Sporting CP 3 - 3 SL Benfica

  • Futsal
  • Seniores
  • 2020/2021
  • Campeonato Nacional
Competição
Data
Sex, 27 Novembro, 2020, 21:30
Estado
Realizado
Transmissão televisiva
Canal 11

 

EMPATE EM DÉRBI DE EMOÇÕES!

 

O Benfica esteve sempre na dianteira, com o Sporting a anular a terceira desvantagem a 25 segundos do final (3-3). Tudo empatado no duelo entre rivais na 11.ª jornada da Liga Placard de futsal... tudo na mesma no topo da classificação.

 

 

Dérbi dos dérbis e em jogo estava a liderança isolada da Liga Placard de futsal. SL Benfica e Sporting CP mediram forças no Pavilhão João Rocha, numa partida intensa, que teve de tudo, e que terminou empatada: 3-3. Tudo igual no topo da geral...

 

Frente a frente, à entrada para esta partida, os eternos rivaislíderes da tabela classificativa, ambos com 30 pontos, fruto de um pleno de dez vitórias na competição. Ora, o mesmo que dizer que nesta noite era a liderança isolada da tabela classificativa que estava em quadra...

 

Na antevisão, o desejo foi claro, que fosse um grande espetáculo... e desde o apito inicial que os protagonistas colocaram essa ambição dentro das quatro linhas. Mesmo sem público nas bancadas (que falta faz!), emoção a rodos, com as duas formações a mostrarem o motivo pelo qual este é considerado um dos melhores dérbis do mundo.

 

Minuto inicial, e Afonso Jesus, com um bom remate, deu o mote... No minuto seguinte, o golo! Livre direto a castigar falta de Gonçalo Portugal, e Robinho, com um remate colocado e forte, fez o 0-1

 

 

Em vantagem muito cedo, o Benfica cerrou fileiras; do outro lado, a equipa de Nuno Dias reagiu com tudo. Dérbi "quentinho", agressividade q.b., intenso, veloz, com muitas faltas... o dérbi é mesmo assim!

 

Aos 5', grande oportunidade para as águias dilatarem, contudo, Jacaré disparou forte, mas por cima da trave, após uma belíssima jogada de entendimento do coletivo.

 

Do outro lado, resposta através de Cardinal e Alex Merlim, mas Roncaglio mostrou serviço!

 

A meio da primeira parte, mantinha-se o 0-1 para o Benfica, com as equipas a encaixarem na perfeição, a mostrarem muito estudo mútuo, numa partida taticamente muito interessante.

 

Aos 11', o empate. Contra-ataque dos verdes e brancos, com Taynan, em zona central, a não oferecer hipótese de defesa ao guardião dos encarnados: 1-1.

 

Ora, tudo empatado... e o jogo abriu! Ataque, contra-ataque, eis o mote da modalidade em quadra! Mais rapidez, duelos mais intensos, com o esférico a rondar perigosamente as duas balizas. 

 

Robinho e Chishkala tentaram a sorte de meia distância, mas a redondinha não quis. Não quis na altura, mas não teve hipótese de se negar aos 15 minutos!

 

Lance de laboratório, reposição de bola e Arthur, com um remate de ângulo praticamente impossível na esquerda, disparou para um golaço... Bem que merecia os aplausos das bancadas

 

 

Com 5 minutos para se jogar até ao descanso, o Benfica viu-se em vantagem (1-2), mas viu-se também tapado com cinco faltas.

 

Com 1minuto e 17 segundos para o intervalo, decisão muito polémica da equipa de arbitragem, com a mostragem do cartão vermelho direto a Chishkala, por cortar a bola com o braço, sem Roncaglio na baliza. Na sequência, Cardinal bateu o livre, mas a bola foi devolvida pelo ferro.

 

Com menos um em quadra, entreajuda, entrega e consistência, com as águias a guardarem a vantagem a sete chaves: 1-2.

 

Reatar, Benfica ainda em inferioridade numérica, mas a resolver bem! Em desvantagem, os anfitriões entraram com tudo, com a formação de Joel Rocha, muito inteligente com e sem bola, a suster os ímpetos do adversário e, em simultâneo, a ser muito perigosa.

 

Aos 22', Pauleta rematou ao poste, com Roncaglio a ser chamado nos lances seguintes, com os leões "a colocarem a carne toda no assador". Muito bem o guarda-redes do Benfica a negar o empate.

 

Grande jogo de futsal, duelos de alto gabarito... e as águias a atingirem a 4.ª falta aos 25 minutos de jogo... muito cedo!

 

Entrega total em quadra e cheirava a golo. Esteve muito perto Tayebi  e também Arthur, mas o marcador não mexeu. Merlim também tirou as medidas à baliza das águias, mas a bola saiu ao lado. 

