62766 - Tópico: Equipa Sub23 (2018/2019)  (Lida 201673 vezes)

Benfiquista15

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 7381
  • E PLURIBUS UNUM
  • 10 de Fevereiro de 2019, 13:43
Acho que há três coisas em que podemos todos concordar:

1. Resultados são o menos importante (Formação), principalmente numa competição destas.
2. O treinador é fraco.
3. Aposta em jogadores que não têm qualquer futuro no Benfica.

tfouto

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 15101
  • 10 de Fevereiro de 2019, 13:45
Acho que há três coisas em que podemos todos concordar:

1. Resultados são o menos importante (Formação), principalmente numa competição destas.
2. O treinador é fraco.
3. Aposta em jogadores que não têm qualquer futuro no Benfica.
Em relação ao 3, é verdade, mas tens de ter jogadores para encher. Não temos jogadores suficientes nos quadros para aqui.

Um exemplo vendemos ou emprestados o Filipe Soares ao Estoril, podia estar aqui, mas é melhor estar num contexto mais evoluído como o Estoril.

Marselha1991

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 490
  • 10 de Fevereiro de 2019, 13:59
Há aqui muito jogador para dispensar.
A equipa de Sub23 é isso. Jogadores que não se conseguiu dispensar e que estão aqui a definhar.

À espera de um milagre que apareça uma equipa do Chipre a dar 500 mil euros por ele.
De qualquer maneira já "deu a conhecer": Celton Biai, Frimpong, Vukotic, Diogo Pinto, Tiago Araújo, tudo jogadores que noutras equipas não teriam grandes minutos.
Serviu tb para "catapultar" o Úmaro e o Ronaldo Camará na preparação para a B.

O problema são os Edi Semedos, Dylan's, Tomás Domingos, Carters...esses sim, eram evitáveis.

Acerca desta equipa baseio me nesta opiniao. Acho que a equipa assume pouco o jogo e que devíamos ser mais pressionantes. Há jogadores que aqui nao deviam estar e outros que deviam ter mais minutos. E deveria haver mais estabilidade no 11.  Agora convido-os A irem à pagina do zerozero e verem os jogadores do Aves. Vejam os jogadores que jogaram o percurso deles e digam se é ou nao uma equipa competitiva e comparem com as equipas que participam no nacional de juniores

Penso que o Benfica é a única equipa a usar os sub23 como devem ser usados: jogadores com pouco espaço terem uma nova oportunidade.

Aí ja nao concordo contigo. Creio que deviamos ter 3 ou 4 nao juniores que ainda nao joguem na B e os restantes juniores para dar mais ritmo competitivo.

Marselha1991

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 490
  • 10 de Fevereiro de 2019, 14:02
Mais um resultado ridículo.

E ganhar 2-0 ao Alcanenense em Juniores já é uma boa Vitória. És coerente!

Queres festa? Não vais ter.

Sempre coerente 🤣

BlankFile

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 117628
  • 10 de Fevereiro de 2019, 14:04
Mais um resultado ridículo.
Blank ao menos vê os jogos e vê quem jogou.

Já vi os suficientes neste escalão, deixa lá.

Isto é o Benfica. Esta equipa não tem treinador. Facto.

E se muitos jogadores não servem, estão a fazer o quê no Benfica?
Ve o jogo. So chegas aos tópicos e dizes bom resultado, mau resultado, em contexto de formação, sem veres os jogos, queres que te levem a sério?

Que achas de o Nuno Cunha ter sido titular, apesar de fisicamente ainda estar aquém sos opositorea serem mais velhos. Que achas do Victor Nuno ter tido um bom desempenho quando jogou a extremo esquerdo? Que achas dos centrais terem feito um bom jogo, num contexto mais elevado.

Quando aos jogadores que não servem para o Benfica, há alguns sim, ou muitos, mas a verdade é que se lá estão é porque muitos estão na seleção e não temos mais.

Acabo com uma frase de um ex jogador nosso.

https://serbenfiquista.com/forum/futebol-e-outros-desportos/26/competicoes-nacionais-20182019/62780/msg1089028989#msg1089028989

O que é uma coisa tem a ver com a outra? Não posso exigir que esta equipa tenha um treinador de qualidade e que pratique bom futebol, mesmo que tenha ausências ou alguma falta de matéria prima? Qual é o mal de exigir vitórias também, mesmo que não seja prioridade na formação?

