5709 - Tópico: Luís Filipe Vieira, Presidente do Benfica  (Lida 21024158 vezes)

kingvata

  • Eusébio
  • ******
  • lisboa
  • Mensagens: 7284
  • Antes de ser português sou benfiquista
  • Hoje às 12:38
Na sequência de alguns posts que tenho visto por aqui, partilho a sensação de que já não resta nada do "meu" Benfica, isto mesmo depois de um tetra no bucho.

1) Adeptos

Coloco em primeiro lugar porque, apesar de tudo, é o que mais me incomoda.

Mesmo quando perdíamos (talvez por isso mesmo), tínhamos claques que puxavam o jogo todo, tínhamos cânticos no 3.º piso, tínhamos vontade de ganhar - por nós e por tudo o que nos fizeram. Agora, proliferam os adeptos do Marquês e dos últimos 3 jogos antes do título.

Hoje em dia, vemos um derby no Estádio e o silêncio é absoluto. Os NN completamente estáticos, um silêncio confrangedor dos adeptos "normais", qualquer claque adversária de 300 pessoas a abafar o Estádio inteiro...

Como já contei aqui, em 8 ou 9 anos de cativo na mesma zona, passei de estar a cantar o jogo quase todo com os Benfiquistas à minha volta para ter "adeptos" a mudar de lugar ao intervalo por estarem incomodadas com o meu apoio.

Nem quero entrar pela vergonha que é o speaker e a nova moda de meterem os cânticos baixinho nas colunas do Estádio para tentar puxar pelos adeptos, era difícil bater mais no fundo.

2) Gestão Desportiva (qual?)

Este ponto é surreal. Até sabendo nós dos interesses à volta do clube, é difícil perceber o desinvestimento a este nível - e não é em termos financeiros apenas, é mais na clara displicência na constituição de um plantel para 4 competições.

O ciclo é óbvio e mais que comprovado, tanto do ponto de vista financeiro como desportivo:

Plantel mais fraco -> Piores resultados -> Menos títulos -> Jogadores desvalorizados -> Menos prémios (sobretudo na UCL) -> Necessidade de vender (e mais jogadores, por estarem desvalorizados) -> Plantel mais fraco -> ...

E o que fazemos num ano em que os prémios da UCL aumentam significativamente e existe menos uma vaga? Passamos de Ederson para Varela, de Semedo para Douglas e de Mitroglou para Seferovic.

Devemos ser um caso único no Mundo, um clube profissional que há várias épocas não tenta contratar um jogador para entrar no 11. Nem nas distritais isto acontece! Vejam bem, do nosso 11, o único jogador contratado para "titular" foi o Salvio...em 2012.

E para o ano, já sabemos, mais do mesmo: vender os melhores, subir uns miúdos e repescar um ou outro jogador, sacar um par de jogadores medianos a custo zero e rezar para que se continue a ganhar por incompetência dos outros.

Há quanto tempo não compramos um médio a sério? Ou contratamos um central feito? Ou investimos em laterais com capacidades ofensivas e defensivas suficientes para não sermos humilhados numa UCL?

Nem gasto um ponto autónomo no treinador, para mim é apenas mais um reflexo desta "gestão" e dos interesses reais dos nossos dirigentes. Um "yes man" com algumas qualidades mas claramente insuficiente para um clube com a grandeza e nível de exigência do Benfica.

3) Formação no Futebol

Fantástico o trabalho neste ponto em termos de identificação do talento e preparação dos miúdos nas fases iniciais da formação. Depois são entregues a tachos como o Tralhão e Cristóvão e, na sua maioria, não mostram qualquer evolução entre o período como juvenis e uma eventual chegada à Primeira Liga.

Mesmo ultrapassando este "trauma" e sublinhando a enorme valia que temos neste ponto (com mérito a quem é devido), vamos pensar na última "geração" que tivemos: Ederson, Lindelof, N.Semedo, A.Gomes, R.Sanches, B.Silva, G.Guedes, H.Costa, I.Cavaleiro...

