Avançado, 71 anos
Portugal
Stats: 4 épocas, 4 jogos (92 minutos), 1 golo
Títulos: Campeonato Nacional (3)

42867 - Tópico: Nelinho  (Lida 12763 vezes)

gungunhana

  • Juvenil
  • **
  • Mensagens: 302
  • 31 de Maio de 2016, 12:25
Pelo que se dizia foi um dos "culpados" de levar o Vítor Baptista para a má vida.


Ele e o Barros, o Barros até chegou a estar com o Vitor na Policia Militar aquando da tropa...mais tarde também jogaram juntos (Barros e Vitor) no Boavista. O Barros era eu puto uma vez no meio de um jogo passou-se e começa a subir a vedação do lado do antigo 3º anel, para ir discutir com sócios que o estavam a "chatear". O Nelinho chegou a estar preso creio que por tráfico de droga.
Todos com talento para o jogo (Nelinho um extremo com uma rapidez finta e centros tremendos), (Barros era um defesa com um toque de bola e rapidez perfeita, podia jogar como central ou lateral), (Vitor Batista nem vale a pena falar... como ponta de lança ou médio era demais, na área demolidor, jogador de luta e finalização com os pés ou com a cabeça, como médio desde que tivesse a bola fazia tudo, levava, passava, rematava... enfim).

Tenho pena de não ter visto nenhum deles a jogar, ficam as recordações, obrigado pela partilha quem me contava muitas coisas desse tempo era o meu pai. Mas infelizmente já não o tenho cá para me maravilhar com as histórias desses tempos.


Era uma época de grandes jogadores, mesmo bons, o grande problema é que era tudo gente que tinha vindo de extractos sociais baixos, e num País em que o dinheiro era pouco, e em que a fama era restrita a muito poucos, ser jogador de futebol era demasiado para alguns "aguentarem". Era malta que estava muito controlada, pelos clubes,  que só através desse controlo iam conseguindo suster irreverências e faltas de profissionalismo, que não deveriam existir. O 25 de Abril veio com as totais liberdades adquiridas e tornou quase tudo numa desenfreada loucura! para os jogadores rebeldes e desejosos de dinheiro, fama, poder dentro das equipas, foi como que um abrir duma panela de pressão... è giro ver as caras e os tamanhos de cabelos dos jogadores do Benfica (por exemplo) em 72-73 e depois em 74-75.... Foi um periodo em que o nosso presidente de então disse que iriamos ganhar 9 campeonatos seguidos, pois bem, em 73-74 não ganhámos por soberba dos jogadores, o meu tio contou-me o que se passou com o despedimento de Hagan o treinador de então, e nunca, mas nunca na vida vou desculpar, Humberto, Toni e Simões, esse campeonato seria o tetra, que nuca tinhamos alcançado, depois ganhámos mais um tri e a seguir perdemos um Campeonato nas Antas a 8 minutos do fim terminando essa época invictos!... Mas nessa época o Benfica estava em desinvestimento e financeiramente estávamos muito mal, o que tambem se reflectiu desportivamente. Muita pena dessas 2 épocas (em especial 73-74), muita pena de jogadores de qualidade brutal terem desaproveitado o seu valor, muita pena que dirigentes pouco capazes tivessem tomado más opções e não continuassem a gerir com determinação jogadores que lá por serem "livres" , não deixavam de ser apenas jogadores e não dirigentes ou presidentes.... muita pena!

merlin

  • Sénior
  • ****
  • Parede
  • Mensagens: 2868
  • not great not terrible
  • 31 de Maio de 2016, 12:54
Pelo que se dizia foi um dos "culpados" de levar o Vítor Baptista para a má vida.


Ele e o Barros, o Barros até chegou a estar com o Vitor na Policia Militar aquando da tropa...mais tarde também jogaram juntos (Barros e Vitor) no Boavista. O Barros era eu puto uma vez no meio de um jogo passou-se e começa a subir a vedação do lado do antigo 3º anel, para ir discutir com sócios que o estavam a "chatear". O Nelinho chegou a estar preso creio que por tráfico de droga.
Todos com talento para o jogo (Nelinho um extremo com uma rapidez finta e centros tremendos), (Barros era um defesa com um toque de bola e rapidez perfeita, podia jogar como central ou lateral), (Vitor Batista nem vale a pena falar... como ponta de lança ou médio era demais, na área demolidor, jogador de luta e finalização com os pés ou com a cabeça, como médio desde que tivesse a bola fazia tudo, levava, passava, rematava... enfim).