Eu não tenho que ver os jogos todos, não tenho tempo nem vagar para isso. E não tenho que levar com a conversa dos profetas da formação a darem lições sobre prioridades. Não preciso disso, por isso escusas de repetir essa ladainha.
Se não tens tempo de ver os jogos ou vagar, ao menos tem a sensatez com os comentários que fazes sobre os mesmos. O contexto é completamente diferente da A.

Eu tenho a sensatez que acho que devo ter, e apresento argumentos.

Prioridade número 1: Formar jogadores e prepará-los para outra exigência. Nunca coloquei em causa isso, nos escalões de formação.

Prioridade número 2: Jogar bom futebol, ganhar.

O Benfica tinha a obrigação de contratar os melhores treinadores para obter os melhores resultados formativos e desportivos. Neste escalão NÃO acontece. O treinador é fraquíssimo. Tu tens jogadores nesta equipa, mesmo limitados, poderiam render mais com um treinador melhor.

BlankFile

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 117628
  • 10 de Fevereiro de 2019, 14:06
Mais um resultado ridículo.

E ganhar 2-0 ao Alcanenense em Juniores já é uma boa Vitória. És coerente!

Queres festa? Não vais ter.

Sempre coerente 🤣

Já te disse que não vais ter festa. Não não te vou meter na ignore list, nunca fiz isso... também não é agora que vou fazer com alguém tão insignificante como tu.

Quando aprenderes a comentar construtivamente ao invés de mandares essas bocas de arrogante, diz qualquer coisa.

E mais: Queres conversar a sério, conversamos pessoalmente sobre a formação, sobre o Cantero, sobre o que tu quiseres. Faz-te homem.

Abraço

Marselha1991

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 490
  • 10 de Fevereiro de 2019, 14:11
Mais um resultado ridículo.

E ganhar 2-0 ao Alcanenense em Juniores já é uma boa Vitória. És coerente!

Queres festa? Não vais ter.

Sempre coerente 🤣

Já te disse que não vais ter festa. Não não te vou meter na ignore list, nunca fiz isso... também não é agora que vou fazer com alguém tão insignificante como tu.

Quando aprenderes a comentar construtivamente ao invés de mandares essas bocas de arrogante, diz qualquer coisa.

E mais: Queres conversar a sério, conversamos pessoalmente sobre a formação, sobre o Cantero, sobre o que tu quiseres. Faz-te homem.

Abraço

Um dia combinamos um café

O-Rível

  • Capitão
  • ****
  • 光明球场
  • Mensagens: 3665
  • adj. m+f.; que causa medo/aversão; muito feio/mau.
  • 10 de Fevereiro de 2019, 14:45
Um pequeno exercício: se o Luís não tivesse como apelido Tralhão, mas como apelido Nascimento, teria o mesmo tratamento ou, vá, má vontade que grassa por aqui?

Volto a referir que não sou amigo dele, mas conheço-o em termos profissionais, temos amigos em comum e, por aquilo que vi, por aquilo que colegas de profissão partilham comigo, o homem é um bom profissional.

Se está num projeto como este, há que dar um desconto, digo eu. Ainda para mais quando vamos apresentando um futebol, na medida do possível, organizado. Se é um futebol dominador, com pressing alto, com grande qualidade em posse... é... às vezes. Às vezes não. Às vezes a coisa está muito bem, mas sofremos um golo... e tau. Vamos abaixo. Às vezes não estamos a jogar um caracol, chega o intervalo, ajustamos, e fazemos 15-30 minutos de bom nível. Não há um rendimento constante. E é difícil que haja, por várias razões.

