Sp. Covilhã 1 - 1 SL Benfica B

  • Futebol
  • Equipa B
  • 2020/2021
  • Segunda Liga
Submetida por Ruud em Dom, 09/06/2020 - 11:09
Competição
Data
Dom, 10 Janeiro, 2021, 15:00
Estado
Realizado
Transmissão televisiva
SPORTTV1

Consistência, entrega, intensidade e final imerecido

Nem o frio, nem o vento forte impediram o Benfica B e o SC Covilhã de demonstrar futebol de alta qualidade na 15.ª jornada da II Liga.

Apesar das condições climatéricas, houve vários ingredientes dignos de uma boa partida de futebol. Entrega, compromisso, intensidade e um resultado imerecido para o Benfica B. As águias sofreram o golo do empate (1-1) aos 90'+5', diante do SC Covilhã na 15.ª jornada da II Liga.

frio, característico da zona, e o vento forte que soprava à flor do relvado corroboravam o início de jogo das duas equipas. Momentos iniciais de tranquilidade e encaixe de esquemas táticos. A primeira ocasião de golo, que surgiu aos 7', pertenceu ao conjunto da casa. O cruzamento largo, aparentemente inofensivo, de Jean Filipe mudou a trajetória e enganou Svilar. O guardião encarnado viu o esférico a bater na barra da baliza e a sair para fora das quatro linhas. 

Benfica B, que jogava a favor do vento nesta primeira parte, assumiu as rédeas da partida e aos 17' podia mesmo ter inaugurado o marcador. Diogo Mendes combinou com Tiago Araújo em zona adiantada do terreno, a bola sobrou para Henrique Araújo e o madeirense, após tirar dois adversários do caminho com um bom jogo de pés, rematou em arco. O esférico passou perto do poste esquerdo, mas acabou por sair pela linha final. 

Aos 29', Joel Vital impediu a progressão de Henrique Araújo à entrada da área. O central do SC Covilhã foi admoestado com o cartão amarelo e o árbitro assinalou livre direto. Ronaldo Camará encarregou-se de bater o livre, disparou com firmeza, porém, a bola bateu na barreira e o perigo esfumou-se. Quatro minutos depois (33') houve dois cortes fulcrais que impediram o golo benfiquista... Depois de um livre batido por Paulo BernardoMorato ganhou nas alturas, colocou no segundo poste, mas Filipe afastou. Na sequência o esférico sobrou para Tiago Gouveia, o avançado foi até à linha de fundo, centrou, Henrique Araújo cabeceou, mas Filipe, no momento certo, estando posicionado alguns centímetros depois da linha de golo, voltou a cortar e acabou com o lance.

Em cima do apito do árbitro, o ponta de lança encarnado voltou a dispor de uma boa ocasião. Paulo Bernardo bateu o canto, do lado esquerdo, para a zona do primeiro poste e o avançado das águias apareceu na zona certa para cabecear, contudo, o esférico passou uns palmos acima do travessão. Ao intervalo: 0-0.

 

Três minutos decorridos da segunda parte, duas oportunidades de golo para o Benfica B. Os comandados de Nélson Veríssimo entraram com bastante vontade e por duas vezes que tentaram visar a baliza contrária. O primeiro foi Henrique Araújo, mas o seu cabeceamento, após cruzamento de Paulo Bernardo, saiu ao lado do poste esquerdo. Na jogada seguinte e após um excelente entrosamento entre os elementos mais avançados das águias, Tiago Araújo rececionou e, sem deixar a bola tocar no solo, disparou de pé esquerdo para fora. Aos 56'bom movimento ofensivo dos encarnadosHenrique Araújo assistiu Ronaldo Camará e o médio benfiquista, após retirar Jean Filipe da jogada, rematou forte para a intervenção de Léo Navacchio.

Aos 65', o Benfica B chegou ao tão merecido golo! Tiago Araújo avançou pelo flanco esquerdo, cruzou para o interior da área, Henrique Araújo ajeitou o esférico para Paulo Bernardo e depois... magia no Estádio Municipal José Santos Pinto. O médio encarnado, com uma grande finta, retirou o defesa contrário da frente, puxou a bola para o lado esquerdo e rematou para o lado contrário do movimento do guardião do SC Covilhã (0-1).