Quantos jogos fizeram em média pela equipa A? Foram vendidos à primeira proposta, em prejuízo do clube e deles próprios na maioria dos casos e a favor de outros interesses.

Pior, quantos jogos farão jogadores como U.Embaló ou J.Félix? A resposta é simples, no mínimo (e muito provavelmente) será 0, no máximo uns 30 (a não ser que se lesionem e acabem por ficar). E um dia a fonte vai secar, como secou em Amesterdão, em Alcochete, etc.

Até a boa prospecção que temos ao nível de jovens (não incluo obviamente Veras e Kanus) foi completamente posta de parte no último par de anos e os bons investimentos que fizemos no passado (Cristante, Jovic, etc.) foram emprestadados com cláusulas à volta do preço de custo ou mesmo abaixo.

4) Gestão Estratégica e Financeira

O desporto - e, em particular, o futebol - deixou de ser core business. Neste momento, assumem prioridade o "investimento na marca" e "a criação de infraestruturas para o futuro" (incluindo as muito úteis escolas e hotéis, para além de outros equipamentos que fariam sentido se não andássemos a desinvestir em tudo o resto e ainda com um passivo muito acima do nosso EBITDA anual).

A isto somam-se as comissões milionárias aos amigos e a contratação de Veras, Arangos e outros jogadores a clubes com Estádios ou Centros de Estágio prestes a ser construídos. Já aqui coloquei no passado o padrão de investimento versus as obras dos clubes vendedores e é muito preocupante - para quando uma investigação sobre isto por quem de direito?

Depois, somamos a esta gestão estratégica e financeira em total alheamento do propósito do clube, um conjunto de disparates como a negociação dos direitos com a NOS em contrato ao nível de clubes muito atractivos (como reconhecido pela própria Direcção). Mesmo os valores do contrato com a Emirates são questionáveis, face ao tal "valor da marca".

Os últimos resultados financeiros são bons mas não podemos esquecer que nos encontramos apenas a desfazer, através do desmantelamento desportivo, um erro óbvio  e sublinhado por todos ao longo dos últimos 15 anos, que foi a criação de um passivo totalmente absurdo face à nossa rendibilidade - passou de 80M€ com Vale e Azevedo para cerca de 500M€, com custos financeiros a rondar os 25M€/ano.

Entretanto, temos vindo a ouvir falar em mercados emergentes, presença nos EUA, clubes ingleses "powered by Benfica", entre outros devaneios quando gerimos a nossa casa com 20% da competência de um Braga. Apostas todas elas que vão e vêm da "agenda estratégica" como as promessas sazonais de retenção dos nossos talentos.

5) Pseudo-Escândalos

Chamo pseudo não para minimizar todo o fumo que tem saído mas porque tenho a convicção (não provas) de que as maiores falcatruas dos nossos "responsáveis", na maioria nem Benfiquistas, só se saberão quando deixarem o clube e a conclusão será de que as mesmas lesam mais o Benfica do que o beneficiam.

Sem prejuízo, é chocante a forma como ao longo deste ano o nome do Benfica foi arrastado para a lama sem qualquer tipo de reacção do clube. Gostava de dizer que é uma estratégia de não dar tempo de antena a quem ataca o clube mas parece-me mais que é resultado de:

i) um desprezo absoluto pelo Clube e seus adeptos;
ii) a existência de problemas pessoais graves que recomendam a discrição, e/ou;
iii) a noção de que exista algo realmente grave que pode estar para vir.

Seja como for, o Braga fez mais pela defesa do Benfica do que o próprio Benfica! Não me falem em Gabinetes de Crise ou em declarações sem qualquer preparação ou coerência, num timing altamente questionável.

Tudo o resto poderia estar a ruir mas NUNCA os dirigentes do Benfica poderiam ter permitido que os adversários se unissem e se apoderassem de altos cargos da Liga, dos órgãos de disciplina e arbitragem, da comunicação social, e preparassem um ataque nojento e concertado ao Benfica.

