %) 2 ( %)
Campeonato Nacional 9 2 ( %) 3 ( 33 %) 4 ( %)
Taça de Portugal 1 0 ( %) 1 ( 100 %) 0 ( %)
Seniores > 1956/1957 > SL Benfica 17 8 ( 47 %) 1 (6 %) 8 (47 %)
 
Taça Latina 2 0 ( %) 0 ( 0 %) 2 ( %)
Campeonato Nacional 10 1 ( %) 5 ( 50 %) 4 ( %)
Taça de Portugal 5 0 ( %) 3 ( 60 %) 2 ( %)
Seniores > 1957/1958 > SL Benfica 16 6 ( 38 %) 1 (6 %) 9 (56 %)
 
Campeonato Nacional 9 0 ( %) 3 ( 33 %) 6 ( %)
Taça de Portugal 6 0 ( %) 3 ( 50 %) 3 ( %)
Taça dos Campeões Europeus 1 1 ( %) 0 ( 0 %) 0 ( %)
Seniores > 1958/1959 > SL Benfica 14 2 ( 14 %) 3 (21 %) 9 (64 %)
 
Campeonato Nacional 7 2 ( %) 1 ( 14 %) 4 ( %)
Taça de Portugal 7 1 ( %) 1 ( 14 %) 5 ( %)

Primeiro jogo

SL Benfica 5 x 0 Vitória FC

Domingo, Setembro 12, 1954 - 00:00

Estádio da Luz ,

SL Benfica: Costa Pereira, Ângelo Martins, Artur Santos, Naldo, Jacinto, Francisco Calado, Fernando Caiado, Coluna, José Águas, Arsénio, Salvador Martins
Treinador: Otto Glória
Golos: Coluna (50), Coluna (65), José Águas (46), Arsénio (5), Salvador Martins (25)

Último jogo

Vitória FC 3 x 2 SL Benfica

Domingo, Fevereiro 15, 1970 - 00:00

Estádio da Luz ,

SL Benfica: José Henrique, Humberto Coelho, Humberto Fernandes (Carlos Marques [77m]), Jacinto, Matine, Jaime Graça, Jorge Calado, Simões, Artur Jorge, Praia, Eusébio (Abel Miglietti [45m])
Treinador: Otto Glória
Golos: Jaime Graça (53), Simões (85)

37214 - Tópico: Otto Glória  (Lida 11960 vezes)

Vitor84

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 12081
  • 30 de Agosto de 2009, 12:10


Nome Completo: Otaviano "OTTO" Martins GLÓRIA
Cargo: Treinador
Data de Nascimento: 09-01-1917
Data de Falecimento: 04-09-1986
Nacionalidade: Brasileiro

Épocas ao serviço do Benfica: 8
Total de Jogos pelo Benfica: 247
Total de Vitórias pelo Benfica: 161
Títulos pelo Benfica:
4 Campeonatos Nacionais (1954/55, 1956/57, 1967/68, 1968/69)
5 Taças de Portugal (1954/55, 1956/57, 1958/59, 1968/69, 1969/70)

1954/1955
Jogos: 32
Vitórias: 23 (18 na Liga)

 
1955/1956
Jogos: 30

Vitórias: 21 (19 na Liga)


1956/1957
Jogos: 36

Vitórias: 23 (17 na Liga)


1957/1958
Jogos: 37

Vitórias: 24 (17 na Liga)


1958/1959
Jogos: 34

Vitórias: 22 (17 na Liga)


1967/1968
Jogos: 12

Vitórias: 6 (3 na Liga)


1968/1969
Jogos: 40

Vitórias: 25 (16 na Liga)


1969/1970
Jogos: 26

Vitórias: 17 (11 na Liga)
« Última modificação: 04 de Maio de 2016, 14:22 por Shoky »

Slb-Ag

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 37204
  • 30 de Agosto de 2009, 23:11
O senhor com mais jogos no banco do Benfica. Mudou para sempre o futebol português.