Tenho pena de não ter visto nenhum deles a jogar, ficam as recordações, obrigado pela partilha quem me contava muitas coisas desse tempo era o meu pai. Mas infelizmente já não o tenho cá para me maravilhar com as histórias desses tempos.


Era uma época de grandes jogadores, mesmo bons, o grande problema é que era tudo gente que tinha vindo de extractos sociais baixos, e num País em que o dinheiro era pouco, e em que a fama era restrita a muito poucos, ser jogador de futebol era demasiado para alguns "aguentarem". Era malta que estava muito controlada, pelos clubes,  que só através desse controlo iam conseguindo suster irreverências e faltas de profissionalismo, que não deveriam existir. O 25 de Abril veio com as totais liberdades adquiridas e tornou quase tudo numa desenfreada loucura! para os jogadores rebeldes e desejosos de dinheiro, fama, poder dentro das equipas, foi como que um abrir duma panela de pressão... è giro ver as caras e os tamanhos de cabelos dos jogadores do Benfica (por exemplo) em 72-73 e depois em 74-75.... Foi um periodo em que o nosso presidente de então disse que iriamos ganhar 9 campeonatos seguidos, pois bem, em 73-74 não ganhámos por soberba dos jogadores, o meu tio contou-me o que se passou com o despedimento de Hagan o treinador de então, e nunca, mas nunca na vida vou desculpar, Humberto, Toni e Simões, esse campeonato seria o tetra, que nuca tinhamos alcançado, depois ganhámos mais um tri e a seguir perdemos um Campeonato nas Antas a 8 minutos do fim terminando essa época invictos!... Mas nessa época o Benfica estava em desinvestimento e financeiramente estávamos muito mal, o que tambem se reflectiu desportivamente. Muita pena dessas 2 épocas (em especial 73-74), muita pena de jogadores de qualidade brutal terem desaproveitado o seu valor, muita pena que dirigentes pouco capazes tivessem tomado más opções e não continuassem a gerir com determinação jogadores que lá por serem "livres" , não deixavam de ser apenas jogadores e não dirigentes ou presidentes.... muita pena!

A historia do Humberto, Toni e o próprio Nelinho(dele o meu pai nunca me falou mt bem), que na despedida do Eusébio fizeram corta mato numa das voltas ao campo. O Jimmy Hagan não achou piada nenhuma e multou os jogadores e tirou-os da convocatória, acabou por reconsiderar em relação à multa, mas era para continuar fora do jogo. O Borges Coutinho optou pelo partido dos jogadores e ordenou que jogassem, o Jimmy fez o que tinha a fazer bater com a porta, mas que foi muito penoso para nós.