Muito menos, deveria ser permitido que estes ataques, mesmo cheios de Nhagas, durassem 1 ano (!!!) sem qualquer resposta. E vamos ver quanto tempo mais isto continua... E com que consequências, já que vale tudo.

Os próprios crimes subjacentes a tudo o que tem vindo à baila, nomeadamente em termos de violação de sigilo profissional e dados pessoais, são de enorme gravidade. E o que se nota, depois de centenas de milhares em 3 gabinetes de advocacia de luxo, é uma total impotência para qualquer resultado.

Não falo de um 6) Modalidades pois não domino de todo o tema mas a tendência dos resultados é evidente...

Precisamos, desesperadamente, de sangue novo e vermelho.

Precisamos de pessoas que sejam competentes, honestas e amem o clube que representam, agindo no seu interesse à frente do seu próprio. Parece complicado mas é simples, são 3 condições apenas...

E precisamos que esse novo dinamismo acorde os adeptos do seu conformismo e passe a clara mensagem de que o melhor do Benfica ainda está para vir, se todos remarmos com muita força para o mesmo lado. Temos, ainda, condições únicas para isso.

Estou convicto que manter o rumo actual nos vai levar muito rapidamente para uma crise de resultados e uma crise de identidade tão ou mais grave do que a dos anos 90. Digo-o com total convicção e na ressaca de um tetra, que tão bem soube, pelos motivos acima.


Desculpem o testamento mas estou muito preocupado com o futuro do nosso clube... Andava a guardar, precisava de desabafar, desculpem lá.

 ;D
Só não dou like porque sou um desses adeptos que já não tem "paciência" para estar com cânticos do principio ao fim, a apoiar uma equipa liderada por Vieira e Rui Vitória.

O nosso silêncio é em muito causado pela inactividade manifestada pelo nosso mister no banco e pelo nosso grande lider contra os ataques constantes na CS. Se eles, que têm mais poder em mudar o estado geral das coisas, não se mexem nem se manifestam, porque vou estar eu a lutar e a gastar as minhas forças sem qualquer consequência?

E depois, porque vou eu com esse esforço hipócrita se a equipa não joga nada e a BTV ainda se serve desse apoio para dizer que os adeptos estão com o RV?

Não! neste momento, não é hora de grandes vassalismos, porque o meu clube precisa de mudanças urgentes!

Assobiar os nossos jogadores, não! mas estar a cantar como se nada fosse...epá! não dá! já me basta a semana após semana de trabalho a ter de engolir sapos para que a família sobreviva!




 

Motörhead

  • Velha Glória
  • *****
  • Mensagens: 4871
  • We are Motörhead, and we play rockin' fuckin' roll
  • Hoje às 12:45
No ano do Penta, um feito rarissimo na historia de um clube, inedito na nossa, seras eternamente recordado como o homem que cagou em cima dele.

capelada

  • Júnior
  • ***
  • Mensagens: 934
  • Hoje às 12:45
Na sequência de alguns posts que tenho visto por aqui, partilho a sensação de que já não resta nada do "meu" Benfica, isto mesmo depois de um tetra no bucho.

1) Adeptos

Coloco em primeiro lugar porque, apesar de tudo, é o que mais me incomoda.

Mesmo quando perdíamos (talvez por isso mesmo), tínhamos claques que puxavam o jogo todo, tínhamos cânticos no 3.º piso, tínhamos vontade de ganhar - por nós e por tudo o que nos fizeram. Agora, proliferam os adeptos do Marquês e dos últimos 3 jogos antes do título.

Hoje em dia, vemos um derby no Estádio e o silêncio é absoluto. Os NN completamente estáticos, um silêncio confrangedor dos adeptos "normais", qualquer claque adversária de 300 pessoas a abafar o Estádio inteiro...

Como já contei aqui, em 8 ou 9 anos de cativo na mesma zona, passei de estar a cantar o jogo quase todo com os Benfiquistas à minha volta para ter "adeptos" a mudar de lugar ao intervalo por estarem incomodadas com o meu apoio.

