Treinador, 49 anos
Portugal
Stats: 4 épocas, 52 jogos ( minutos), golos
Títulos: Campeonato Nacional (3), Taça de Portugal (1), Taça da Liga (1), Supertaça (2)

57531 - Tópico: Rui Vitória  (Lida 10349584 vezes)

andoaleme

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 9666
  • 21 de Novembro de 2019, 22:10
A caminho do 5 campeonato em 5 temporadas. É um fenómeno, goste-se ou não.
Eu gostei bastante do futebol apresentado na 1ª época a partir de Novembro, infelizmente não teve continuidade.

Playah

  • Velha Glória
  • *****
  • Mensagens: 4731
  • Clear eyes. Full hearts. Can't lose.
  • 21 de Novembro de 2019, 22:31
Continua-se com a patetice de o considerar campeão no ano em que foi despedido?
Fez a primeira volta, deixou o Benfica a disputar todas as provas e foi conquistar outro campeonato ao joelhos.

4 campeonatos em 4 temporadas. Os números falam por si. É a personificação da hegemonia.

Ia jurar que o porto nos roubou o penta.
2016, campeão pelo Benfica
2017, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo sei lá quem da Arábia
Claramente falta ai 2018, a substituição Rafa-Samaris foi importantissima no titulo do Porto, uma verdadeira jogada de mestre que deu o campeonato ao Porto.

Trapattoni

  • Eusébio
  • ******
  • "When I was a young man, I had liberty, but I did not see it. I had time, but I did not know it. And I had love, but I did not feel it."
  • Mensagens: 18198
  • 21 de Novembro de 2019, 22:45
Continua-se com a patetice de o considerar campeão no ano em que foi despedido?
Fez a primeira volta, deixou o Benfica a disputar todas as provas e foi conquistar outro campeonato ao joelhos.

4 campeonatos em 4 temporadas. Os números falam por si. É a personificação da hegemonia.

Ia jurar que o porto nos roubou o penta.
2016, campeão pelo Benfica
2017, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo sei lá quem da Arábia
Claramente falta ai 2018, a substituição Rafa-Samaris foi importantissima no titulo do Porto, uma verdadeira jogada de mestre que deu o campeonato ao Porto.
Foi Rafa-Salvio. E sim, foi a substituição que assassinou por completo a equipa tirando o único jogador que ia criando perigo em campo para meter um gajo que já tinha morrido para o mundo do futebol há 2 anos.

andoaleme

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 9666
  • 21 de Novembro de 2019, 23:00
Continua-se com a patetice de o considerar campeão no ano em que foi despedido?
Fez a primeira volta, deixou o Benfica a disputar todas as provas e foi conquistar outro campeonato ao joelhos.

4 campeonatos em 4 temporadas. Os números falam por si. É a personificação da hegemonia.

Ia jurar que o porto nos roubou o penta.
2016, campeão pelo Benfica
2017, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo sei lá quem da Arábia
Claramente falta ai 2018, a substituição Rafa-Samaris foi importantissima no titulo do Porto, uma verdadeira jogada de mestre que deu o campeonato ao Porto.
Foi Rafa-Salvio. E sim, foi a substituição que assassinou por completo a equipa tirando o único jogador que ia criando perigo em campo para meter um gajo que já tinha morrido para o mundo do futebol há 2 anos.
Sejamos francos já se adivinhava o golo deles, entraram muito fortes na 2ª parte ao contrário de nós, o Rafa só causava perigo, porque então acertar na baliza não era com ele e causou tanto desequilíbrio que só me recordo de 1 lance protagonizado por Rafa em cada parte em transição rápida.

Trapattoni

  • Eusébio
  • ******
  • "When I was a young man, I had liberty, but I did not see it. I had time, but I did not know it. And I had love, but I did not feel it."
  • Mensagens: 18198
  • 21 de Novembro de 2019, 23:15
Continua-se com a patetice de o considerar campeão no ano em que foi despedido?
Fez a primeira volta, deixou o Benfica a disputar todas as provas e foi conquistar outro campeonato ao joelhos.

4 campeonatos em 4 temporadas. Os números falam por si. É a personificação da hegemonia.

