8459 - Tópico: As Finanças do Benfica  (Lida 3688425 vezes)

boladeneve

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 911
  • 17 de Agosto de 2019, 08:22
já agora, fazendo contas muito simples, ao nível de receitas:

 - vendas 145M€
 - "matchday" ou seja, vendas de lugares no estádio cerca de 25 milhões de euros
 - commercial cerca de 35 milhões
 - liga dos campeões deve cerca de 60 milhões (cenário mais conservador)
 - receitas televisivas - mínimo de 42 milhões, acho que o valor é crescente, mas não deverá ser muito superior

portanto, receitas totais no valor de...307 milhões de euros.
assumindo que não há mais vendas (estou a ser optimista), e conservador nas receitas (se o ano for bom, o valor de commercial e liga dos campeões podem aumentar 10 a 20 milhões).


de referir que ja adiantamos parte do valor do contrato da NOS, por isso nao é tao linear a especialização desse valor ao longo da vigência di contrato

isso é uma operação financeira

a receita mantém-se inalterada

50% cash, 50% a abater na rubrica outros passivos

nightcrowler

  • Eusébio
  • ******
  • Ainda sou do tempo em que jogavam portugueses no Benfica...
  • Mensagens: 34866
  • Sócio: 73299
  • 17 de Agosto de 2019, 08:50
já agora, fazendo contas muito simples, ao nível de receitas:

 - vendas 145M€
 - "matchday" ou seja, vendas de lugares no estádio cerca de 25 milhões de euros
 - commercial cerca de 35 milhões
 - liga dos campeões deve cerca de 60 milhões (cenário mais conservador)
 - receitas televisivas - mínimo de 42 milhões, acho que o valor é crescente, mas não deverá ser muito superior

portanto, receitas totais no valor de...307 milhões de euros.
assumindo que não há mais vendas (estou a ser optimista), e conservador nas receitas (se o ano for bom, o valor de commercial e liga dos campeões podem aumentar 10 a 20 milhões).

nas receitas televisivas estás a incluir CL certo?

só com a NOS não vamos aos 42...

Boas!
Em 2017/2018, as receitas da NOS foi de 42,9 milhões de euros.
O contrato é de 10 anos mas progressivo, ou seja, o valor não é estanque ao longo do período, subindo de ano para ano.

Ao colocar 42 fui conservador, mas não deverá ser muito superior

Felix79

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 456
  • 17 de Agosto de 2019, 08:58
já agora, fazendo contas muito simples, ao nível de receitas:

 - vendas 145M€
 - "matchday" ou seja, vendas de lugares no estádio cerca de 25 milhões de euros
 - commercial cerca de 35 milhões
 - liga dos campeões deve cerca de 60 milhões (cenário mais conservador)
 - receitas televisivas - mínimo de 42 milhões, acho que o valor é crescente, mas não deverá ser muito superior

portanto, receitas totais no valor de...307 milhões de euros.
assumindo que não há mais vendas (estou a ser optimista), e conservador nas receitas (se o ano for bom, o valor de commercial e liga dos campeões podem aumentar 10 a 20 milhões).
Perante as tuas análises espectaculares e esclarecedoras que fizeste, talvez esteja aqui a resposta para o tal ataque sem precedentes que o FC Porco e o Sporting fizeram ao Benfica com o roubo de 10 anos de todo o sistema informático do clube. Já andavam a espiar o Benfica aos anos, também ficou claro este verão que o FC Porco sem o Rui Pinto a espiar o scouting do clube das antas não existe. O que se está a ver com as contas do Benfica a levantar voo, é que os dragartos tudo fizeram para parar o que no presente está a acontecer. Por isto e por muito mais é que a aliança negra do FC Porco e do Sporting foi um crime gravíssimo e sem precedentes no mundo do futebol que tem de ser devidamente julgado e condenado.
A aliança criminosa irá pagar por décadas o que fez e tentou fazer... o seu longo calvário só está no adro...

