Vitor Paneira

Nome completo
Vitor Manuel da Costa Araújo (Paneira)
Número
7
Peso
70
Altura
177
País
Portugal
Naturalidade
Calendário (Portugal)
Data de nascimento
1966-02-16
Periodo no Benfica

1988 - 1995

Estatísticas

Oficiais Não Oficiais
Jogos Minutos Golos Cartões (A./V.) Jogos Golos
Total 289 24236 44 44 9
Seniores > 1988/1989 > SL Benfica 40 3443 2 0 / 0 6 0
 
Campeonato Nacional 32 2830 1 0 / 0 0 0
Taça de Portugal 4 321 1 0 / 0 0 0
Taça Uefa 4 292 0 0 / 0 0 0
Amigáveis 0 0 0 0 / 0 6 0
Seniores > 1989/1990 > SL Benfica 38 3296 4 1 / 0 8 2
 
Campeonato Nacional 26 2236 3 1 / 0 0 0
Taça de Portugal 2 180 1 0 / 0 0 0
Taça dos Campeões Europeus 8 700 0 0 / 0 0 0
Supertaça 2 180 0 0 / 0 0 0
Amigáveis 0 0 0 0 / 0 8 2
Seniores > 1990/1991 > SL Benfica 41 3642 10 3 / 0 8 2
 
Campeonato Nacional 36 3211 9 2 / 0 0 0
Taça de Portugal 3 251 1 0 / 0 0 0
Taça Uefa 2 180 0 1 / 0 0 0
Amigáveis 0 0 0 0 / 0 8 2
Seniores > 1991/1992 > SL Benfica 44 3780 3 2 / 0 8 3
 
Campeonato Nacional 29 2480 0 1 / 0 0 0
Taça de Portugal 5 385 2 0 / 0 0 0
Taça dos Campeões Europeus 8 735 1 1 / 0 0 0
Supertaça 2 180 0 0 / 0 0 0
Amigáveis 0 0 0 0 / 0 8 3
Seniores > 1992/1993 > SL Benfica 43 3413 12 0 / 1 9 2
 
Campeonato Nacional 28 2167 6 0 / 1 0 0
Taça de Portugal 6 507 2 0 / 0 0 0
Taça Uefa 8 656 4 0 / 0 0 0
Supertaça 1 83 0 0 / 0 0 0
Amigáveis 0 0 0 0 / 0 9 2
Seniores > 1993/1994 > SL Benfica 45 3843 8 5 / 1 3 0
 
Campeonato Nacional 32 2852 6 5 / 1 0 0
Taça de Portugal 3 152 1 0 / 0 0 0
Taça das Taças 8 704 1 0 / 0 0 0
Supertaça 2 135 0 0 / 0 0 0
Amigáveis 0 0 0 0 / 0 3 0
Seniores > 1994/1995 > SL Benfica 38 2819 5 3 / 0 2 0
 
Campeonato Nacional 24 1737 3 3 / 0 0 0
Taça de Portugal 4 287 1 0 / 0 0 0
Liga dos Campeões 8 620 0 0 / 0 0 0
Supertaça 1 90 1 0 / 0 0 0
Supertaça 1 85 0 0 / 0 0 0
Amigáveis 0 0 0 0 / 0 2 0

Títulos

Primeiro jogo

Excelsior 0 - 0 SL Benfica

Ter, 2 Agosto, 1988

SL Benfica: Silvino, Veloso, Garrido, Mozer, Álvaro Magalhães, Vitor Paneira, Ademir, Hernâni, Hajri, Chalana, Magnusson
Treinador: Toni

Último jogo

Vitória Setúbal 2 - 0 SL Benfica

Qua, 12 Abril, 1995

Estádio do Bonfim, Setúbal ,

SL Benfica: Preud'homme, Paulo Madeira, Paulo Pereira, Hélder, Dimas, Paulo Bento, Vitor Paneira, João Pinto, Nelo (Caniggia [70m]), Edílson, Isaías
Treinador: Artur Jorge

14216 - Tópico: Vítor Paneira, o Mestre da Finta Curta  (Lida 161170 vezes)