Ia jurar que o porto nos roubou o penta.
2016, campeão pelo Benfica
2017, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo sei lá quem da Arábia
Claramente falta ai 2018, a substituição Rafa-Samaris foi importantissima no titulo do Porto, uma verdadeira jogada de mestre que deu o campeonato ao Porto.
Foi Rafa-Salvio. E sim, foi a substituição que assassinou por completo a equipa tirando o único jogador que ia criando perigo em campo para meter um gajo que já tinha morrido para o mundo do futebol há 2 anos.
Sejamos francos já se adivinhava o golo deles, entraram muito fortes na 2ª parte ao contrário de nós, o Rafa só causava perigo, porque então acertar na baliza não era com ele e causou tanto desequilíbrio que só me recordo de 1 lance protagonizado por Rafa em cada parte em transição rápida.
Era o único extremo capaz de ultrapassar o lateral contrário. Todos os outros encalharam, então o que veio para o lugar dele matou a equipa de vez fussangas como era.
A equipa já estava a sofrer, a entrada do fusso foi dar um pontapé final na cabeça para nunca mais acordar.
Quando me recordo desse ano, será sempre dos jogadores que irei recordar ter contribuído para a perda desse campeonato uma vez que para além de tapar o lugar ao Rafa, lixou nos no único jogo que não podia falhar.

andoaleme

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 9666
  • 21 de Novembro de 2019, 23:31
Continua-se com a patetice de o considerar campeão no ano em que foi despedido?
Fez a primeira volta, deixou o Benfica a disputar todas as provas e foi conquistar outro campeonato ao joelhos.

4 campeonatos em 4 temporadas. Os números falam por si. É a personificação da hegemonia.

Ia jurar que o porto nos roubou o penta.
2016, campeão pelo Benfica
2017, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo sei lá quem da Arábia
Claramente falta ai 2018, a substituição Rafa-Samaris foi importantissima no titulo do Porto, uma verdadeira jogada de mestre que deu o campeonato ao Porto.
Foi Rafa-Salvio. E sim, foi a substituição que assassinou por completo a equipa tirando o único jogador que ia criando perigo em campo para meter um gajo que já tinha morrido para o mundo do futebol há 2 anos.
Sejamos francos já se adivinhava o golo deles, entraram muito fortes na 2ª parte ao contrário de nós, o Rafa só causava perigo, porque então acertar na baliza não era com ele e causou tanto desequilíbrio que só me recordo de 1 lance protagonizado por Rafa em cada parte em transição rápida.
Era o único extremo capaz de ultrapassar o lateral contrário. Todos os outros encalharam, então o que veio para o lugar dele matou a equipa de vez fussangas como era.
A equipa já estava a sofrer, a entrada do fusso foi dar um pontapé final na cabeça para nunca mais acordar.
Quando me recordo desse ano, será sempre dos jogadores que irei recordar ter contribuído para a perda desse campeonato uma vez que para além de tapar o lugar ao Rafa, lixou nos no único jogo que não podia falhar.
RV conseguiu cometer 2 erros a papel químico contra o Porto em 2 jogos na Luz em épocas diferentes, mas com o mesmo jogador, já em Fevereiro de 2016 matou a equipa com a entrada de Salvio, 2 jogos, 2 derrotas. Rafa dava esticões no jogo, aliviando a pressão adversária, mas era o único e sozinho não resolveria esse jogo, ainda que tenha discordado da substituição optada por RV, foi um desafio mal preparado e mal jogado por nós e a todo o momento se esperava o golo deles por quem estava presente na Luz como eu, o silêncio e a preocupação eram evidentes no nosso semblante.

Trapattoni

  • Eusébio
  • ******
  • "When I was a young man, I had liberty, but I did not see it. I had time, but I did not know it. And I had love, but I did not feel it."
  • Mensagens: 18198
  • 21 de Novembro de 2019, 23:39
Continua-se com a patetice de o considerar campeão no ano em que foi despedido?
Fez a primeira volta, deixou o Benfica a disputar todas as provas e foi conquistar outro campeonato ao joelhos.

4 campeonatos em 4 temporadas. Os números falam por si. É a personificação da hegemonia.