nightcrowler

  • Eusébio
  • ******
  • Ainda sou do tempo em que jogavam portugueses no Benfica...
  • Mensagens: 34866
  • Sócio: 73299
  • 17 de Agosto de 2019, 09:01
este ano temos como receitas de vendas o Felix e o Salvio, mais ninguém ainda, certo?

provavelmente vamos receber em dezembro o dinheiro da compra do Lisandro, e vamos ver se o Carrillo sai entretanto.
Pelo que diz a imprensa, mais 1 ME do Saponic (ou lá como se escreve), mais 1 M dos 50% do passe do Luquinha, mais a taxa de emprestimo do Krovinovic (350.000 euros)
Mais 8,5 do Carrilho

devemos ter encaixado 1 milhão pelos 50% do Ponck.
era um jogador com cartel, foi para a Turquia (costumam pagar bem), duvido que o Aves venda por menos que 2 milhões um jogador importante na estratégia da equipa.

acredito que tenhamos recebido pelo menos 1 milhão

Por vencer a ICC, o encaixe chega a cerca de 5 milhões de euros.

Por outro lado, a venda dos 50% do Filipe Soares (Estoril ao moreirense) deve ter rendido algo como 350k.


Mais cerca de 1,75 milhões de euros de direitos de formação do Cancelo
mais 200.000EUR de direitos de formação do Rony Lopes (1%).

seria interessante o Rodrigo ir para o Atlético.


portanto, até ver:
 - Saponijc 1M
 - Luquinhas 350k (50% passe do Aves)
 - International Champions Club 5 milhões (participação e vitória)
 - João Felix 120M
 - Filipe Soares 350k (50% passe)
 - Carillo 8,5M
 - Salvio 7M
 - Carlos Ponck 1M (50% passe)
 - Cancelo 1,75M (direitos de formação)
 - David Luiz 150k (direitos formação)
 - Rony Lopes 200k (direitos formação)


O jovic  entrou no exercício anterior?
Sim, tal como os direitos formação do André gomes

nightcrowler

  • Eusébio
  • ******
  • Ainda sou do tempo em que jogavam portugueses no Benfica...
  • Mensagens: 34866
  • Sócio: 73299
  • 17 de Agosto de 2019, 09:02
já agora, fazendo contas muito simples, ao nível de receitas:

 - vendas 145M€
 - "matchday" ou seja, vendas de lugares no estádio cerca de 25 milhões de euros
 - commercial cerca de 35 milhões
 - liga dos campeões deve cerca de 60 milhões (cenário mais conservador)
 - receitas televisivas - mínimo de 42 milhões, acho que o valor é crescente, mas não deverá ser muito superior

portanto, receitas totais no valor de...307 milhões de euros.
assumindo que não há mais vendas (estou a ser optimista), e conservador nas receitas (se o ano for bom, o valor de commercial e liga dos campeões podem aumentar 10 a 20 milhões).


de referir que ja adiantamos parte do valor do contrato da NOS, por isso nao é tao linear a especialização desse valor ao longo da vigência di contrato

isso é uma operação financeira

a receita mantém-se inalterada

50% cash, 50% a abater na rubrica outros passivos

Exacto.
A receita é contabilizada de acordo com a periodização constante no contrato.

A antecipação é meramente financeira.

Pasárgada

  • Sénior
  • ****
  • Mensagens: 1973
  • 17 de Agosto de 2019, 09:19
Esta época desportiva que agora se iniciou, no contrato com a NOS a 10 anos, corresponde a qual ano? é para ai o 3 ano de contrato? Já nao me recordo quando se iniciou o contrato em vigor...

nightcrowler

  • Eusébio
  • ******
  • Ainda sou do tempo em que jogavam portugueses no Benfica...
  • Mensagens: 34866
  • Sócio: 73299
  • 17 de Agosto de 2019, 09:26
já agora, fazendo contas muito simples, ao nível de receitas:

