Country
Suécia

Thern

Nome completo
Jonas Magnus Thern
Número
8
Peso
82
Altura
182
Naturalidade
Falköping
Data de nascimento
1967-03-20
Periodo no Benfica

1989 - 1992

Primeiro jogo

Vitória SC 1 x 1 SL Benfica

Sábado, Agosto 26, 1989 - 01:00

Estádio Municipal, em Guimarães ,

SL Benfica: Silvino, Veloso, Samuel, Paulinho, Fonseca, Vitor Paneira, Thern, Ademir (Vata [77m]), Abel Campos (Lima [38m]), Magnusson, César Brito
Coach: Eriksson
Golos: Magnusson (49)

Último jogo

SL Benfica 1 x 1 Salgueiros

Domingo, Maio 17, 1992 - 01:00

Estádio da Luz, em Lisboa ,

SL Benfica: Neno, Veloso (José Carlos [45m]), William, Paulo Madeira, Schwarz, Vitor Paneira, Thern, Paulo Sousa, Isaías, Yuran, Rui Águas (Magnusson [52m])
Coach: Eriksson
Golos: Isaías (80)

Títulos

Notícias relacionadas

Nenhum item encontrado

29445 - Tópico: Jonas Thern  (Lida 25801 vezes)

Slb-Ag

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 37717
  • 03 de Agosto de 2008, 16:08
 
 
Nome Completo: Jonas Magnus THERN
Posição: Médio Defensivo
Nacionalidade: Sueco (Internacional A)
Data de Nascimento: 20-03-1967
Número da Camisola: 6
Pé Preferido: Direito



Épocas ao serviço do Benfica: 3
Total de Jogos pelo Benfica: 101
Total de Golos pelo Benfica: 10
Títulos pelo Benfica:
1 Campeonato Nacional (1990/91)
1 Supertaça (1989/90)


1989/1990
Jogos: 33
Golos: 3 (2 na Liga)

1990/1991
Jogos: 26
Golos: 4 (4 na Liga)

1991/1992
Jogos: 42
Golos: 3 (2 na Liga)
« Última modificação: 30 de Outubro de 2013, 04:49 por Shoky »

slbenfica_croft

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 64111
  • 03 de Agosto de 2008, 16:33
Derry City 1-2 Benfica | Taça dos Campeões Europeus 1989/90 - 1ªEliminatória (1ªMão)


Braga 0-4 Benfica | Campeonato 1989/90


Benfica 4-0 Paços de Ferreira | Campeonato 1991/92

« Última modificação: 07 de Agosto de 2013, 15:56 por Shoky »

Manel dos Anzois

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 15225
  • 03 de Agosto de 2008, 16:40
Jonas Magnus Thern. Falkoping, Suécia. 20 de Março de 1967. Médio.
Épocas no Benfica: 3 (89/92). Jogos: 101. Golos: 10. Títulos: 1 (Campeonato Nacional) e 1 (Supertaça).
Outros clubes: Malmoe, Zurique, Nápoles, Roma e Rangers. Internacionalizações: Suécia.



Tempos houve em que a Suécia era uma espécie de segunda pátria do Benfica. A influência de Sven-Goran Eriksson, a sua erudição, o alto rendimento dos jogadores que apadrinhou no clube, numa torrente iniciada com Stromberg, transformaram aquele país do Norte da Europa numa referência obrigatória para a nação benfiquista. Na época de 89/90, a par de Magnusson, a equipa recepcionou Jonas Thern, um centrocampista de 21 anos, internacional sueco. À Luz se fez com uma miríade de sonhos.

Depressa virou menino-bonito da plateia. No seu jeito grave, excitante. O ímpeto e o fôlego eram as melhores vias de acesso ao diploma da fama. Até porque com Jonas Thern o jogo era coisa sagrada. Tinha no bolso a chave da fortaleza, mas também o plano de ataque ao território adversário.

O meio-campo do Benfica dependia em larga medida do jogador sueco. Mesmo com Valdo. Mesmo com Rui Costa. Mesmo com Kulkov ou Paulo Sousa. Na primeira época, fez o pleno até à chegada a Viena, palco da final da Taça dos Campeões. Perdeu o titulo europeu, é certo, mas frente ao AC Milan, à época a melhor esquadra mundial. Na segunda temporada, conquistou o titulo português, num dramático mano-a-mano com o FC Porto e um espectacular triunfo nas Antas. À terceira jejuou, mas 42 jogos dão bem conta de quão imprescindível era.



Foras três anos rápidos, demasiados rápidos. Sempre na liça, sempre também na equipa nacional sueca. Rumou a Itália, a troco de muitas liras, estabelecendo-se durante cinco temporadas, primeiro no Nápoles e depois na defesa de um dos dois mais representativos emblemas romanos, a AS Roma. Em 1999, no Glasgow Rangers, ao lado de Paul Gascoine e Brian Laudrup, foi forçado a renunciar, após intricada lesão.

No flashback benfiquista, o nome de Jonas Thern surge com naturalidade absoluta. Entrou a sonhar, bebeu saber na fonte da Luz, saiu no patamar maior da consideração colectiva.