Primeiro, porque estamos a falar de miúdos. Há sempre instabilidade, quer psicológica, quer emocional. Segundo, estamos a falar de jogadores com debilidades. Uns ainda são muito franzinos, outros têm uma decisão demasiado lenta, outros são simplesmente curtos para este nível, sobretudo a nível técnico (mas podem ajudar a dar algum rendimento ou qualidade de treino). Terceiro, e mais importante, porque a este nível ainda há muito para aprender, dificuldades diferentes do habitual para ultrapassar, é uma fase sobretudo de transição/adaptação. Nem todos são Félixes ou Jotas, nem todos têm potencial para serem os quebra-bilhas do tugão a curto prazo, ou para serem protagonistas a nível europeu a médio prazo. Muitos destes jogadores estão a tentar justificar o seu sonho de serem jogadores de futebol. O Diogo Pinto, por exemplo, é um rapaz cinco estrelas. Super responsável, inteligente, imensa capacidade de trabalho. Mas, como jogador, o seu futuro coloca bastantes pontos de interrogação. É um caso em que provavelmente não tem potencial para ser jogador de equipa A, sem ser impossível que isso aconteça. Há que ver se dá ou não dá. Ter paciência. Se não der, ao menos evoluiu, cresceu com a experiência que teve, e poderá andar por Boavistas, Moreirenses, quiçá um clube francês ou espanhol de meio da tabela. Assim, não vai andar no banco do Cova da Piedade até ter 24 anos, para sair no final do contrato e assinar pelo Ribeirão.

paulomaia1972

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 18124
  • Benfica é para ser protegido.
  • Sócio: 43.....
  • 10 de Fevereiro de 2019, 14:58
Um pequeno exercício: se o Luís não tivesse como apelido Tralhão, mas como apelido Nascimento, teria o mesmo tratamento ou, vá, má vontade que grassa por aqui?

Volto a referir que não sou amigo dele, mas conheço-o em termos profissionais, temos amigos em comum e, por aquilo que vi, por aquilo que colegas de profissão partilham comigo, o homem é um bom profissional.

Se está num projeto como este, há que dar um desconto, digo eu. Ainda para mais quando vamos apresentando um futebol, na medida do possível, organizado. Se é um futebol dominador, com pressing alto, com grande qualidade em posse... é... às vezes. Às vezes não. Às vezes a coisa está muito bem, mas sofremos um golo... e tau. Vamos abaixo. Às vezes não estamos a jogar um caracol, chega o intervalo, ajustamos, e fazemos 15-30 minutos de bom nível. Não há um rendimento constante. E é difícil que haja, por várias razões.

Primeiro, porque estamos a falar de miúdos. Há sempre instabilidade, quer psicológica, quer emocional. Segundo, estamos a falar de jogadores com debilidades. Uns ainda são muito franzinos, outros têm uma decisão demasiado lenta, outros são simplesmente curtos para este nível, sobretudo a nível técnico (mas podem ajudar a dar algum rendimento ou qualidade de treino). Terceiro, e mais importante, porque a este nível ainda há muito para aprender, dificuldades diferentes do habitual para ultrapassar, é uma fase sobretudo de transição/adaptação. Nem todos são Félixes ou Jotas, nem todos têm potencial para serem os quebra-bilhas do tugão a curto prazo, ou para serem protagonistas a nível europeu a médio prazo. Muitos destes jogadores estão a tentar justificar o seu sonho de serem jogadores de futebol. O Diogo Pinto, por exemplo, é um rapaz cinco estrelas. Super responsável, inteligente, imensa capacidade de trabalho. Mas, como jogador, o seu futuro coloca bastantes pontos de interrogação. É um caso em que provavelmente não tem potencial para ser jogador de equipa A, sem ser impossível que isso aconteça. Há que ver se dá ou não dá. Ter paciência. Se não der, ao menos evoluiu, cresceu com a experiência que teve, e poderá andar por Boavistas, Moreirenses, quiçá um clube francês ou espanhol de meio da tabela. Assim, não vai andar no banco do Cova da Piedade até ter 24 anos, para sair no final do contrato e assinar pelo Ribeirão.

a tua opinião, como é óbvio, está ferida pela ligação pessoal que tens.
Concordo com algumas condicionantes aos técnicos da equipa sub-23, sejam os atletas que estão disponíveis, a dificuldade de encontrar um 11 base, entre outros. Contudo, o futebol praticado é pobrezinho.
A exemplo do irmão, não conseguem traduzir em campo a competência técnica.


O-Rível

  • Capitão
  • ****
  • 光明球场
  • Mensagens: 3665
  • adj. m+f.; que causa medo/aversão; muito feio/mau.
  • 10 de Fevereiro de 2019, 15:19
Um pequeno exercício: se o Luís não tivesse como apelido Tralhão, mas como apelido Nascimento, teria o mesmo tratamento ou, vá, má vontade que grassa por aqui?

Volto a referir que não sou amigo dele, mas conheço-o em termos profissionais, temos amigos em comum e, por aquilo que vi, por aquilo que colegas de profissão partilham comigo, o homem é um bom profissional.