Ia jurar que o porto nos roubou o penta.
2016, campeão pelo Benfica
2017, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo sei lá quem da Arábia
Claramente falta ai 2018, a substituição Rafa-Samaris foi importantissima no titulo do Porto, uma verdadeira jogada de mestre que deu o campeonato ao Porto.
Foi Rafa-Salvio. E sim, foi a substituição que assassinou por completo a equipa tirando o único jogador que ia criando perigo em campo para meter um gajo que já tinha morrido para o mundo do futebol há 2 anos.
Sejamos francos já se adivinhava o golo deles, entraram muito fortes na 2ª parte ao contrário de nós, o Rafa só causava perigo, porque então acertar na baliza não era com ele e causou tanto desequilíbrio que só me recordo de 1 lance protagonizado por Rafa em cada parte em transição rápida.
Era o único extremo capaz de ultrapassar o lateral contrário. Todos os outros encalharam, então o que veio para o lugar dele matou a equipa de vez fussangas como era.
A equipa já estava a sofrer, a entrada do fusso foi dar um pontapé final na cabeça para nunca mais acordar.
Quando me recordo desse ano, será sempre dos jogadores que irei recordar ter contribuído para a perda desse campeonato uma vez que para além de tapar o lugar ao Rafa, lixou nos no único jogo que não podia falhar.
RV conseguiu cometer 2 erros a papel químico contra o Porto em 2 jogos na Luz em épocas diferentes, mas com o mesmo jogador, já em Fevereiro de 2016 matou a equipa com a entrada de Salvio, 2 jogos, 2 derrotas. Rafa dava esticões no jogo, aliviando a pressão adversária, mas era o único e sozinho não resolveria esse jogo, ainda que tenha discordado da substituição optada por RV, foi um desafio mal preparado e mal jogado por nós e a todo o momento se esperava o golo deles por quem estava presente na Luz como eu, o silêncio e a preocupação eram evidentes no nosso semblante.
Eu ainda estou há procura de uma explicação pela obseção dele com o Salvio, é completamente surreal. Haviam jogadores que faziam mais e a qualquer jogo menos feliz abancavam, havia outro que até quando voltava de lesões para fazer jogos de merda tinha lugar cativo. E assim se foi construído um ódio de estimação e com muita pena minha.

andoaleme

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 9666
  • 22 de Novembro de 2019, 00:21
Continua-se com a patetice de o considerar campeão no ano em que foi despedido?
Fez a primeira volta, deixou o Benfica a disputar todas as provas e foi conquistar outro campeonato ao joelhos.

4 campeonatos em 4 temporadas. Os números falam por si. É a personificação da hegemonia.

Ia jurar que o porto nos roubou o penta.
2016, campeão pelo Benfica
2017, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo sei lá quem da Arábia
Claramente falta ai 2018, a substituição Rafa-Samaris foi importantissima no titulo do Porto, uma verdadeira jogada de mestre que deu o campeonato ao Porto.
Foi Rafa-Salvio. E sim, foi a substituição que assassinou por completo a equipa tirando o único jogador que ia criando perigo em campo para meter um gajo que já tinha morrido para o mundo do futebol há 2 anos.
Sejamos francos já se adivinhava o golo deles, entraram muito fortes na 2ª parte ao contrário de nós, o Rafa só causava perigo, porque então acertar na baliza não era com ele e causou tanto desequilíbrio que só me recordo de 1 lance protagonizado por Rafa em cada parte em transição rápida.
Era o único extremo capaz de ultrapassar o lateral contrário. Todos os outros encalharam, então o que veio para o lugar dele matou a equipa de vez fussangas como era.
A equipa já estava a sofrer, a entrada do fusso foi dar um pontapé final na cabeça para nunca mais acordar.
Quando me recordo desse ano, será sempre dos jogadores que irei recordar ter contribuído para a perda desse campeonato uma vez que para além de tapar o lugar ao Rafa, lixou nos no único jogo que não podia falhar.
RV conseguiu cometer 2 erros a papel químico contra o Porto em 2 jogos na Luz em épocas diferentes, mas com o mesmo jogador, já em Fevereiro de 2016 matou a equipa com a entrada de Salvio, 2 jogos, 2 derrotas. Rafa dava esticões no jogo, aliviando a pressão adversária, mas era o único e sozinho não resolveria esse jogo, ainda que tenha discordado da substituição optada por RV, foi um desafio mal preparado e mal jogado por nós e a todo o momento se esperava o golo deles por quem estava presente na Luz como eu, o silêncio e a preocupação eram evidentes no nosso semblante.
Eu ainda estou há procura de uma explicação pela obseção dele com o Salvio, é completamente surreal. Haviam jogadores que faziam mais e a qualquer jogo menos feliz abancavam, havia outro que até quando voltava de lesões para fazer jogos de merda tinha lugar cativo. E assim se foi construído um ódio de estimação e com muita pena minha.
Eu creio que era pela forma como Salvio encarava os adversários, sem medo, nunca se escondia do jogo, mas as lesões deram cabo dele e tornou-se um jogador muito agarrado à bola e mais individualista, porque antes de se lesionar era um jogador de qualidade e muito completo e estava para ser vendido. RV também aludia que havia um maior entendimento entre Nelson Semedo e ele que com outros elementos. Mas RV abusou da opção Salvio que causou grande saturação entre nós.