O rolo compressor das águias permanecia apesar do frio que se fazia sentir. Ronaldo Camará, aos 72', partiu para o lance individual, chegou à zona de tiro, puxou para o pé esquerdo e rematou ao poste esquerdo da baliza. Nélson Veríssimo optou por fazer a primeira substituição ao minuto 80Rafael Brito entrou para o lugar de Ronaldo Camará. Aos 84'Pedro Ganchas teve de sair por lesão. Tiago Araújo passou para lateral-esquerdo, posição que conhece bem e o treinador benfiquista ainda colocou Gerson Sousa dentro das quatro linhas. 

Aos 90'Luís Lopes e Fábio Baptista entraram para os lugares de Henrique Araújo e Tiago Gouveia. Era o tudo por tudo do SC Covilhã para chegar ao empate, contudo, o Benfica B, sólido na linha defensiva, ia afastando o perigo. Nota para dois cortes de Svilar e Morato, respetivamente. Aos 90'+5', os visitados chegaram ao tento. Cruzamento largo de Léo Cá e Areias, depois de se antecipar a João Ferreira, cabeceou para o fundo das redes adversárias. Resultado final: 1-1. Na próxima jornada (16.ª), o Benfica B recebe a Académica no Campo n.º 1 do Benfica Campus.

 

DECLARAÇÕES

Nélson Veríssimo (treinador do Benfica B): "Estamos tristes com o resultado, mas contentes com aquilo que foi a entrega, o compromisso e a intensidade que os nossos jogadores colocaram em campo. Chegámos à vantagem, tivemos situações em que podíamos ter dilatado o resultado. Na parte final já estávamos à espera que situações de bola no corredor lateral e respetivo cruzamento pudessem acontecer. Na maior parte dos momentos conseguimos contrariar esses lances. Faltou-nos, nessa altura, uma maior capacidade para reter a bola. A equipa esteve bem dentro daquilo que eram as condições do campo, do vento e também do grau de dificuldade que o SC Covilhã apresentou."

Paulo Bernardo (médio do Benfica B e homem do jogo): "Queríamos sair daqui com os três pontos. Começámos melhor o jogo, tivemos mais oportunidades na primeira parte, mas não conseguimos concretizar. Na segunda parte marcámos o golo e depois, na parte final, o pressing do SC Covilhã é normal. Tentámos manter o resultado, podíamos ter ampliado a vantagem, não o fizemos e na última oportunidade do jogo eles conseguiram empatar."

SC Covilhã-Benfica B, 1-1

FICHA  
Local Estádio Municipal José Santos Pinto
Onze do Benfica B Svilar, João Ferreira, Tomás Araújo, Morato, Pedro Ganchas (Gerson Sousa, 84'), Diogo Mendes, Ronaldo Camará (Rafael Brito, 80'), Paulo Bernardo, Tiago Gouveia (Fábio Baptista, 90'), Tiago Araújo e Henrique Araújo (Luís Lopes, 90')
Suplentes Leo Kokubo, Gonçalo Loureiro, Fábio Baptista (90'), Tomás Azevedo, Rafael Brito (80'), Gerson Sousa (84'), Zé Gomes e Luís Lopes (90')
Ao intervalo 0-0
Marcadores do Benfica Paulo Bernardo (65')
Boletim clínico Diogo Capitão (status pós-cirúrgico ligamentoplastia do cruzado anterior no joelho esquerdo); Jair Tavares (lesão muscular na coxa direita), Godfried Frimpong (lesão muscular na coxa esquerda); Branimir Kalaica (lesão muscular na coxa esquerda); Pedro Álvaro (lesão muscular na coxa direita); Daniel dos Anjos (miocardite aguda pós-infeção por COVID-19); Samuel Pedro (infetado com COVID-19) e Vukotic (em isolamento profilático)

 

Informação do Jogo: https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2021/01/10/futebol-equipa-b-jogo-sc-covilha-benfica-15-jornada-2-liga

Onze Inicial

Banco

Treinador

Momentos

Onze Inicial

Banco

Treinador

Momentos

Coming soon

Notícias relacionadas

Nenhum item encontrado