Se está num projeto como este, há que dar um desconto, digo eu. Ainda para mais quando vamos apresentando um futebol, na medida do possível, organizado. Se é um futebol dominador, com pressing alto, com grande qualidade em posse... é... às vezes. Às vezes não. Às vezes a coisa está muito bem, mas sofremos um golo... e tau. Vamos abaixo. Às vezes não estamos a jogar um caracol, chega o intervalo, ajustamos, e fazemos 15-30 minutos de bom nível. Não há um rendimento constante. E é difícil que haja, por várias razões.

Primeiro, porque estamos a falar de miúdos. Há sempre instabilidade, quer psicológica, quer emocional. Segundo, estamos a falar de jogadores com debilidades. Uns ainda são muito franzinos, outros têm uma decisão demasiado lenta, outros são simplesmente curtos para este nível, sobretudo a nível técnico (mas podem ajudar a dar algum rendimento ou qualidade de treino). Terceiro, e mais importante, porque a este nível ainda há muito para aprender, dificuldades diferentes do habitual para ultrapassar, é uma fase sobretudo de transição/adaptação. Nem todos são Félixes ou Jotas, nem todos têm potencial para serem os quebra-bilhas do tugão a curto prazo, ou para serem protagonistas a nível europeu a médio prazo. Muitos destes jogadores estão a tentar justificar o seu sonho de serem jogadores de futebol. O Diogo Pinto, por exemplo, é um rapaz cinco estrelas. Super responsável, inteligente, imensa capacidade de trabalho. Mas, como jogador, o seu futuro coloca bastantes pontos de interrogação. É um caso em que provavelmente não tem potencial para ser jogador de equipa A, sem ser impossível que isso aconteça. Há que ver se dá ou não dá. Ter paciência. Se não der, ao menos evoluiu, cresceu com a experiência que teve, e poderá andar por Boavistas, Moreirenses, quiçá um clube francês ou espanhol de meio da tabela. Assim, não vai andar no banco do Cova da Piedade até ter 24 anos, para sair no final do contrato e assinar pelo Ribeirão.

a tua opinião, como é óbvio, está ferida pela ligação pessoal que tens.
Concordo com algumas condicionantes aos técnicos da equipa sub-23, sejam os atletas que estão disponíveis, a dificuldade de encontrar um 11 base, entre outros. Contudo, o futebol praticado é pobrezinho.
A exemplo do irmão, não conseguem traduzir em campo a competência técnica.

Companheiro, não tenho qualquer ligação. Ele não é meu pai, tio ou amigo. Temos e tivemos treinadores nos nossos quadros, que conheci de igual modo, e sobre os quais não diria o mesmo. Simplesmente, acho que é importante deixar claro que muitas insinuações que são feitas por aqui são completamente desonestas e desprovidas de razão. Considerações essas que não se limitam à competência técnica - ou eventual falta dela - e que revelam apenas um desconhecimento profundo sobre as pessoas.

Conforme disse noutro post, o Luís veio cá parar depois de estar bastantes anos no Real de Massamá, onde fez um excelente trabalho. Veio para os nossos Infantis "B", já há bastantes anos. Dizerem que veio para cá porque é irmão do João Tralhão, é ser-se apenas mal-intencionado. No Futebol, toda a gente conhece este e aquele, portanto se perguntassem ao João se valia a pena contratar o irmão, acham que ele diria o quê? "Nah, é fracote". "Não me meto nisso".

A malta aqui adora o Bruno Lage e o Renato Paiva. Eu também, já agora. Pergunta bónus: o Sr. Jaime Graça pode ser considerado uma cunha? É que sem ele, ambos nunca teriam estado cá.

ItsY2Inferno

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 11939
  • 10 de Fevereiro de 2019, 15:47
Vocês também têm de perceber que secalhar em 50 jogadores da equipa B/sub23 uns 40 nunca irão jogar na equipa A no Benfica. O Benfica também está a formar estes jogadores para que possam ter uma carreira ao nível de primeira ou segunda liga, e que eventualmente possam dar dinheiro ao clube.
« Última modificação: 10 de Fevereiro de 2019, 15:49 por ItsY2Inferno »

Kyoto

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 32875
  • ...
  • 11 de Fevereiro de 2019, 11:26
é imperativo despachar este trapalhão. ter treinadores de merda prejudica o crescimento dos miudos

Andris

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 99050
  • 11 de Fevereiro de 2019, 13:27
Isto agora é como? Todos contra todos novamente ou?