gungunhana

  • Juvenil
  • **
  • Mensagens: 302
  • 31 de Maio de 2016, 13:34
O problema já vinha de trás. O pessoal não gostava dos métodos do Hagan, ele puxava muito no plano fisico, aqueles "ursos" estavam tão a leste do que acontecia naquela época no futebol que achavam que o fisico era coisa menor...Em 68 perdemos a Taça dos Campeões porque depois de acertar nos postes e falhar na cara do guarda redes, chegámos ao prolongamento e fomos trucidados fisicamente. EM 70 contrata-se Hagan por ser da escola inglesa e "apertar" no dominio fisico, mais que no técnico. O Ajax e depois o Bayern assumen o dominio do futebol, precisamente por deterem jogadores fortissimos fisicamente, e que podiam jogar em qualquer posição por terem uma rotação tremenda. O 1º a fazer ondas foi o Simões, estava velho, a sua carreira ia entrar o fim, e começou com Hagan a perder protagonismo. V.Martins,Shéu, Bastos Lopes, Jordão (Eurico quase a chegar...) vindos dos juniores , V.Batista do Setubal, ,R.Rodrigues da Acdémica   apertaram com o status quo. Simões conseguiu "fazer a cama" ao Alves que foi emprestado, mas não a estes, então começou a fazer frente a Hagan, pois o qu eeste exigia, já Simões não conseguia dar. Os outros 2 seriam os vice-capitães, e queriam dominar o balneário, além de "á vedeta" quererem também mostrar poder dentro do clube e "controlar" quem era contratado e subia dos juniores. Toni até percebo, nunca foi um jogador decisivo, mas Humberto era estupidez, porque era muito bom, e iria sair para o estrangeiro, percebi quando foi, porque queria ser "dono", pois não se adaptou no estrangeiro e voltou bem rápido... Boicotavam sempre em pequenos nadas o treino, Hagan ia estando cheio, relembro que na época 71-72 omos ás meias da Taça dos Campeões, batidos por 1-0 e 0-0 pelo Ajax, depois de eliminarmos o Feynoord (campeão da Holanda) por 1-0 fora e 5-1 em casa... e em 72-73 ganhámos o campeonato invictos. As contratações de V.Batista e Rui Rodrigues,Moinhos a par do regresso de ARtur e Barros, e as subidas de Sheu e Jordão criaram muitos anticorpos, Hagan sabia o que queria e como se preparavam então as equipas do futuro, os jogadores queriam moleza e preservar os seus lugares com tanta gente de qualidade a chegar...Tudo isto levou a situações de desgaste que culminaram da forma que culminaram, mais estranho ainda foi escolher Cabrita um eterno adjunto sem a minima condição de ser treinador, para ficar á frente da equipa, B.Coutinho acreditou nos capitães e no valor de um plantel tremendo, para ajudar um treinador fraco e "maleável". Simões esperava dar o salto para treinador como José Augusto fizera em 69-70... e claro com maus resultados (Sporting campeão). No balneário tudo se preparou, deu na merda que deu. Nesse ano ganhámos os 2 jogos ao Sporting (tipo o Sporting este ano) e não serviu de nada, porque fizeram corpo mole em jogos com equipas de merda! Mais na final da Taça estivemos a ganhar até 9 minutos do fim creio eu, e depois no prolongamento quebra fisica e derrota, uma equipa que ainda um ano antes atropelava tudo e todos...
Depois amigo... depois veio o 25 de Abril e um dirigente merdoso e ridiculo (até capachinho usava e era gozado á grande no balneário...)chamado Romão Martins para chefe do departamento de futebol......
« Última modificação: 31 de Maio de 2016, 13:39 por gungunhana »

zappendrix

  • Sénior
  • ****
  • Espinho
  • Mensagens: 1926
  • 09 de Julho de 2017, 20:50


Como é que o Nelinho ou "Nelan" como lhe chamava Mário Wilson está na secção "Ex Funcionários"??? Um jogador deu um campeonato ao BENFICA em 76/77 quando anulou o João Alves quando este jogava no Boavista ainda está na secção "Ex Funcionários"??? Um campeão pelo Benfica que fez sessenta jogos, venceu três campeonatos em cinco anos e que chora quando fala do Benfica não pode estar nesta secção.
« Última modificação: 09 de Julho de 2017, 20:59 por zappendrix »

xeriff

  • Eusébio
  • ******
  • carcavelos
  • Mensagens: 15986
  • Aguia Real
  • 10 de Julho de 2017, 00:15


Como é que o Nelinho ou "Nelan" como lhe chamava Mário Wilson está na secção "Ex Funcionários"??? Um jogador deu um campeonato ao BENFICA em 76/77 quando anulou o João Alves quando este jogava no Boavista ainda está na secção "Ex Funcionários"??? Um campeão pelo Benfica que fez sessenta jogos, venceu três campeonatos em cinco anos e que chora quando fala do Benfica não pode estar nesta secção.
fez mais que o gaitan e esse é Imortal o que não se entende

zappendrix

  • Sénior
  • ****
  • Espinho
  • Mensagens: 1926
  • 10 de Julho de 2017, 10:33
À Consideração e Atenção da Administração. Como é possível o campeoníssimo Nelinho com um percurso notável no Benfica ainda ser "Ex Funcionário" aqui no ´Ser Benfiquista´...


























« Última modificação: 10 de Julho de 2017, 13:41 por zappendrix »