Nem quero entrar pela vergonha que é o speaker e a nova moda de meterem os cânticos baixinho nas colunas do Estádio para tentar puxar pelos adeptos, era difícil bater mais no fundo.

2) Gestão Desportiva (qual?)

Este ponto é surreal. Até sabendo nós dos interesses à volta do clube, é difícil perceber o desinvestimento a este nível - e não é em termos financeiros apenas, é mais na clara displicência na constituição de um plantel para 4 competições.

O ciclo é óbvio e mais que comprovado, tanto do ponto de vista financeiro como desportivo:

Plantel mais fraco -> Piores resultados -> Menos títulos -> Jogadores desvalorizados -> Menos prémios (sobretudo na UCL) -> Necessidade de vender (e mais jogadores, por estarem desvalorizados) -> Plantel mais fraco -> ...

E o que fazemos num ano em que os prémios da UCL aumentam significativamente e existe menos uma vaga? Passamos de Ederson para Varela, de Semedo para Douglas e de Mitroglou para Seferovic.

Devemos ser um caso único no Mundo, um clube profissional que há várias épocas não tenta contratar um jogador para entrar no 11. Nem nas distritais isto acontece! Vejam bem, do nosso 11, o único jogador contratado para "titular" foi o Salvio...em 2012.

E para o ano, já sabemos, mais do mesmo: vender os melhores, subir uns miúdos e repescar um ou outro jogador, sacar um par de jogadores medianos a custo zero e rezar para que se continue a ganhar por incompetência dos outros.

Há quanto tempo não compramos um médio a sério? Ou contratamos um central feito? Ou investimos em laterais com capacidades ofensivas e defensivas suficientes para não sermos humilhados numa UCL?

Nem gasto um ponto autónomo no treinador, para mim é apenas mais um reflexo desta "gestão" e dos interesses reais dos nossos dirigentes. Um "yes man" com algumas qualidades mas claramente insuficiente para um clube com a grandeza e nível de exigência do Benfica.

3) Formação no Futebol

Fantástico o trabalho neste ponto em termos de identificação do talento e preparação dos miúdos nas fases iniciais da formação. Depois são entregues a tachos como o Tralhão e Cristóvão e, na sua maioria, não mostram qualquer evolução entre o período como juvenis e uma eventual chegada à Primeira Liga.

Mesmo ultrapassando este "trauma" e sublinhando a enorme valia que temos neste ponto (com mérito a quem é devido), vamos pensar na última "geração" que tivemos: Ederson, Lindelof, N.Semedo, A.Gomes, R.Sanches, B.Silva, G.Guedes, H.Costa, I.Cavaleiro...

Quantos jogos fizeram em média pela equipa A? Foram vendidos à primeira proposta, em prejuízo do clube e deles próprios na maioria dos casos e a favor de outros interesses.

Pior, quantos jogos farão jogadores como U.Embaló ou J.Félix? A resposta é simples, no mínimo (e muito provavelmente) será 0, no máximo uns 30 (a não ser que se lesionem e acabem por ficar). E um dia a fonte vai secar, como secou em Amesterdão, em Alcochete, etc.

Até a boa prospecção que temos ao nível de jovens (não incluo obviamente Veras e Kanus) foi completamente posta de parte no último par de anos e os bons investimentos que fizemos no passado (Cristante, Jovic, etc.) foram emprestadados com cláusulas à volta do preço de custo ou mesmo abaixo.

4) Gestão Estratégica e Financeira

O desporto - e, em particular, o futebol - deixou de ser core business. Neste momento, assumem prioridade o "investimento na marca" e "a criação de infraestruturas para o futuro" (incluindo as muito úteis escolas e hotéis, para além de outros equipamentos que fariam sentido se não andássemos a desinvestir em tudo o resto e ainda com um passivo muito acima do nosso EBITDA anual).