Sim,os 6 primeiros jogam duas voltas,os pontos vao encurtar para metade.
Obrigado, Faith.

Não tenho muita esperança em algo mais devido ao treinador, mas espero que não acabemos em último.

divica

  • Velha Glória
  • *****
  • Mensagens: 4996
  • 11 de Fevereiro de 2019, 13:44
Há aqui muito jogador para dispensar.
A equipa de Sub23 é isso. Jogadores que não se conseguiu dispensar e que estão aqui a definhar.

À espera de um milagre que apareça uma equipa do Chipre a dar 500 mil euros por ele.
De qualquer maneira já "deu a conhecer": Celton Biai, Frimpong, Vukotic, Diogo Pinto, Tiago Araújo, tudo jogadores que noutras equipas não teriam grandes minutos.
Serviu tb para "catapultar" o Úmaro e o Ronaldo Camará na preparação para a B.

O problema são os Edi Semedos, Dylan's, Tomás Domingos, Carters...esses sim, eram evitáveis.

Acerca desta equipa baseio me nesta opiniao. Acho que a equipa assume pouco o jogo e que devíamos ser mais pressionantes. Há jogadores que aqui nao deviam estar e outros que deviam ter mais minutos. E deveria haver mais estabilidade no 11.  Agora convido-os A irem à pagina do zerozero e verem os jogadores do Aves. Vejam os jogadores que jogaram o percurso deles e digam se é ou nao uma equipa competitiva e comparem com as equipas que participam no nacional de juniores

Penso que o Benfica é a única equipa a usar os sub23 como devem ser usados: jogadores com pouco espaço terem uma nova oportunidade.

Aí ja nao concordo contigo. Creio que deviamos ter 3 ou 4 nao juniores que ainda nao joguem na B e os restantes juniores para dar mais ritmo competitivo.
Acho que o objectivo devia ser este.
É talvez daqui a umas épocas o plantel seja assim... Também percebo que não vamos conseguir arranjar 10 putos com talento de um ano para o outro para jogarem aqui derrepente

hidetoshi30

  • Júnior
  • ***
  • Bila Real
  • Mensagens: 613
  • Sport Clube Vila Real / Sport Lisboa e Benfica <3
  • 11 de Fevereiro de 2019, 15:15
Não concordo que os jogadores sejam assim tão fracos, ou sem futuro.
Na baliza há alguma qualidade, o Celton parece-me bom.
Na direita já variaram imenso, jogou o João num jogo que se lesionou e estava a gostar muito, o Tomás Domingos comete bastantes erros, mas tem apontamentos interessantes. O Tomás Tavares é de outra casta. O Símon Ramirez não gostei de nenhum jogo que o vi.
No centro da defesa jogaram quase sempre o Gonçalo e o Nóbrega, o Gonçalo é duro de rins, mas forte na abordagem dos lances, o Nóbrega tenho gostado, acho que tem evoluído muito sobretudo a sair a jogar. Na esquerda o Frimpong tem um ótimo cruzamento, mas cruza pouco, defende bem, mas não me convence a nível de passe.
No meio o Jocú vai fazer-se um bom trinco e gostei do Capitão no último jogo, bom a ler o jogo, posiciona-se bem, bom a nível de passe, longo e curto.
O Cunha tem potencial para ser um bom médio de transição.
O Diogo Pinto, tem talento mas não decide bem, não faz a equipa jogar, gostava de o ver numa equipa com mais posse de bola.
O Edi é rápido mas não tem noção do jogo, mas consegue ser melhor que o Mesaque.
O Rodrigo tem capacidade para evoluir o seu jogo, é rápido, tem técnica, falta-lhe força e inteligência no seu jogo.
O Pedro Soares acho que é um falhanço autêntico, o Luís Lopes justifica muito mais ser opção.

No fundo acho que esta equipa é boa para os júniores competirem todos e alguns acima do seu escalão, e no geral todos os jogadores, menos dois ou três tem margem de progressão, uns mais, outros menos, uns mais rápido do que outros.
Agora na fase final gostava de ver alguma evolução no futebol desta equipa, que me parece muito mal orientada, vejo miudos a entrar sem uma palavra do treinador e acho que não sendo importante ganhar é importante jogar bem, ter o domínio do jogo.