AguiaFX

  • Capitão
  • ****
  • "O que interessa são os 3 pontos"
  • Mensagens: 3416
  • 22 de Novembro de 2019, 04:47
Isso, fica por aí, fica longe.

ruibenfica80

  • Sénior
  • ****
  • Mensagens: 1133
  • 22 de Novembro de 2019, 05:42
Continua-se com a patetice de o considerar campeão no ano em que foi despedido?
Fez a primeira volta, deixou o Benfica a disputar todas as provas e foi conquistar outro campeonato ao joelhos.

4 campeonatos em 4 temporadas. Os números falam por si. É a personificação da hegemonia.

Ia jurar que o porto nos roubou o penta.
2016, campeão pelo Benfica
2017, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo sei lá quem da Arábia
Claramente falta ai 2018, a substituição Rafa-Samaris foi importantissima no titulo do Porto, uma verdadeira jogada de mestre que deu o campeonato ao Porto.
Foi Rafa-Salvio. E sim, foi a substituição que assassinou por completo a equipa tirando o único jogador que ia criando perigo em campo para meter um gajo que já tinha morrido para o mundo do futebol há 2 anos.
Sejamos francos já se adivinhava o golo deles, entraram muito fortes na 2ª parte ao contrário de nós, o Rafa só causava perigo, porque então acertar na baliza não era com ele e causou tanto desequilíbrio que só me recordo de 1 lance protagonizado por Rafa em cada parte em transição rápida.
Era o único extremo capaz de ultrapassar o lateral contrário. Todos os outros encalharam, então o que veio para o lugar dele matou a equipa de vez fussangas como era.
A equipa já estava a sofrer, a entrada do fusso foi dar um pontapé final na cabeça para nunca mais acordar.
Quando me recordo desse ano, será sempre dos jogadores que irei recordar ter contribuído para a perda desse campeonato uma vez que para além de tapar o lugar ao Rafa, lixou nos no único jogo que não podia falhar.
RV conseguiu cometer 2 erros a papel químico contra o Porto em 2 jogos na Luz em épocas diferentes, mas com o mesmo jogador, já em Fevereiro de 2016 matou a equipa com a entrada de Salvio, 2 jogos, 2 derrotas. Rafa dava esticões no jogo, aliviando a pressão adversária, mas era o único e sozinho não resolveria esse jogo, ainda que tenha discordado da substituição optada por RV, foi um desafio mal preparado e mal jogado por nós e a todo o momento se esperava o golo deles por quem estava presente na Luz como eu, o silêncio e a preocupação eram evidentes no nosso semblante.
Eu ainda estou há procura de uma explicação pela obseção dele com o Salvio, é completamente surreal. Haviam jogadores que faziam mais e a qualquer jogo menos feliz abancavam, havia outro que até quando voltava de lesões para fazer jogos de merda tinha lugar cativo. E assim se foi construído um ódio de estimação e com muita pena minha.
Eu creio que era pela forma como Salvio encarava os adversários, sem medo, nunca se escondia do jogo, mas as lesões deram cabo dele e tornou-se um jogador muito agarrado à bola e mais individualista, porque antes de se lesionar era um jogador de qualidade e muito completo e estava para ser vendido. RV também aludia que havia um maior entendimento entre Nelson Semedo e ele que com outros elementos. Mas RV abusou da opção Salvio que causou grande saturação entre nós.