Lost_88

  • Eusébio
  • ******
  • Viana do Castelo
  • Mensagens: 22623
  • 30 de Agosto de 2009, 23:13
O treinador com mais campeonatos ganhos no Benfica



Nome Completo:
Otto Glória
Nacionalidade: Brasileiro
Data de Nascimento:
1917-01-09Data de Falecimento: 1986-09-02Posição: Treinador

Épocas no Benfica:
8 (54/59 e 67/70)
Total de Jogos pelo Benfica:
244
             Vitórias:
159
             Empates:
45
             Derrotas:
40

Títulos pelo Benfica:
4 Campeonatos Nacionais (54/55; 56/57; 67/68; 68/69)
5 Taças de Portugal (54/55; 56/57; 58/59; 68/69; 69/70)


Neto de portugueses, nasceu no Brasil e fez história em Portugal. Comandou Benfica, Sporting, Belenenses, FC Porto e a selecção portuguesa, como treinador de campo, rumo ao terceiro lugar no Mundial de 66, tendo-lhe pertencido também o comando da selecção no inicio da qualificação para o Euro 84. É ainda o técnico com mais títulos de campeão nacional pelos benfiquistas, e só este facto serve para entrar na lista dos notáveis. Mas há mais…

Otto Glória chegou a Lisboa em 1954 para limpar a face ao futebol amador português. O Benfica contratou-o para profissionalizar o clube e Otto Glória revelou-se à altura do desafio. Criou o Lar do Jogador, implementou concentrações e estágios com regras rígidas (os jogadores foram proibidos de jogar cartas ou dados e de falar calão), proibiu o próprio presidente do clube (Joaquim Bogalho) de ir ao balneário ou falar com os futebolistas e introduziu a táctica 4x2x4, que já se praticava no Brasil. O novo sistema implementado – a célebre “diagonal” – que fez furor no futebol português.

Não era “bruxo” nem fazia milagres: a sua receita era trabalho, organização e disciplina. E um perfume de criatividade que tornou o futebol português mais bonito, mais artístico e… mais eficaz.

À fama de disciplinador e duro, juntava-se uma outra personalidade paternalista e humana. Aliás, essa faceta ficou bem à vista aquando da segunda passagem pelo Benfica, em 1968. Chegou a cinco jornadas do fim, foi campeão nacional e não quis ficar com o prémio de 50 contos. Propôs à Direcção que o desse, na sua totalidade, aos jogadores. “Eles é que merecem”, justificou. Ficou sem dinheiro, mas ganhou ainda mais respeito e admiração de todos. Um senhor!

Otto Glória conquistou quatro Campeonatos Nacionais e cinco Taças de Portugal, mas a nível europeu não foi particularmente feliz no seu regresso ao clube. Foi finalista vencido, após prolongamento (1-4), em Wembley, frente ao Manchester United de Charlton, Law e Best, na época de 67/68.

Otto Glória fez o primeiro jogo como treinador do Benfica a 12 de Setembro de 1954, numa vitória sobre o Vitória de Setúbal (5-0), no Jamor, tendo disputado o último jogo, a 8 de Fevereiro de 1970, numa derrota frente à CUF (0-1), no Jamor.

Texto: Memorial Benfica, 100 Glórias
Copiado de Ednilson
« Última modificação: 11 de Agosto de 2012, 02:46 por Shoky »

Slb-Ag

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 37204
  • 12 de Dezembro de 2009, 01:50
Bola7, vamos enriquecer o tópico?

_Benfiquista_

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 33797
  • 12 de Dezembro de 2009, 01:52
 :pray: :bow2:

Partizan

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 1413
  • Gloriosa tradição
  • 12 de Dezembro de 2009, 02:35
Se algum dia tiverem oportunidade, não deixem de ler o Regulamento Interno do Lar do Jogador, redigido por ele. É uma coisa incrível, à luz dos dias de hoje.
 
Em relação ao sistema táctico 4-2-4, é interessante notar que ele foi levado para o Brasil pela mão de Béla Guttmann, quando o Magiar treinou o São Paulo na década de 50, numa altura em que Otto Glória estava já em Portugal. É possível que, a introduzi-lo por cá, o tenha feito depois de observar o São Paulo de Guttmann. Small world.
O 4-2-4 é a maior criação Húngara a seguir à Zsa Zsa Gabor.  :)
 

Menino do Côro

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 10403
  • Citius, Altius, Fortius
  • 14 de Dezembro de 2009, 02:54
Um grande ícone. Fundamental no crescimento e afirmação do clube.

lcferreira

  • Iniciado
  • *
  • Lisboa
  • Mensagens: 2146
  • Benfica - Inflamavel, reagente e explosivo
  • Sócio: 6184
  • 14 de Dezembro de 2009, 13:34
Bola7, vamos enriquecer o tópico?

Hoje não que não tenho tempo, mas durante a semana eu e o bola mais o Ze Henriques vamos abris as "hostilidades", é que há tanto, mas tanto para dizer do Sr Otto que isto vai estalar verniz por todos os lados.

hehehe

Bola7

  • Eusébio
  • ******
  • San Sebastian
  • Mensagens: 122156
  • Perdido no limbo do serbenf
  • 14 de Dezembro de 2009, 17:42
Bola7, vamos enriquecer o tópico?