A isto somam-se as comissões milionárias aos amigos e a contratação de Veras, Arangos e outros jogadores a clubes com Estádios ou Centros de Estágio prestes a ser construídos. Já aqui coloquei no passado o padrão de investimento versus as obras dos clubes vendedores e é muito preocupante - para quando uma investigação sobre isto por quem de direito?

Depois, somamos a esta gestão estratégica e financeira em total alheamento do propósito do clube, um conjunto de disparates como a negociação dos direitos com a NOS em contrato ao nível de clubes muito atractivos (como reconhecido pela própria Direcção). Mesmo os valores do contrato com a Emirates são questionáveis, face ao tal "valor da marca".

Os últimos resultados financeiros são bons mas não podemos esquecer que nos encontramos apenas a desfazer, através do desmantelamento desportivo, um erro óbvio  e sublinhado por todos ao longo dos últimos 15 anos, que foi a criação de um passivo totalmente absurdo face à nossa rendibilidade - passou de 80M€ com Vale e Azevedo para cerca de 500M€, com custos financeiros a rondar os 25M€/ano.

Entretanto, temos vindo a ouvir falar em mercados emergentes, presença nos EUA, clubes ingleses "powered by Benfica", entre outros devaneios quando gerimos a nossa casa com 20% da competência de um Braga. Apostas todas elas que vão e vêm da "agenda estratégica" como as promessas sazonais de retenção dos nossos talentos.

5) Pseudo-Escândalos

Chamo pseudo não para minimizar todo o fumo que tem saído mas porque tenho a convicção (não provas) de que as maiores falcatruas dos nossos "responsáveis", na maioria nem Benfiquistas, só se saberão quando deixarem o clube e a conclusão será de que as mesmas lesam mais o Benfica do que o beneficiam.

Sem prejuízo, é chocante a forma como ao longo deste ano o nome do Benfica foi arrastado para a lama sem qualquer tipo de reacção do clube. Gostava de dizer que é uma estratégia de não dar tempo de antena a quem ataca o clube mas parece-me mais que é resultado de:

i) um desprezo absoluto pelo Clube e seus adeptos;
ii) a existência de problemas pessoais graves que recomendam a discrição, e/ou;
iii) a noção de que exista algo realmente grave que pode estar para vir.

Seja como for, o Braga fez mais pela defesa do Benfica do que o próprio Benfica! Não me falem em Gabinetes de Crise ou em declarações sem qualquer preparação ou coerência, num timing altamente questionável.

Tudo o resto poderia estar a ruir mas NUNCA os dirigentes do Benfica poderiam ter permitido que os adversários se unissem e se apoderassem de altos cargos da Liga, dos órgãos de disciplina e arbitragem, da comunicação social, e preparassem um ataque nojento e concertado ao Benfica.

Muito menos, deveria ser permitido que estes ataques, mesmo cheios de Nhagas, durassem 1 ano (!!!) sem qualquer resposta. E vamos ver quanto tempo mais isto continua... E com que consequências, já que vale tudo.

Os próprios crimes subjacentes a tudo o que tem vindo à baila, nomeadamente em termos de violação de sigilo profissional e dados pessoais, são de enorme gravidade. E o que se nota, depois de centenas de milhares em 3 gabinetes de advocacia de luxo, é uma total impotência para qualquer resultado.

Não falo de um 6) Modalidades pois não domino de todo o tema mas a tendência dos resultados é evidente...

Precisamos, desesperadamente, de sangue novo e vermelho.

Precisamos de pessoas que sejam competentes, honestas e amem o clube que representam, agindo no seu interesse à frente do seu próprio. Parece complicado mas é simples, são 3 condições apenas...

E precisamos que esse novo dinamismo acorde os adeptos do seu conformismo e passe a clara mensagem de que o melhor do Benfica ainda está para vir, se todos remarmos com muita força para o mesmo lado. Temos, ainda, condições únicas para isso.

Estou convicto que manter o rumo actual nos vai levar muito rapidamente para uma crise de resultados e uma crise de identidade tão ou mais grave do que a dos anos 90. Digo-o com total convicção e na ressaca de um tetra, que tão bem soube, pelos motivos acima.