Pedro Neto

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 38422
  • 03 de Janeiro de 2007, 00:30

 
   
Nome Completo: VITOR Manuel da Costa Araújo "PANEIRA"
Posição: Extremo Direito
Nacionalidade: Português (Internacional A)
Data de Nascimento: 16-02-1966
Número da Camisola: 7
Pé Preferido: Direito



Épocas ao serviço do Benfica: 7
Total de Jogos pelo Benfica: 288
Total de Golos pelo Benfica: 44
Títulos pelo Benfica:
3 Campeonatos Nacionais (1988/89, 1990/91, 1993/94)
1 Taça de Portugal (1992/93)
1 Supertaça (1989/90)


1988/1989
Jogos: 40
Golos: 2 (1 na Liga)

1989/1990
Jogos: 38
Golos: 4 (3 na Liga)

1990/1991
Jogos: 41
Golos: 10 (9 na Liga)

1991/1992
Jogos: 44
Golos: 3 (0 na Liga)

1992/1993
Jogos: 43
Golos: 12 (6 na Liga)

1993/1994
Jogos: 45
Golos: 8 (6 na Liga)

1994/1995
Jogos: 37
Golos: 5 (3 na Liga)
« Última modificação: 09 de Janeiro de 2015, 15:17 por Shoky »

franciscoafonso

  • Eusébio
  • ******
  • Barreiro
  • Mensagens: 55255
  • 03 de Janeiro de 2007, 12:50
Benfica 5-2 Boavista | Taça de Portugal 1992/93 - Final








Benfica 2-1 Steaua | Liga dos Campeões 1994/95 - Fase de Grupos


Benfica 2-1 Sporting | Campeonato 1989/90


Benfica 3-1 Feirense | Campeonato 1989/90


Famalicão 1-5 Benfica | Campeonato 1993/94


Benfica 1-0 V. Setúbal | Campeonato 1994/95


Benfica 2-0 Beira-Mar | Campeonato 1994/95

« Última modificação: 28 de Dezembro de 2013, 21:58 por Shoky »

ZéManel

  • Iniciado
  • *
  • Barreiro
  • Mensagens: 209
  • 03 de Janeiro de 2007, 12:58
Vítor Manuel da Costa Araújo. Calendário, Vila Nova de Famalicão. 16 de Fevereiro de 1966. Médio.
Épocas no Benfica: 7 (88/95). Jogos: 289. Golos: 44. Títulos: 3 (Campeonato Nacional), 1 (Taça de Portugal) e 1 (Supertaça).
Outros clubes: Famalicão, Vizela, Vitória de Guimarães e Académica. Internacionalizações: 44.


Foi um jogador às direita. Na direita. Pelo lado direito das coisas. Descoberto no Norte, em Famalicão, escondido dos principais holofotes. Vítor Paneira chegou ao Benfica e não tardou a impor-se. Era rei do corredor direito, assim numa espécie de monarquia absoluta. Naquela faixa do rectângulo, divertia-se e contagiava. Bem pode a paternidade reivindicar de alguns trechos do melhor futebol que se viu no Benfica dos anos mais recentes.

Cedo integrou um forte conjunto de jogadores. Talvez começasse temeroso, naquele 88/89, no meio de vice-campeões da Europa. Miraculado ou quase, à terceira jornada do Nacional, presença cativaria no onze, para nunca mais perder a confiança dos treinadores. Sagrou-se campeão nacional na primeira temporada em que usou acessórios vermelhos.

Mais dois títulos haveria de obter, em 90/91 e 93/94, com quase meia centena de golos apontados nos jogos oficiais.

Faltou a Vítor Paneira disputar a fase final de um Europeu ou de um Mundial. Mesmo assim, contabilizou 44 internacionalizações, tendo até vencido metade das partidas em que participou. Já a nível do clube, mesmo sem ter levantado uma Taça europeia, interveio na final dos Campeões, em 89/90, frente ao poderoso Milan (0-1), chegando ainda à meia-final da Taça dos Vencedores das Taças, em 93/94, ante o Parma, com uma grande penalidade falhada e porventura decisiva. Já a Taça de Portugal e a Supertaça Cândido de Oliveira foram outros troféus que haveria de conquistar.