 - vendas 145M€
 - "matchday" ou seja, vendas de lugares no estádio cerca de 25 milhões de euros
 - commercial cerca de 35 milhões
 - liga dos campeões deve cerca de 60 milhões (cenário mais conservador)
 - receitas televisivas - mínimo de 42 milhões, acho que o valor é crescente, mas não deverá ser muito superior

portanto, receitas totais no valor de...307 milhões de euros.
assumindo que não há mais vendas (estou a ser optimista), e conservador nas receitas (se o ano for bom, o valor de commercial e liga dos campeões podem aumentar 10 a 20 milhões).

Faltam aí algumas rubricas como publicidade no estádio, venda de bilhetes, patrocínios, etc.


Boas!
Está tudo incluindo nas rubricas que mencionei.
No R&C do Benfica as receitas dividem-se entre commercial (inclui merchandising, publicidade, etc), matchday (inclui bilheteira, receitas corporate, comes e bebes, etc) e direitos (inclui TV, prémios liga dos campeões, etc), além das transferências de atletas.

Eu usei os dados do R&C de 2018, atualizando com as receitas de transferências e da liga dos campeões, portanto, deverá englobar todas as receitas da SAD, salvo algum erro da minha parte.
Todas as rubricas que mencionas já estão incorporadas.

Abraço!

lonstrup

  • Eusébio
  • ******
  • Era o Benfica!
  • Mensagens: 85448
  • 17 de Agosto de 2019, 09:36
já agora, fazendo contas muito simples, ao nível de receitas:

 - vendas 145M€
 - "matchday" ou seja, vendas de lugares no estádio cerca de 25 milhões de euros
 - commercial cerca de 35 milhões
 - liga dos campeões deve cerca de 60 milhões (cenário mais conservador)
 - receitas televisivas - mínimo de 42 milhões, acho que o valor é crescente, mas não deverá ser muito superior

portanto, receitas totais no valor de...307 milhões de euros.
assumindo que não há mais vendas (estou a ser optimista), e conservador nas receitas (se o ano for bom, o valor de commercial e liga dos campeões podem aumentar 10 a 20 milhões).


eu pessoalmente prefiro fazer as contas somente às receitas ordinárias, isto é, contar só com elas,para perceber verdadeiramente como estamos e para onde caminhamos.

Ainda falta um longo caminho até aos 200 ordinários. Aqui honestamente creio que é complicado subir pelas vias normais. A internacionalização e tal pode ajudar a crescer mais um pouco, mas o grosso do aumento terá de vir mesmo pela consolidação de participações meritórias na liga dos campeões.

Quando atingirmos os 200 de receitas ordinárias, e direccionarmos 50% para os vencimentos de atletas, treinadores estrutura, 100 milhões, então seremos um dos grandes europeus.

paulomaia1972

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 20105
  • Benfica é para ser protegido.
  • Sócio: 43.....
  • 17 de Agosto de 2019, 09:58
já agora, fazendo contas muito simples, ao nível de receitas:

 - vendas 145M€
 - "matchday" ou seja, vendas de lugares no estádio cerca de 25 milhões de euros
 - commercial cerca de 35 milhões
 - liga dos campeões deve cerca de 60 milhões (cenário mais conservador)
 - receitas televisivas - mínimo de 42 milhões, acho que o valor é crescente, mas não deverá ser muito superior

portanto, receitas totais no valor de...307 milhões de euros.
assumindo que não há mais vendas (estou a ser optimista), e conservador nas receitas (se o ano for bom, o valor de commercial e liga dos campeões podem aumentar 10 a 20 milhões).


eu pessoalmente prefiro fazer as contas somente às receitas ordinárias, isto é, contar só com elas,para perceber verdadeiramente como estamos e para onde caminhamos.

Ainda falta um longo caminho até aos 200 ordinários. Aqui honestamente creio que é complicado subir pelas vias normais. A internacionalização e tal pode ajudar a crescer mais um pouco, mas o grosso do aumento terá de vir mesmo pela consolidação de participações meritórias na liga dos campeões.