Seria por aqui sim.
Acrescia que o Salvio era um dos líderes da equipa, dentro e fora do campo.
É muito verdade que a sua utilização foi abusada e acabou mal a história.
Agora o peso do Salvio no balneário acredito que seria muito grande. Foi daqueles jogadores que sempre pareceu ter todo o grupo com ele. Até pelos sacrifícios que passou e as várias tentativas de dar a volta.

Também, como já disseram, os primeiros anos do Rafa não acertava com a baliza nem fazia assistências. Pelo que, depois da saída do Gaitan, não havia muito mais para desequilibrar.

Aliás, hoje em dia estamos outra vez com o mesmo problema. Depois da saída do Felix e com a lesão do Rafa, não há praticamente ninguém que se possa dizer que vai abanar o jogo. Quase que nem nos titulares….fará no banco. Daí que quando enfrentamos equipas com mais qualidade somos inofensivos.

Trapattoni

  • Eusébio
  • ******
  • "When I was a young man, I had liberty, but I did not see it. I had time, but I did not know it. And I had love, but I did not feel it."
  • Mensagens: 18198
  • 22 de Novembro de 2019, 23:09
Continua-se com a patetice de o considerar campeão no ano em que foi despedido?
Fez a primeira volta, deixou o Benfica a disputar todas as provas e foi conquistar outro campeonato ao joelhos.

4 campeonatos em 4 temporadas. Os números falam por si. É a personificação da hegemonia.

Ia jurar que o porto nos roubou o penta.
2016, campeão pelo Benfica
2017, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo sei lá quem da Arábia
Claramente falta ai 2018, a substituição Rafa-Samaris foi importantissima no titulo do Porto, uma verdadeira jogada de mestre que deu o campeonato ao Porto.
Foi Rafa-Salvio. E sim, foi a substituição que assassinou por completo a equipa tirando o único jogador que ia criando perigo em campo para meter um gajo que já tinha morrido para o mundo do futebol há 2 anos.
Sejamos francos já se adivinhava o golo deles, entraram muito fortes na 2ª parte ao contrário de nós, o Rafa só causava perigo, porque então acertar na baliza não era com ele e causou tanto desequilíbrio que só me recordo de 1 lance protagonizado por Rafa em cada parte em transição rápida.
Era o único extremo capaz de ultrapassar o lateral contrário. Todos os outros encalharam, então o que veio para o lugar dele matou a equipa de vez fussangas como era.
A equipa já estava a sofrer, a entrada do fusso foi dar um pontapé final na cabeça para nunca mais acordar.
Quando me recordo desse ano, será sempre dos jogadores que irei recordar ter contribuído para a perda desse campeonato uma vez que para além de tapar o lugar ao Rafa, lixou nos no único jogo que não podia falhar.
RV conseguiu cometer 2 erros a papel químico contra o Porto em 2 jogos na Luz em épocas diferentes, mas com o mesmo jogador, já em Fevereiro de 2016 matou a equipa com a entrada de Salvio, 2 jogos, 2 derrotas. Rafa dava esticões no jogo, aliviando a pressão adversária, mas era o único e sozinho não resolveria esse jogo, ainda que tenha discordado da substituição optada por RV, foi um desafio mal preparado e mal jogado por nós e a todo o momento se esperava o golo deles por quem estava presente na Luz como eu, o silêncio e a preocupação eram evidentes no nosso semblante.
Eu ainda estou há procura de uma explicação pela obseção dele com o Salvio, é completamente surreal. Haviam jogadores que faziam mais e a qualquer jogo menos feliz abancavam, havia outro que até quando voltava de lesões para fazer jogos de merda tinha lugar cativo. E assim se foi construído um ódio de estimação e com muita pena minha.
Eu creio que era pela forma como Salvio encarava os adversários, sem medo, nunca se escondia do jogo, mas as lesões deram cabo dele e tornou-se um jogador muito agarrado à bola e mais individualista, porque antes de se lesionar era um jogador de qualidade e muito completo e estava para ser vendido. RV também aludia que havia um maior entendimento entre Nelson Semedo e ele que com outros elementos. Mas RV abusou da opção Salvio que causou grande saturação entre nós.