Desculpem o testamento mas estou muito preocupado com o futuro do nosso clube... Andava a guardar, precisava de desabafar, desculpem lá.

 ;D

Parabéns, companheiro, resumiste uma grande parte dos problemas do Benfica num único post. Eu próprio tenho feito esse exercício mentalmente mas nunca encontrei as palavras certas para explanar o que tem sido feito ao clube de forma tão clara.

Cada vez fica mais claro que quem está à frente do Benfica está-se pouco cagando para as vitórias, para a exigência, para tudo o que pautou a nossa história até ao passado recente. Vai ter de, por isso, caber aos sócios e adeptos mudar isto. As próximas eleições são só em 2020, vão decorrer em que condições decorrerem, com o novo voto eletrónico que não inspira confiança. De qualquer modo, são mais dois anos e meio disto mínimo.

Todos os dias leio aqui críticas à gestão do Benfica nas suas mais diversas áreas. Uns em resposta tentam desvalorizar, que os outros não sabem do que falam, que quem lá está a trabalhar é que é o profissional (crítica primeiro legítima, depois apenas ingénua), mas a verdade é que a maior parte dos problemas identificados vai-se agudizando com o tempo, que põe em evidência a incompetência para o cargo de muitos dos nossos profissionais. O recente sucesso no futebol mascarou muita coisa, um sucesso que também é fruto do mau trabalho dos rivais, cujas direções aparentam, de forma semelhante, estar mais preocupadas em manipular a opinião pública, alargar a sua rede de influências e meter o que não é seu ao bolso do que trabalhar noutras vertentes realmente úteis para os seus clubes.

Vejo um futuro muito negro para o Benfica pela frente, o Vieira eventualmente sairá, talvez cumpra mais este e o próximo mandato (já dou a vitória como garantida, como não dar?...), e depois? E porque não cortar o mal antes? Houve coisas que foram bem feitas, o investimento no Seixal compensou, mas mais para o City, para o Barcelona, para o United... Não podemos lutar com os grandes da Europa como dantes devido a fatores económicos, independentemente da nossa competência, mas podemos dar mais que 0 pontos. Não podemos é nunca aceitar este sentimento geral de distanciamento, este Benfica amorfo, a indiferença instalada. Perderam? Apoiem. A equipa voltou a desiludir? Dias melhores virão. O treinador tem feito um mau trabalho? Tenham confiança. O presidente voltou a mentir? Mas o Vale e Azevedo era bandido. Vocês vêm à Luz e não cantam? Cala-te tu que quero ver o jogo à vontade.

AnotherDoom

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 12247
  • Against Modern Football
  • Hoje às 12:53
No ano do Penta, um feito rarissimo na historia de um clube, inedito na nossa, seras eternamente recordado como o homem que cagou em cima dele.

O sabotador profissional.

AnotherDoom

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 12247
  • Against Modern Football
  • Hoje às 12:56
(....) As próximas eleições são só em 2020, vão decorrer em que condições decorrerem, com o novo voto eletrónico que não inspira confiança.

Neste momento o Vieira está indeciso se vai pedir ao técnico de informática se quer ganhar com 85-90% ou de 90-95% dos votos, vai aguardar mais uns tempos.

tripiatrik

  • Velha Glória
  • *****
  • Guarda/Lisboa
  • Mensagens: 4531
  • Hoje às 12:56
No ano do Penta, um feito rarissimo na historia de um clube, inedito na nossa, seras eternamente recordado como o homem que cagou em cima dele.

Ele será é eternamente recordado por ter dado um inédito tetra ao Benfica pela maioria dos adeptos/sócios. A culpa de não sermos penta nunca será dele, será sempre pelas campanhas dos emails, das ameaças aos árbitros, etc etc...

helderrocha

  • Eusébio
  • ******
  • Paredes
  • Mensagens: 18257
  • Hoje às 13:05
No ano do Penta, um feito rarissimo na historia de um clube, inedito na nossa, seras eternamente recordado como o homem que cagou em cima dele.