Quando atingirmos os 200 de receitas ordinárias, e direccionarmos 50% para os vencimentos de atletas, treinadores estrutura, 100 milhões, então seremos um dos grandes europeus.
percebo o que dizes, mas quando conseguirmos, os outros grandes europeus já estarão também eles noutro patamar.

ala esquerda

  • Velha Glória
  • *****
  • Mensagens: 4680
  • sempre presente
  • 17 de Agosto de 2019, 10:31
este ano temos como receitas de vendas o Felix e o Salvio, mais ninguém ainda, certo?

provavelmente vamos receber em dezembro o dinheiro da compra do Lisandro, e vamos ver se o Carrillo sai entretanto.
Pelo que diz a imprensa, mais 1 ME do Saponic (ou lá como se escreve), mais 1 M dos 50% do passe do Luquinha, mais a taxa de emprestimo do Krovinovic (350.000 euros)
Mais 8,5 do Carrilho

devemos ter encaixado 1 milhão pelos 50% do Ponck.
era um jogador com cartel, foi para a Turquia (costumam pagar bem), duvido que o Aves venda por menos que 2 milhões um jogador importante na estratégia da equipa.

acredito que tenhamos recebido pelo menos 1 milhão

Por vencer a ICC, o encaixe chega a cerca de 5 milhões de euros.

Por outro lado, a venda dos 50% do Filipe Soares (Estoril ao moreirense) deve ter rendido algo como 350k.


Mais cerca de 1,75 milhões de euros de direitos de formação do Cancelo
mais 200.000EUR de direitos de formação do Rony Lopes (1%).

seria interessante o Rodrigo ir para o Atlético.


portanto, até ver:
 - Saponijc 1M
 - Luquinhas 350k (50% passe do Aves)
 - International Champions Club 5 milhões (participação e vitória)
 - João Felix 120M
 - Filipe Soares 350k (50% passe)
 - Carillo 8,5M
 - Salvio 7M
 - Carlos Ponck 1M (50% passe)
 - Cancelo 1,75M (direitos de formação)
 - David Luiz 150k (direitos formação)
 - Rony Lopes 200k (direitos formação)

não sei se o WBA pagou alguma coisa pelos empréstimos de Krovinovic e Willock, mas se sim também terá sido residual.

veremos se conseguimos ainda colocar jogadores como Cervi e Zivkovic, sendo que há jogadores como Lisandro e Lema que estão emprestados e devem render ainda algum dinheiro porque os clubes argentinos querem manter ambos.

portanto, a brincar a brincar, sem contar com receitas como bilheteira (que este ano terá record de cativos), liga dos campeões (vai ser de longe melhor ano de sempre, mesmo num cenário em que não façamos nada de jeito), patrocínios (deve ser a rúbrica mais estável) e merchandising (que dependerá da própria evolução do rendimento desportivo), faturamos já, só em jogadores, cerca de 145 milhões de euros!

uma verdadeira fortuna.

no próximo relatório e contas, deveremos ter uma fortuna em caixa.
Muito importante tb perceber o que gastamos e onde gastamos!!!

golfdreamer

  • Capitão
  • ****
  • Mensagens: 4352
  • Sócio: 65623
  • 17 de Agosto de 2019, 11:29
Muito interessante:

https://twitter.com/hugotiago_/status/1161455944359960577?s=19

Muito interessante e é conhecido.

Nos últimos 5-10 anos o Porto tem andado a rebentar-se financeiramente para tentar acompanhar a pedalada do Benfica.
Tem tido sempre o dinheiro da Liga dos Campeões para ajudar a segurar o barco e também fez essa passagem do estádio para a SAD para aguentar mais uns tempos.