Seria por aqui sim.
Acrescia que o Salvio era um dos líderes da equipa, dentro e fora do campo.
É muito verdade que a sua utilização foi abusada e acabou mal a história.
Agora o peso do Salvio no balneário acredito que seria muito grande. Foi daqueles jogadores que sempre pareceu ter todo o grupo com ele. Até pelos sacrifícios que passou e as várias tentativas de dar a volta.

Também, como já disseram, os primeiros anos do Rafa não acertava com a baliza nem fazia assistências. Pelo que, depois da saída do Gaitan, não havia muito mais para desequilibrar.

Aliás, hoje em dia estamos outra vez com o mesmo problema. Depois da saída do Felix e com a lesão do Rafa, não há praticamente ninguém que se possa dizer que vai abanar o jogo. Quase que nem nos titulares….fará no banco. Daí que quando enfrentamos equipas com mais qualidade somos inofensivos.
Isso está errado.
O Rafa mal teve oportunidades sequer com o Rui Vitória, o mesmo se pode dizer do Carrilo e do Zivkovic. Eram jogadores lançados apenas de vez em quando e principalmente quando o extremo preferido dele se lesionava. De relembrar que veio dele a assistência para o primeiro golo contra o Sporting.
E isso de fazer bom balneário tem muito que se lhe diga, estamos a falar de um gajo que passou os últimos 3 anos a trolar e bloquear os próprios adeptos pelas redes sociais, que mandou vir a mulher criticar o treinador por lhe ter substituído a meio de um jogo em que se fartou de sabotar a equipa, que mandou os adeptos para o caralho depois de uma semana em que literalmente ofereceu a vitória ao Belenenses e fez aquela palhaçada de trocar as chuteiras e mesmo assim falhou o penalti.
Lider? Secalhar era bom relembrar que o pesadelo europeu não começou em basileia mas sim em Dortmund e foi nos pés dele quando decidiu oferecer a eliminatória aos alemães em apenas dois minutos num jogo completamente surreal que tinhamos ganho a ferros.
O Salvio foi em suma, o "Micah Bell" do Benfica de 2016 a 2019, tendo em 2018 sido um dos heróis azuis e brancos naquele campeonato perdido tanto que até me pergunto onde anda aquele user das violas no saco. Provavelmente deve ter a loja cheia de guitarra com as que o Salvio lhe fez enfiar nestes 3 anos, que user execrável, mas isto já é outra história.
De qualquer das formas a importância que teve até 2015 nunca porei em causa, mas isso não apaga o que fez depois.

ruibenfica80

  • Sénior
  • ****
  • Mensagens: 1133
  • 23 de Novembro de 2019, 16:15
Continua-se com a patetice de o considerar campeão no ano em que foi despedido?
Fez a primeira volta, deixou o Benfica a disputar todas as provas e foi conquistar outro campeonato ao joelhos.

4 campeonatos em 4 temporadas. Os números falam por si. É a personificação da hegemonia.

