Benfica vence Rio Ave com golos de Mitroglou e Pizzi
Qui, 12/22/2016 - 09:34
Fonte
slbenfica.pt

Jogo a meio da semana - quarta-feira – numa hora complicada para quem trabalha – 18h00 –, mas, uma vez mais, os Benfiquistas responderam presente no apoio à equipa e preencheram as bancadas do Estádio da Luz (51.566 espectadores) em prol de um ambiente fantástico que se transferiu para o relvado e entusiasmou as 11 águias.

 

Excelente entrada do Benfica, a pressionar alto, com as linhas muito juntas sem permitir que o Rio Ave conseguisse sair em transições ou em futebol apoiado. Por outro lado, a turma da casa conseguia criar uma boa réplica ofensiva.

 

Os problemas começam a surgir logo aos seis minutos, com o grego Mitroglou a rematar de primeira ao lado. Estava dado o aviso para o que se seguiria. Dois minutos depois, lance polémico na área do Rio Ave. Gonçalo Guedes caiu num lance em que parece sofrer falta apesar do defensor vila-condense também ter tocado na bola. No seguimento do lance, Pizzi disparou para defesa de Cássio.

 

O Rio Ave, depois de quatro triunfos consecutivos, estava com problemas na Luz em explanar o seu futebol. Minuto 13 foi de sorte para o Benfica e de azar para o Rio Ave. Jogada de envolvimento e de insistência do Tricampeão, com o esférico a sobrar para Mitroglou que, em posição legal, inaugurou o marcador. O camisola 11 estava muito em jogo e no minuto 20 poderia ter bisado. Jogada individual com flexão da esquerda para o meio e remate com o pé direito. A estirada de Cássio evitou o “bis”.

 

A partir daqui viu-se mais a equipa liderada por Luís Castro. Sacudida a pressão Benfiquista, os vila-condenses começaram a mostrar-se com futebol apoiado, baseado no passe curto e diagonais entre jogo que tentava a largura e a profundidade. O Benfica recuou no terreno, mas não se desmontou e aos 41’ aumentou mesmo a contenda. Combinação entre Rafa e Pizzi, com este último a picar sobre Cássio. Ao intervalo, 2-0 na Luz.

 

Na segunda parte, as águias controlaram as incidências com bola e meio-campo adversário. Sem tirar os olhos da baliza contrária, aos 54’ Mitroglou poderia ter bisado, mas a equipa de arbitragem assinalou um fora de jogo inexistente. Respondeu o Rio Ave aos 65 minutos com um remate de Rúben Ribeiro que Ederson se opôs bem.

 

O Tricampeão Nacional fecha o ano na liderança isolada da Liga NOS, com 38 pontos. No dia 29 de dezembro há Taça da Liga frente ao Paços de Ferreira.

 

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com Ederson; Nélson Semedo, Luisão, Lindelöf, André Almeida; Fejsa, Pizzi, Rafa (Jonas, 66’), F. Cervi; Gonçalo Guedes (Carrillo, 83’) e Mitroglou (Raúl Jiménez, 75’).

 

http://www.slbenfica.pt/30/news/info/1Wtp1_tC2EeDejOuoJ0tOQ?language=pt-PT