Ele será é eternamente recordado por ter dado um inédito tetra ao Benfica pela maioria dos adeptos/sócios. A culpa de não sermos penta nunca será dele, será sempre pelas campanhas dos emails, das ameaças aos árbitros, etc etc...

explica lá que tem isso a ver com o não reforço da equipa, com o "se tivermos de abdicar de um titulo pelas finanças , abdicamos"? é que nao vejo qualquer ligação entre essas campanhas e o importante que é  dar as melhores condições.

alguem que vende três jogadores importantes da defesa, anda a brincar aos GR aos defesas direitos, vai em 4 anos sem contratar o substitudo de enxo, troca mitro por seferovic, nao quer certamente ganhar. isto num ano em que só o primeiro tem acesso direto à champions

Motörhead

  • Velha Glória
  • *****
  • Mensagens: 4871
  • We are Motörhead, and we play rockin' fuckin' roll
  • Hoje às 13:06
No ano do Penta, um feito rarissimo na historia de um clube, inedito na nossa, seras eternamente recordado como o homem que cagou em cima dele.

Ele será é eternamente recordado por ter dado um inédito tetra ao Benfica pela maioria dos adeptos/sócios. A culpa de não sermos penta nunca será dele, será sempre pelas campanhas dos emails, das ameaças aos árbitros, etc etc...

explica lá que tem isso a ver com o não reforço da equipa, com o "se tivermos de abdicar de um titulo pelas finanças , abdicamos"? é que nao vejo qualquer ligação entre essas campanhas e o importante que é  dar as melhores condições.

alguem que vende três jogadores importantes da defesa, anda a brincar aos GR aos defesas direitos, vai em 4 anos sem contratar o substitudo de enxo, troca mitro por seferovic, nao quer certamente ganhar. isto num ano em que só o primeiro tem acesso direto à champions
Acho que ele tava ironico. Acho eu...

Gonsantos

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 446
  • Hoje às 13:07
Temos tudo para ser pentabetão ainda

Phuket

  • Velha Glória
  • *****
  • Mensagens: 5176
  • É o regresso do Benfica ao período JJ.
  • Hoje às 13:11
Antes de olharmos para fora, é muito importante aprender com os erros que cometemos dentro do nosso clube.

Andamos anos e anos a justificar as derrotas com arbitragens, com o Apito Dourado, etc. até que investimos num bom treinador (JJ) e em bons jogadores ( Saviola, Cardozo, Di Maria, Ramires, Javi Garcia, Witsel, Aimar, Jonas, etc.). Só com bons planteis e com um bom treinador se consegue vencer títulos.

Enquanto andarmos entretidos com processos em tribunal, com denúncias anónimas, preocupados com o que dizem e escrevem os nossos rivais, andamos entretidos, andamos a depauperar a equipa principal, andamos a carregar em demasia a pressão nos jogadores da formação que vão parar ao plantel principal.

Cada vez mais, quem ganha o campeonato distancia-se dos restantes clubes, uma vez que joga na Champions e os prémios monetários são cada vez maiores.

Parem (toda a gente no Benfica) de andar entretidos com o que vem nos jornais e apliquem-se (direção) a reforçar verdadeiramente o plantel principal com jogadores de qualidade comprovada.

Na próxima época a campanha para distrair a direção do Benfica com casos judiciais VAI continuar, até que fechem as inscrições de jogadores para a próxima época desportiva. Estes processos que sejam discutidos em tribunal, a direção que se concentre em reforçar o plantel com jogadores de qualidade.

iloy

  • Eusébio
  • ******
  • paris
  • Mensagens: 21925
  • Hoje às 13:12
O mais problemático è que muitos benfiquistas são descontentes e não há nada que chega a direção para mostrar a insatisfação dos adeptos

tokyo_trash_baby

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 28
  • Hoje às 13:30
Bandido!