Hoje não que não tenho tempo, mas durante a semana eu e o bola mais o Ze Henriques vamos abris as "hostilidades", é que há tanto, mas tanto para dizer do Sr Otto que isto vai estalar verniz por todos os lados.

hehehe
é isso... :)

José Henriques

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 126
  • 14 de Dezembro de 2009, 18:42
Bola7, vamos enriquecer o tópico?

Hoje não que não tenho tempo, mas durante a semana eu e o bola mais o Ze Henriques vamos abris as "hostilidades", é que há tanto, mas tanto para dizer do Sr Otto que isto vai estalar verniz por todos os lados.

hehehe
é isso... :)

 
Sim, há muito para dizer e vai ter de ser com calma, embora eu tenha memórias meio difusas das épocas de 67/68 e 68/69, porque apesar de ir à bola, era muito miudo e tenho essa fse muito esbatida na minha memória.
Só mais tarde, à medida que fui lendo umas coisas sobre o Otto é que percebi algumas coisitas que recordava com pouca clareza. De resto, fui-me informando acerca deste guru do Futebol, que marcou de forma tão vincada a história do Benfica.

Gimenez

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 6408
  • 15 de Dezembro de 2009, 14:31
Indivíduo que ficou na história do Futebol Português, e claro, do Benfica.

Bola7

  • Eusébio
  • ******
  • San Sebastian
  • Mensagens: 122156
  • Perdido no limbo do serbenf
  • 16 de Dezembro de 2009, 11:33
o homemm que implmentou o profissionalismo no Benfica...um senhor...curioso que tenho apesar de td mais memórias dele na selecção...em 66 convocou grande parte da equipa do Benfica coo base para o sucesso...depois de vencer o seu Brasil...coincidencia como só mesmo brasuca vence Brasil...veio aquele famoso Coria do Norte-Portugal...os asiáticos a jogaremd e mota chegaram aos 3-0...grande escandalo...Coluna ordenou calma e paciencia...a equipa foi para o intervalo a perder por 2-3...ai foi a barraca...consta que Otto simplesmente insultou os jogadores não dando tactica...chamou de filho da dita aos jogadores...agritou que tinha a cabeça a prémio no Brasil e que não admitia depois disso perder com os rafeiros dos coreanos...Eusébio nem conseguiu articular um ai...depois foi embora do balneário...depois de recompostos finalmente Coluna deu algumas indicações e arrasaram os coeranos...depois regrou muito mais tarde à selecção...pegando na equipa da moda..o Benfica de Ericksson começou bem até que fomos á URSS e...os tanques arrasaram-nos...5-0...um escandalo...a pressão do media que fez o resto..o homem não resistiu e saiu pelo seu pé...tive pena porque julgo que a sua matreirice seria fundamental para ganharmos o Euro84...um dos 5 maiores treinadores da nossa história...

Partizan

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 1413
  • Gloriosa tradição
  • 16 de Dezembro de 2009, 19:27
em 66 convocou grande parte da equipa do Benfica coo base para o sucesso...
Mas curiosamente não apostava nos nossos defesas para titulares, incluindo o Germano.

Bola7

  • Eusébio
  • ******
  • San Sebastian
  • Mensagens: 122156
  • Perdido no limbo do serbenf
  • 17 de Dezembro de 2009, 15:47
em 66 convocou grande parte da equipa do Benfica coo base para o sucesso...
Mas curiosamente não apostava nos nossos defesas para titulares, incluindo o Germano.
O Germano estava "velho"...e o resto da defesa não era grande espingarda...se a defesa tivesse o nivel do meio campo e ayaque teriamos ganho todas as taças dos campeões dos anos 60...bem...quase todas...sem exagero..

pcssousa

  • Colaborador
  • ******
  • Até sempre!
  • Mensagens: 75395
  • 17 de Dezembro de 2009, 15:50
em 66 convocou grande parte da equipa do Benfica coo base para o sucesso...
Mas curiosamente não apostava nos nossos defesas para titulares, incluindo o Germano.
O Germano estava "velho"...e o resto da defesa não era grande espingarda...se a defesa tivesse o nivel do meio campo e ayaque teriamos ganho todas as taças dos campeões dos anos 60...bem...quase todas...sem exagero..
Esqueceste é que quem convocou os jogadores foi o Manuel da Luz Afonso e não ele! ele era apenas o treinador...