Vítor Paneira não era, como se diz na gíria, um goleador. Competia-lhe desbravar, isso sim, os melhores caminhos, encurtando espaço e tempo. Para o efeito, socorria-se de um drible precioso e também desconcertante, de assistências geométricas e também fatais, de cruzamentos preciosos e também eficazes. Convidava ao golo, avolumando sempre o caudal ofensivo da equipa. Formou com Rui Costa, Paulo Sousa e Paulo Futre o último meio-campo do Benfica de dimensão mundial. Mas também marcou o ritmo da intermediária, valorizando, até por emulação, os recortes técnicos de Elzo, Valdo, Jonas Thern, Kulkov ou Izaías. Da mesma forma, muito lhe ficaram a dever finalizadores com o instinto de Vata, Magnusson, César Brito, Rui Águas ou Yuran.

À sagacidade que sempre patenteou ficou-lhe também muito a dever o Benfica. E porque é norma da casa, já lá vão cem anos, respeitar quem a (bem) serviu, Vítor Paneira sabe que o clube lhe reservou um lugar na galeria dos mais brilhantes.


Tópico: Memorial Benfica, Glórias
Autor: Ednilson
Link: http://serbenfiquista.com/forum/index.php?topic=22362.225
« Última modificação: 24 de Novembro de 2013, 02:48 por Shoky »

VitorPaneira7

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 11653
  • 03 de Janeiro de 2007, 20:22
Quando me lembro da sua jogada preferida fintava 1,2 e ia linha e uma assistência. O melhor jogo que vi ele fazer foi contra a Juventus quando marcou 2 golos a uma equipa que pontificava o muro alemão Kohler e estrelas como Moller e Roberto Baggio.

Pedro Neto

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 38422
  • 03 de Janeiro de 2007, 21:13
Habitualmente não costumo nem gosto muito de fazer publicidade mas fica o meu mais recente texto sobre um hipótetico Dream Team do Benfica.

Vítor Paneira é a minha escolha para extremo-direito, o texto ilustra a sua brilhante carreira:
http://encarnados.blogspot.com/2007/01/dream-team-parte-ix-vtor-paneira.html

Podem ver as restantes escolhas, até ao momento, aqui:
http://encarnados.blogspot.com/2006/06/dream-team-encarnado.html

Quando me lembro da sua jogada preferida fintava 1,2 e ia linha e uma assistência. O melhor jogo que vi ele fazer foi contra a Juventus quando marcou 2 golos a uma equipa que pontificava o muro alemão Kohler e estrelas como Moller e Roberto Baggio.

Falo desse jogo no texto, revi-o há pouco tempo na RTP Memória... acrescento que na Juventus jogavam ainda Vialli e Ravanelli, para além do Peruzzi.
« Última modificação: 16 de Agosto de 2008, 15:27 por Shoky »

VitorPaneira7

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 11653
  • 03 de Janeiro de 2007, 22:34
Quando me lembro da sua jogada preferida fintava 1,2 e ia linha e uma assistência. O melhor jogo que vi ele fazer foi contra a Juventus quando marcou 2 golos a uma equipa que pontificava o muro alemão Kohler e estrelas como Moller e Roberto Baggio.

Falo desse jogo no texto, revi-o há pouco tempo na RTP Memória... acrescento que na Juventus jogavam ainda Vialli e Ravanelli, para além do Peruzzi.
a 2ª mão , tinha eu 9 anos, em que perdemos por 3-0 foi a primeira vez que chorei pelo Benfica  :( nunca tinha visto o Benfica perder por tantos.

Bakero

  • Capitão
  • ****
  • Odivelas
  • Mensagens: 4228
  • memoriagloriosa.blogspot
  • 04 de Janeiro de 2007, 09:01
Quando me lembro da sua jogada preferida fintava 1,2 e ia linha e uma assistência. O melhor jogo que vi ele fazer foi contra a Juventus quando marcou 2 golos a uma equipa que pontificava o muro alemão Kohler e estrelas como Moller e Roberto Baggio.