 

 

Derradeiros dez minutos, Benfica em vantagem, mas tudo em aberto. Não há certezas no dérbi... e segundos apenas podem decidir. Assim foi!

 

Minuto 31, mais uma bola parada, canto, e João Matos rematou para o empate: 2-2. Desafio equilibrado, muita luta, disputa de cada lance como se do último se tratasse, e muitas oportunidades de golo. Mais um grande dérbi!

 

Cheirava a golo novamente e, aos 34', nova vantagem para o Benfica, com Tayebi, em mais um grande momento de futsal, a rematar para o 2-3.

 

Minutos finais impróprios para cardíacos, e não, não é cliché! Com o aproximar da fase decisiva do jogo, o Sporting deu tudo em quadra (apostando no 5x4), com o Benfica a responder com muita competência, classe e qualidade. 

 

A 25 segundos do fim, o empate, com João Matos, livre de marcação, a desviar para o 3-3 final na 11.ª jornada da Liga Placard de futsal.

 

Com este empate, no jogo 200 de Joel Rocha pelo Benfica no Campeonatotudo igual no topo da classificação geral, com Benfica e Sporting a dividirem a liderança da prova.

 

As águias tornam a entrar em quadra na próxima terça-feira, dia 1 de dezembro, com a receção, no Pavilhão Fidelidade, à formação do Leões de Porto Salvo.

 

DECLARAÇÕES

 

 

Joel Rocha (treinador do Benfica): "[Golo do empate sofrido nos últimos segundos] O resultado é o que é, o jogo tem 40 minutos, há muitos segundos para jogar e enquanto a buzina não toca ou o som do apito não se faz ouvir o jogo não acabou. Não podemos estar agora a repensar o que aconteceu. Certamente podíamos ter feito mais naquela situação como melhor noutras em zona de finalização. O jogo acaba por traduzir o equilíbrio no resultado entre as duas melhores equipas. O melhor ataque fez três golos, a melhor defesa sofreu três golos, as equipas continuam no topo da classificação. Foi um jogo que, tal e qual como um dérbi, teve momentos de supremacia de ambas as equipas e de frisson em cada baliza, teve lances de difícil ajuizamento, teve um pouco de tudo, com exceção dos nossos adeptos, de um pavilhão muito mais composto, mas espero que, para quem esteve em casa, tenha sido um início de noite, desportivamente falando, proveitoso. Quando estas equipas acabam empatadas, como foi o caso de hoje, mais uma vez é sinónimo de equilíbrio. Vamos analisar o jogo e continuar o nosso percurso. Este jogo é de um registo parcial da Liga Placard, que se traduz em 30 jornadas e pontos acumulados, e hoje somámos um, mas queríamos os três. Trabalhámos muito! Aproveito para, mais uma vez, dar os parabéns aos meus jogadores, pela organização, superação e solidariedade que tivemos durante todo o jogo. Defendemos uma inferioridade numérica durante dois minutos, a acabar a primeira parte e a iniciar a segunda, o que é sempre muito difícil, porque o intervalo permite, a quem está mais tranquilo, preparar algo, e nesse momento fomos muito fortes. E mesmo no 5 para 4 defensivo [na parte final do jogo], sem retirar mérito ao remate que dá o empate, acaba por ser um remate que, para nós que o sofremos, deixa um sentimento de alguma amargura. Mas agora nada mais do que aceitar o que foi o resultado, o que foi o jogo em si, olhar para ele do ponto vista da análise e seguir, porque na terça-feira temos mais um jogo da Liga Placard."

 

Robinho (capitão do Benfica): "Foi um grande jogo. É uma pena não termos vencido aqui, tivemos uma grande chance. Enfrentámos uma grande dificuldade com a expulsão [de Chishkala na primeira parte], mas mesmo assim a nossa equipa conseguiu superar tudo isso. Faltou-nos um pouco de sorte para alcançarmos um resultado melhor, mas o importante foi a equipa ter lutado do princípio ao fim. Só tenho de dar os parabéns à equipa pela luta até ao final."

 

 

FICHA DE JOGO

 

Local: Pavilhão João Rocha

 

Cinco inicial do Benfica: Diego Roncaglio, Afonso Jesus, Robinho, Hossein Tayebi e Ivan Chishkala

 

Suplentes: Fábio Cecílio (J), Tiago Brito (J), Arthur (J), Rafael Henmi (J), Nílson Miguel (J), André Sousa (NJ) e Jacaré (J)

 

Ao intervalo: 1-2

 

Marcadores do Benfica: Robinho (2'), Arthur (15') e Hossein Tayebi (34')

 

Informação do Jogo: https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2020/11/27/direto-futsal-benfica-jogo-sporting-11-jornada-liga-placard

 

Onze Inicial

Banco

Treinador

Momentos

Onze Inicial

Banco

Treinador

Momentos

Coming soon

Notícias relacionadas

Nenhum item encontrado