Mesmo assim entraram debaixo da supervisão da UEFA com o Fair Play Financeiro. Para azar deles, este rombo da Champions aconteceu precisamente no último ano que iam estar debaixo do olho da UEFA, num ano em que estão obrigados a apresentar lucros...

... acontece que eles não têm receitas suficientes para apresentar lucros.

Agora vão ter de inventar uma engenharia financeira qualquer que a UEFA aceite ou então vão ter de realizar muito dinheiro com vendas de jogadores, seja agora ou imediatamente após o final da época.

Incrível temos umas história tão idêntica, houve mais competência e mais sorte mas os erros são quase copy paste.
Felizmente que estamos conseguir reverter a nossa situação, mas já tivemos igualmente muito mal.
Não diria erros, propriamente.
Foi estratégia, uma corrida às armas. O Benfica começou a investir a sério em 2007/08 (2ª época do Fernando Santos; veio Cardozo, Di Maria, Maxi, etc) numa tentativa de dar o salto desportivo e formar um plantel superior ao do Porto. Demorámos mais 2 épocas até finalmente ganhar o campeonato, em 2009/10 (1ª época do Jesus) e nessa altura já tínhamos o melhor plantel de Portugal.

O Benfica continou a investir e a piorar as contas, ano após ano.
O Porto continuou a investir e a piorar as contas, ano após ano (as contas deles estavam boas no final da década passada!).

O Benfica esticou muito a corda e o Porto tinha de acompanhar, não podia ficar a olhar. Até o maluco do Brunão juntou o Sporting à festa a meio da década e também tentou seguir o nosso ritmo.

Resultado: estamos no final da década e os nossos capitais próprios aumentaram mais de 100M€ (eram negativos em 2009) e a dívida diminuiu, enquanto os 2 rivais estão com capitais próprios cada vez mais negativos e as dívidas aumentaram.
Esta eliminação do Porto também veio mesmo a calhar.

Em resumo: os rivais tentaram acompanhar a pedalada do Benfica montanha acima e rebentaram pelo caminho.
A estratégia resultou. :flagglorioso:

Eu vejo as coisas de outra forma, ambos os clubes andaram sensivelmente uma década a viver acima das suas possibilidades, apresentando consecutivamente, resultados operacionais negativos descapitalizando as SAD, indo até ao limite de entrar em situação de falência técnica. Isto para mim é de tanto uma SAD como outra uma estratégia irresponsável e errada.

Tal como o Porto, o Benfica para sobreviver teve que recorrer a diversas engenharias financeiras, nomeadamente a passagem do estádio para a SAD, onde para mim entra a "sorte" é o timing para se corrigir uma estratégia kamikazee. Quando nós estávamos na actual situação do Porto:
- Não havia fair play financeiro;
- Era bem mais fácil aceder à Champions, contrapõe-se que agora se recebe muito mais;
- Fundos de jogadores (Benfica Star funds) e passes partilhados eram permitidos;
- Fácil acesso a crédito bancário;

Na minha opinião o ingrediente chave é quando as SAD entraram em falência técnica e se viram obrigadas a passar o estádio para a SAD, Benfica em 2009 o Porto 5 anos depois, na nossa altura havia mais mecanismos para nos manter à tona, algo que agora o Porto não dispõe.

Depois entra para mim o melhor acto de gestão da actual direcção, Seixal, não fosse isso e duvido que agora estivéssemos na situação em que estamos. Isto sim para mim foi estratégico, isto sim para mim foi importantíssimo e o timing por competência foi quase perfeito.


lonstrup

  • Eusébio
  • ******
  • Era o Benfica!
  • Mensagens: 85448
  • 17 de Agosto de 2019, 11:34
já agora, fazendo contas muito simples, ao nível de receitas:

 - vendas 145M€
 - "matchday" ou seja, vendas de lugares no estádio cerca de 25 milhões de euros
 - commercial cerca de 35 milhões
 - liga dos campeões deve cerca de 60 milhões (cenário mais conservador)
 - receitas televisivas - mínimo de 42 milhões, acho que o valor é crescente, mas não deverá ser muito superior

portanto, receitas totais no valor de...307 milhões de euros.
assumindo que não há mais vendas (estou a ser optimista), e conservador nas receitas (se o ano for bom, o valor de commercial e liga dos campeões podem aumentar 10 a 20 milhões).


eu pessoalmente prefiro fazer as contas somente às receitas ordinárias, isto é, contar só com elas,para perceber verdadeiramente como estamos e para onde caminhamos.

