Paula Rego encantanda com Jesus: «É muito bonito»

Fonte
http://www.maisfutebol.iol.pt/

Paula Rego encantanda com Jesus: «É muito bonito»

Pintora e treinador encontraram-se em Cascais, conversaram longamente e até trocaram abraços respeitosos: admiram-se mutuamente.

 

Paula Rego encantanda com Jesus: «É muito bonito»

Jorge Jesus foi um ilustre visitante na inauguração da exposição «1961: Ordem e Caos», uma mostra de quadros do início da carreira de Paula Rego.

Convidado pela Fundação D. Carlos, Jesus disse imediatamente que sim.

A pintora vive atualmente em Londres e viajou também de propósito para estar na inauguração da exposição, na Casa das Histórias, em Cascais.

Encontrou-se com Jorge Jesus, falou longamente com ele e até trocaram abraços respeituosos

«Sou do Benfica. O meu avô foi um dos sócios fundadores do Benfica. Gostei muito de ver o Jorge Jeus. Mas este encontro é muito inesperado. Nunca me passou pela cabeça encontrar-me com o treinador do Benfica», revelou.

«O treinador não é como um pintor porque tem de mandar nas pessoas. Mas gostei muito de ver o treinador do Benfica. É um homem muito bonito.»

Jorge Jesus andava encantado da vida. Visitou todos os quadros, ouviu as explicações da pintora, conversou com ela e até soltou algumas piadas.

Numa delas, por exemplo, ouviu um repórter dizer que lhe parecia que o treinador estava com cara de quem já se ia embora.

«Desculpe, o senhor disse que eu tenho cara de naif?» O repórter explicou que não, que tinha dito que parecia que ele estava com cara de quem queria ir embora. «Fez mal. Num ambiente artístico como este temos de utilizar um vocabulário mais elaborado», retribuiu Jesus a sorrir.

Pelo caminho elogiou a tarde diferente que Paula Rego lhe proporcionara.

«O que é importante hoje é que não é normal um treinador de futebol associar-se à arte. Mas o futebol também é arte», referiu.

«A minha aproximação à Paula Rego não foi pela pintura, mas sim pela criatividade e pela qualidade. Não que eu perceba muito de pintura, mas a Paula Rego tem um estilo próprio, com influências, é certo, e nesse aspeto é como eu: também tenho o meu estilo próprio. Identifico-me na forma como ela pinta.»

Jesus já tinha dito que tem semelhanças com o nome grande da pintura nacional.

«Ela estava a dizer-me que às vezes estava a pintar, inspirava-se e mudava tudo. Eu também sou assim, só que eu não posso mudar tudo porque trabalho com seres humanos.»

«O quadro da Maria, que eu falei, não está cá, mas continuo a pensar da mesma forma. Depois da conversa que tive com esta grande senhora, tenho a certeza que o que faz a diferença é a criatividade. Na pintura e no futebol.»

 

 

About player