Com instável trajetória, Alan Kardec vira o homem-gol do Palmeiras

Submetida por Blitzer em Dom, 09/22/2013 - 16:24

Nascido em Barra Mansa, no interior do Estado do Rio, Alan Kardec de Souza Pereira Júnior, 24, deu a volta por cima. E mais de uma vez.

Contratado sob desconfiança da torcida do Palmeiras, o atacante tem se consolidado como o homem-gol da equipe paulistana.

Hoje, o artilheiro retorna ao time após cumprir suspensão e é o trunfo contra o Sport no Pacaembu, pela Série B.

 Titular nos nove jogos anteriores, ele tem números superiores aos de Barcos, o último artilheiro de renome do ataque palmeirense.

Alan Kardec fez nove gols em 15 jogos. Tem média de 0,60 tento por partida contra 0,49 de Barcos, que foi vendido ao Grêmio no início deste ano e era muito admirado pela torcida.

Ok, Barcos disputou pelo Palmeiras a Série A, a Copa do Brasil e o Paulista enquanto Kardec jogou apenas a Série B e duas partidas da Copa do Brasil. Enfrentou menos dificuldades, portanto.

Mas, ainda assim, não deixa de ser um desempenho notável. "É o melhor início que já tive em um clube. É o que eu sonhava", afirmou Alan Kardec à Folha.

Revelado nas categorias de base do Vasco, Alan Kardec foi negociado com o Benfica, de Portugal, no final de 2009 após uma rápida passagem pelo Internacional, em que teve poucas chances de jogar.

"No Vasco, eu era muito novo e, por isso, alternava altos e baixos. São raros os jogadores que estouram tão jovens como o Neymar."

A instabilidade, contudo, não impediu que fosse convocado para a seleção brasileira sub-20.

Depois de uma temporada no Benfica, o atacante acabou sendo emprestado ao Santos em 2011, onde ficou menos de um ano.

No time português, recebeu valiosas orientações do técnico Jorge Jesus. "Foi um período importante para o meu amadurecimento."

No Santos, também se adaptou bem aos ensinamentos de Muricy Ramalho. "Mas faltou um entendimento entre o clube e o Benfica para que eu permanecesse", conta o atacante.

Após uma segunda passagem pelo time português, chegou ao Palmeiras em julho. Quem sabe o sucesso do jogador nos primeiros meses no clube possa interromper tamanho vaivém...

CENTENÁRIO

Antes de acertar com o Palmeiras, Alan Kardec teve propostas de equipes da Série A, como Atlético Paranaense e Coritiba. Porém, interessou-se mais pela oferta do Palmeiras para jogar a Série B.

"Escolhi o time pela história e acreditei no trabalho que está sendo feito. Além disso, em 2014, o Palmeiras vai inaugurar a arena", diz.

E não se esquece: "É o ano do centenário".

About player