Ainda falta um longo caminho até aos 200 ordinários. Aqui honestamente creio que é complicado subir pelas vias normais. A internacionalização e tal pode ajudar a crescer mais um pouco, mas o grosso do aumento terá de vir mesmo pela consolidação de participações meritórias na liga dos campeões.

Quando atingirmos os 200 de receitas ordinárias, e direccionarmos 50% para os vencimentos de atletas, treinadores estrutura, 100 milhões, então seremos um dos grandes europeus.
percebo o que dizes, mas quando conseguirmos, os outros grandes europeus já estarão também eles noutro patamar.
isso numa perspectiva de crescimento eterno.

Mas só uma elite de 5 ou 6 é que poderá beber com regularidade da fonte da liga dos campeões.

Há também limites ao crescimento dos clubes que estão associados à própria natureza das ligas em que participam.

paulomaia1972

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 20105
  • Benfica é para ser protegido.
  • Sócio: 43.....
  • 17 de Agosto de 2019, 11:37
já agora, fazendo contas muito simples, ao nível de receitas:

 - vendas 145M€
 - "matchday" ou seja, vendas de lugares no estádio cerca de 25 milhões de euros
 - commercial cerca de 35 milhões
 - liga dos campeões deve cerca de 60 milhões (cenário mais conservador)
 - receitas televisivas - mínimo de 42 milhões, acho que o valor é crescente, mas não deverá ser muito superior

portanto, receitas totais no valor de...307 milhões de euros.
assumindo que não há mais vendas (estou a ser optimista), e conservador nas receitas (se o ano for bom, o valor de commercial e liga dos campeões podem aumentar 10 a 20 milhões).


eu pessoalmente prefiro fazer as contas somente às receitas ordinárias, isto é, contar só com elas,para perceber verdadeiramente como estamos e para onde caminhamos.

Ainda falta um longo caminho até aos 200 ordinários. Aqui honestamente creio que é complicado subir pelas vias normais. A internacionalização e tal pode ajudar a crescer mais um pouco, mas o grosso do aumento terá de vir mesmo pela consolidação de participações meritórias na liga dos campeões.

Quando atingirmos os 200 de receitas ordinárias, e direccionarmos 50% para os vencimentos de atletas, treinadores estrutura, 100 milhões, então seremos um dos grandes europeus.
percebo o que dizes, mas quando conseguirmos, os outros grandes europeus já estarão também eles noutro patamar.
isso numa perspectiva de crescimento eterno.

Mas só uma elite de 5 ou 6 é que poderá beber com regularidade da fonte da liga dos campeões.

Há também limites ao crescimento dos clubes que estão associados à própria natureza das ligas em que participam.

Posso estar enganado, mas tirando os clubes italianos, Bayern, PSG, clubes ingleses, Real, Barça e até o ATMadrid estão hoje em dia cada vez mais fortes que os restantes e o fosso tem vindo alargar.

lonstrup

  • Eusébio
  • ******
  • Era o Benfica!
  • Mensagens: 85448
  • 17 de Agosto de 2019, 12:06
já agora, fazendo contas muito simples, ao nível de receitas:

 - vendas 145M€
 - "matchday" ou seja, vendas de lugares no estádio cerca de 25 milhões de euros
 - commercial cerca de 35 milhões
 - liga dos campeões deve cerca de 60 milhões (cenário mais conservador)
 - receitas televisivas - mínimo de 42 milhões, acho que o valor é crescente, mas não deverá ser muito superior

portanto, receitas totais no valor de...307 milhões de euros.
assumindo que não há mais vendas (estou a ser optimista), e conservador nas receitas (se o ano for bom, o valor de commercial e liga dos campeões podem aumentar 10 a 20 milhões).


eu pessoalmente prefiro fazer as contas somente às receitas ordinárias, isto é, contar só com elas,para perceber verdadeiramente como estamos e para onde caminhamos.