Tópico: Memorial Benfica, Glórias
Autor: Ednilson
Link: http://serbenfiquista.com/forum/index.php?topic=22362.195
« Última modificação: 24 de Abril de 2013, 14:09 por Shoky »

ILLEGAL

  • Sénior
  • ****
  • Mensagens: 1332
  • Classe
  • 06 de Agosto de 2008, 09:13
Grande jogador...era com cada bomba que a baliza até abanava  :slb2:

KRF

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 315218
  • 06 de Agosto de 2008, 09:23
Que jogador fantástico.. foi sem dúvida um dos melhores senão o melhor sueco que passou pelo Glorioso.

 :clap1: :clap1:

JTLampiao

  • Júnior
  • ***
  • Santarém
  • Mensagens: 795
  • Ser Benfiquista é ter na alma a chama imensa
  • 06 de Agosto de 2008, 09:29
Um senhor dentro e fora do campo foi sem duvida dos melhores jogadores que passaram pelo glorioso.

 :bow2:  :bow2:  :bow2:  :bow2:  :bow2:  :bow2:


Shoky

  • Colaborador
  • ******
  • Mensagens: 188662
  • 17 de Agosto de 2008, 15:50
Jonas Thern (Värnamo, 20 de Março de 1967) foi um jogador futebol sueco e actuava como médio defensivo. Era um jogador de grande classe e tinha como pontos fortes o sentido posicional e a sua visão de jogo.

Nascido e criado na pequena e rural cidade de Värnamo no sul da Suécia, desde cedo treinou com grande determinação que viria a fazer dele um dos maiores estrategas de sempre do futebol da Suécia.

A sua carreira profissional começou em 1985 no Malmö FF, clube que representou durante 4 anos. Em 1989, ganhou a Bola de Ouro enquanto melhor jogador do ano na Suécia.

Dali, lançar-se-ia numa brilhante carreira na Europa, onde viria a jogar no SL Benfica (1989-92), Nápoles (1992-94), AS Roma (1994-97) e Glasgow Rangers (1997-99)

Pela selecção nacional do seu país, jogou no Campeonato Mundial de Futebol de 1990 e no Campeonato Europeu de Futebol em 1992. Venceu uma medalha de bronze pelo terceiro lugar conquistado pela Suécia no Campeonato Mundial de Futebol de 1994, disputado nos EUA.

Tem ocupado o seu tempo ultimamente enquanto treinador do Halmstads BK (da primeira divisão sueca) e dirige o seu próprio hotel em Värnamo. Ele também trabalha como comentarista e, às vezes, como professor.
in wikipedia.org
 :clap1:

Elvis the Pelvis

  • Eusébio
  • ******
  • This thorn in my side is also from a tree i've planted, it tears me and i bleed...
  • Mensagens: 47764
  • 18 de Agosto de 2008, 13:30
Grande médio centro. :bow2:

cervejas

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 141
  • 21 de Agosto de 2008, 20:39
 :smitten:

nucleopn

  • Iniciado
  • *
  • Eu Amo o Benficaaaaaa
  • Mensagens: 2105
  • 08 de Setembro de 2008, 00:33
tenho mta pena q os miudos mais novos n tenham tido a possibilidade de ver tao grandes artistas q o SLB ja teve...eu vi-os, enquanto pequeno...mas,numa altura em q n falhava jogo nenhum (nem fora!)

e ...ficaram p sp no meu coraçao...

JONAS THERN É UM DELES

Allen76Iverson3

  • Iniciado
  • *
  • "I always feel the only person who can stop me is myself,"
  • Mensagens: 511
  • 16 de Setembro de 2008, 10:20
Que jogador meus amigos!!! Que meio campo com Thern, Paulo Sousa e Valdo!!!!!!

(nem sempre jogavam os 3, pois jogavamos mais em 4-4-2...mas quando jogavamos em 3-5-2 jogavam os 3)

Bola7

  • Eusébio
  • ******
  • San Sebastian
  • Mensagens: 122158
  • Perdido no limbo do serbenf
  • 18 de Setembro de 2008, 14:58
bom jogador mas muito atreito a lesões...e o malandro não quis renovar para sair pelo minimo...

Marafado

  • Iniciado
  • *
  • A liberdade de cada um termina onde começa a liberdade do próximo!
  • Mensagens: 24511
  • AKA LOUCO POR TI
  • 18 de Setembro de 2008, 15:33
Grande médio centro.

Um todo-o-terreno de grande técnica e classe individual.

Jonex

  • Capitão
  • ****
  • "E pluribus unum"-Vere BENFICA sanguis meus
  • Mensagens: 4131
  • 21 de Setembro de 2008, 13:37
A ele devo a minha alcunha desde os meus 8 anos até hoje! Por isso posso dizer que foi um jogador que me marcou.

Corrosivo

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 19735
  • 22 de Setembro de 2008, 11:13
bom jogador mas muito atreito a lesões...e o malandro não quis renovar para sair pelo minimo...

é verdade, aí ele foi um bocado sacana