Falo desse jogo no texto, revi-o há pouco tempo na RTP Memória... acrescento que na Juventus jogavam ainda Vialli e Ravanelli, para além do Peruzzi.
a 2ª mão , tinha eu 9 anos, em que perdemos por 3-0 foi a primeira vez que chorei pelo Benfica  :( nunca tinha visto o Benfica perder por tantos.

Oh, mas e aquele primeiro golo da Juventus? Com o Köhler a fazer evidente falta sobre o Silvino e o árbitro a nada marcar. Logo aos 5 minutos! Depois claro, apanhados a vencer os Italianos são fortíssimos! E aquela Juventus era implacável...
 Li num livro qq, que o Toni disse na altura que "alguém ajudou a velha senhora a atravessar a estrada..."  :knuppel2:

Bola7

  • Eusébio
  • ******
  • San Sebastian
  • Mensagens: 122156
  • Perdido no limbo do serbenf
  • 05 de Janeiro de 2007, 14:18
excelente...apenas um nódoa...apagou-se cedo...gostava muito d tintol...

CorDeSang2

  • Velha Glória
  • *****
  • Mensagens: 5401
  • 05 de Janeiro de 2007, 17:34
Sem querer estar a destoar, ao Vítor Paneira, sempre o vi mais como um médio direito completo do que propriamente como um extremo, apesar de ele fazer o trabalho de extremo muito bem, claro.

Mas ele não era só um jogador de ataque, tinha um trabalho importante na construção do jogo a meio-campo.

saudações benfas

SLsinde

  • Sénior
  • ****
  • ermesinde
  • Mensagens: 1433
  • 08 de Janeiro de 2007, 20:15
boas pessoal. axo este genero de topicos mt bom. em relaçao ao Paneira, posso dizer k era dos meus jogadores favoritos. excelente medio direito, com grandes capacidades e fundamentalmente um apaixonado pelo clube. mt bom.

fidelito

  • Capitão
  • ****
  • MARISOL
  • Mensagens: 3023
  • 11 de Janeiro de 2007, 19:55
o melhor ponta direito que vi jogar no benfica...  simples e eficaz

Ry

  • Iniciado
  • *
  • Lisboa
  • Mensagens: 46
  • Sócio: 12308
  • 12 de Janeiro de 2007, 22:44
Para além de um excelente extremo direito, perdeu-se (com as trapalhadas do Artur Jorge e do presidente Damásio) um bom capitão de equipa, que personificava um espírito conquistador e tinha experiência de anos gloriosos do clube.

Tive muita pena que tivesse saído do Benfica pela porta pequena, com muito ainda para dar.

Ry
<a href="http://antiantibenfica.blogspot.com">Anti-anti-Benfica</a>

Aveiro_boy

  • Sénior
  • ****
  • Aveiro
  • Mensagens: 1578
  • Sócio: 116375
  • 13 de Janeiro de 2007, 19:29
Tive a sorte de ver jogar o Paneira,todos diziam que ele tinha sempre a mesama finta...mas ninguem a apanhava.  :D
Podia,devia e merecia acabar a carreira no benfica...mas foi DISPENSADO....ainda me lembro quando veio á Luz é 1ª vez com a camisola do guimaraes e foi assobiado sempre que tocava na bola...no final do jogo as lágrimas cairam-lhe pela cara abaixo...Muito injusto...(tal como os assobios ao Joao Pinto)...A memoria nao pode ser tao curta principalmente com quem nos deu tanto.  ;)

Bleach

  • Eusébio
  • ******
  • Agualva
  • Mensagens: 31095
  • VAMOS BENFICA
  • 22 de Janeiro de 2007, 10:01
o paneira foi um dos meus idolos.. :)
mistica , raça , tecnica...e parecia que aparecia sempre nos grandes jogos..

Lampiao2000

  • Sénior
  • ****
  • Amadora
  • Mensagens: 1870
  • 24 de Janeiro de 2007, 23:10
Lembro-me que nesse jogo contra a Juventus, em que o Paneira marca 2 golos, o treinador da Juve disse que não conseguia compreender como é que o pior jogador do Benfica (na altura) conseguia marcar 2 golos à sua Juve.