Ainda falta um longo caminho até aos 200 ordinários. Aqui honestamente creio que é complicado subir pelas vias normais. A internacionalização e tal pode ajudar a crescer mais um pouco, mas o grosso do aumento terá de vir mesmo pela consolidação de participações meritórias na liga dos campeões.

Quando atingirmos os 200 de receitas ordinárias, e direccionarmos 50% para os vencimentos de atletas, treinadores estrutura, 100 milhões, então seremos um dos grandes europeus.
percebo o que dizes, mas quando conseguirmos, os outros grandes europeus já estarão também eles noutro patamar.
isso numa perspectiva de crescimento eterno.

Mas só uma elite de 5 ou 6 é que poderá beber com regularidade da fonte da liga dos campeões.

Há também limites ao crescimento dos clubes que estão associados à própria natureza das ligas em que participam.

Posso estar enganado, mas tirando os clubes italianos, Bayern, PSG, clubes ingleses, Real, Barça e até o ATMadrid estão hoje em dia cada vez mais fortes que os restantes e o fosso tem vindo alargar.
mas quais clubes ingleses e italianos? Todos? Neste momento quantos clubes ingleses consegues nomear que sejam desportivamente superiores ao Benfica?

paulomaia1972

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 20105
  • Benfica é para ser protegido.
  • Sócio: 43.....
  • 17 de Agosto de 2019, 12:16
já agora, fazendo contas muito simples, ao nível de receitas:

 - vendas 145M€
 - "matchday" ou seja, vendas de lugares no estádio cerca de 25 milhões de euros
 - commercial cerca de 35 milhões
 - liga dos campeões deve cerca de 60 milhões (cenário mais conservador)
 - receitas televisivas - mínimo de 42 milhões, acho que o valor é crescente, mas não deverá ser muito superior

portanto, receitas totais no valor de...307 milhões de euros.
assumindo que não há mais vendas (estou a ser optimista), e conservador nas receitas (se o ano for bom, o valor de commercial e liga dos campeões podem aumentar 10 a 20 milhões).


eu pessoalmente prefiro fazer as contas somente às receitas ordinárias, isto é, contar só com elas,para perceber verdadeiramente como estamos e para onde caminhamos.

Ainda falta um longo caminho até aos 200 ordinários. Aqui honestamente creio que é complicado subir pelas vias normais. A internacionalização e tal pode ajudar a crescer mais um pouco, mas o grosso do aumento terá de vir mesmo pela consolidação de participações meritórias na liga dos campeões.

Quando atingirmos os 200 de receitas ordinárias, e direccionarmos 50% para os vencimentos de atletas, treinadores estrutura, 100 milhões, então seremos um dos grandes europeus.
percebo o que dizes, mas quando conseguirmos, os outros grandes europeus já estarão também eles noutro patamar.
isso numa perspectiva de crescimento eterno.

Mas só uma elite de 5 ou 6 é que poderá beber com regularidade da fonte da liga dos campeões.

Há também limites ao crescimento dos clubes que estão associados à própria natureza das ligas em que participam.

Posso estar enganado, mas tirando os clubes italianos, Bayern, PSG, clubes ingleses, Real, Barça e até o ATMadrid estão hoje em dia cada vez mais fortes que os restantes e o fosso tem vindo alargar.
mas quais clubes ingleses e italianos? Todos? Neste momento quantos clubes ingleses consegues nomear que sejam desportivamente superiores ao Benfica?

depreendi que a conversa era sobre a vertente financeira dos clubes