Bola7

  • Eusébio
  • ******
  • San Sebastian
  • Mensagens: 122158
  • Perdido no limbo do serbenf
  • 01 de Setembro de 2017, 01:45
O problema já vinha de trás. O pessoal não gostava dos métodos do Hagan, ele puxava muito no plano fisico, aqueles "ursos" estavam tão a leste do que acontecia naquela época no futebol que achavam que o fisico era coisa menor...Em 68 perdemos a Taça dos Campeões porque depois de acertar nos postes e falhar na cara do guarda redes, chegámos ao prolongamento e fomos trucidados fisicamente. EM 70 contrata-se Hagan por ser da escola inglesa e "apertar" no dominio fisico, mais que no técnico. O Ajax e depois o Bayern assumen o dominio do futebol, precisamente por deterem jogadores fortissimos fisicamente, e que podiam jogar em qualquer posição por terem uma rotação tremenda. O 1º a fazer ondas foi o Simões, estava velho, a sua carreira ia entrar o fim, e começou com Hagan a perder protagonismo. V.Martins,Shéu, Bastos Lopes, Jordão (Eurico quase a chegar...) vindos dos juniores , V.Batista do Setubal, ,R.Rodrigues da Acdémica   apertaram com o status quo. Simões conseguiu "fazer a cama" ao Alves que foi emprestado, mas não a estes, então começou a fazer frente a Hagan, pois o qu eeste exigia, já Simões não conseguia dar. Os outros 2 seriam os vice-capitães, e queriam dominar o balneário, além de "á vedeta" quererem também mostrar poder dentro do clube e "controlar" quem era contratado e subia dos juniores. Toni até percebo, nunca foi um jogador decisivo, mas Humberto era estupidez, porque era muito bom, e iria sair para o estrangeiro, percebi quando foi, porque queria ser "dono", pois não se adaptou no estrangeiro e voltou bem rápido... Boicotavam sempre em pequenos nadas o treino, Hagan ia estando cheio, relembro que na época 71-72 omos ás meias da Taça dos Campeões, batidos por 1-0 e 0-0 pelo Ajax, depois de eliminarmos o Feynoord (campeão da Holanda) por 1-0 fora e 5-1 em casa... e em 72-73 ganhámos o campeonato invictos. As contratações de V.Batista e Rui Rodrigues,Moinhos a par do regresso de ARtur e Barros, e as subidas de Sheu e Jordão criaram muitos anticorpos, Hagan sabia o que queria e como se preparavam então as equipas do futuro, os jogadores queriam moleza e preservar os seus lugares com tanta gente de qualidade a chegar...Tudo isto levou a situações de desgaste que culminaram da forma que culminaram, mais estranho ainda foi escolher Cabrita um eterno adjunto sem a minima condição de ser treinador, para ficar á frente da equipa, B.Coutinho acreditou nos capitães e no valor de um plantel tremendo, para ajudar um treinador fraco e "maleável". Simões esperava dar o salto para treinador como José Augusto fizera em 69-70... e claro com maus resultados (Sporting campeão). No balneário tudo se preparou, deu na merda que deu. Nesse ano ganhámos os 2 jogos ao Sporting (tipo o Sporting este ano) e não serviu de nada, porque fizeram corpo mole em jogos com equipas de merda! Mais na final da Taça estivemos a ganhar até 9 minutos do fim creio eu, e depois no prolongamento quebra fisica e derrota, uma equipa que ainda um ano antes atropelava tudo e todos...
Depois amigo... depois veio o 25 de Abril e um dirigente merdoso e ridiculo (até capachinho usava e era gozado á grande no balneário...)chamado Romão Martins para chefe do departamento de futebol......
beleza... :drunk:

G-Man

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 59824
  • Pantera Negra, "True Legend"
  • 01 de Setembro de 2017, 06:50


Como é que o Nelinho ou "Nelan" como lhe chamava Mário Wilson está na secção "Ex Funcionários"??? Um jogador deu um campeonato ao BENFICA em 76/77 quando anulou o João Alves quando este jogava no Boavista ainda está na secção "Ex Funcionários"??? Um campeão pelo Benfica que fez sessenta jogos, venceu três campeonatos em cinco anos e que chora quando fala do Benfica não pode estar nesta secção.
fez mais que o gaitan e esse é Imortal o que não se entende
Fez mais que o Gaitan? É verdade, o Gaitan nunca anulou o João Alves.

Shoky

  • Colaborador
  • ******
  • Mensagens: 193094
  • 01 de Setembro de 2017, 14:08
O Nelinho fez mais que o Gaitán? :rir:

Só em jogos foram menos 200...coisa pouca.
Para não falar em qualidade e preponderância para uma pazada de titulos.

Schweisen Tiger

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 17462
  • 01 de Setembro de 2017, 14:54
O Nelinho fez mais que o Gaitán? :rir:

Só em jogos foram menos 200...coisa pouca.
Para não falar em qualidade e preponderância para uma pazada de titulos.

Não marcou o João Alves. Toda a gente sabe que, no mundo do futebol, só atinges o auge depois de marcares o João Alves.