Ia jurar que o porto nos roubou o penta.
2016, campeão pelo Benfica
2017, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo sei lá quem da Arábia
Claramente falta ai 2018, a substituição Rafa-Samaris foi importantissima no titulo do Porto, uma verdadeira jogada de mestre que deu o campeonato ao Porto.
Foi Rafa-Salvio. E sim, foi a substituição que assassinou por completo a equipa tirando o único jogador que ia criando perigo em campo para meter um gajo que já tinha morrido para o mundo do futebol há 2 anos.
Sejamos francos já se adivinhava o golo deles, entraram muito fortes na 2ª parte ao contrário de nós, o Rafa só causava perigo, porque então acertar na baliza não era com ele e causou tanto desequilíbrio que só me recordo de 1 lance protagonizado por Rafa em cada parte em transição rápida.
Era o único extremo capaz de ultrapassar o lateral contrário. Todos os outros encalharam, então o que veio para o lugar dele matou a equipa de vez fussangas como era.
A equipa já estava a sofrer, a entrada do fusso foi dar um pontapé final na cabeça para nunca mais acordar.
Quando me recordo desse ano, será sempre dos jogadores que irei recordar ter contribuído para a perda desse campeonato uma vez que para além de tapar o lugar ao Rafa, lixou nos no único jogo que não podia falhar.
RV conseguiu cometer 2 erros a papel químico contra o Porto em 2 jogos na Luz em épocas diferentes, mas com o mesmo jogador, já em Fevereiro de 2016 matou a equipa com a entrada de Salvio, 2 jogos, 2 derrotas. Rafa dava esticões no jogo, aliviando a pressão adversária, mas era o único e sozinho não resolveria esse jogo, ainda que tenha discordado da substituição optada por RV, foi um desafio mal preparado e mal jogado por nós e a todo o momento se esperava o golo deles por quem estava presente na Luz como eu, o silêncio e a preocupação eram evidentes no nosso semblante.
Eu ainda estou há procura de uma explicação pela obseção dele com o Salvio, é completamente surreal. Haviam jogadores que faziam mais e a qualquer jogo menos feliz abancavam, havia outro que até quando voltava de lesões para fazer jogos de merda tinha lugar cativo. E assim se foi construído um ódio de estimação e com muita pena minha.
Eu creio que era pela forma como Salvio encarava os adversários, sem medo, nunca se escondia do jogo, mas as lesões deram cabo dele e tornou-se um jogador muito agarrado à bola e mais individualista, porque antes de se lesionar era um jogador de qualidade e muito completo e estava para ser vendido. RV também aludia que havia um maior entendimento entre Nelson Semedo e ele que com outros elementos. Mas RV abusou da opção Salvio que causou grande saturação entre nós.

Seria por aqui sim.
Acrescia que o Salvio era um dos líderes da equipa, dentro e fora do campo.
É muito verdade que a sua utilização foi abusada e acabou mal a história.
Agora o peso do Salvio no balneário acredito que seria muito grande. Foi daqueles jogadores que sempre pareceu ter todo o grupo com ele. Até pelos sacrifícios que passou e as várias tentativas de dar a volta.

Também, como já disseram, os primeiros anos do Rafa não acertava com a baliza nem fazia assistências. Pelo que, depois da saída do Gaitan, não havia muito mais para desequilibrar.

Aliás, hoje em dia estamos outra vez com o mesmo problema. Depois da saída do Felix e com a lesão do Rafa, não há praticamente ninguém que se possa dizer que vai abanar o jogo. Quase que nem nos titulares….fará no banco. Daí que quando enfrentamos equipas com mais qualidade somos inofensivos.
Isso está errado.
O Rafa mal teve oportunidades sequer com o Rui Vitória, o mesmo se pode dizer do Carrilo e do Zivkovic. Eram jogadores lançados apenas de vez em quando e principalmente quando o extremo preferido dele se lesionava. De relembrar que veio dele a assistência para o primeiro golo contra o Sporting.
E isso de fazer bom balneário tem muito que se lhe diga, estamos a falar de um gajo que passou os últimos 3 anos a trolar e bloquear os próprios adeptos pelas redes sociais, que mandou vir a mulher criticar o treinador por lhe ter substituído a meio de um jogo em que se fartou de sabotar a equipa, que mandou os adeptos para o caralho depois de uma semana em que literalmente ofereceu a vitória ao Belenenses e fez aquela palhaçada de trocar as chuteiras e mesmo assim falhou o penalti.
Lider? Secalhar era bom relembrar que o pesadelo europeu não começou em basileia mas sim em Dortmund e foi nos pés dele quando decidiu oferecer a eliminatória aos alemães em apenas dois minutos num jogo completamente surreal que tinhamos ganho a ferros.
O Salvio foi em suma, o "Micah Bell" do Benfica de 2016 a 2019, tendo em 2018 sido um dos heróis azuis e brancos naquele campeonato perdido tanto que até me pergunto onde anda aquele user das violas no saco. Provavelmente deve ter a loja cheia de guitarra com as que o Salvio lhe fez enfiar nestes 3 anos, que user execrável, mas isto já é outra história.
De qualquer das formas a importância que teve até 2015 nunca porei em causa, mas isso não apaga o que fez depois.

O Rafa mal teve oportunidades????

Recomendo consultar URGENTEMENTE especialista neurológico. O Alzheimer está fortíssimo aí!!!!

O Rafa era titular para o RV. Teve foi o azar de sofrer logo uma lesão no arranque. E depois da lesão voltou com os índices de confiança nas couves. É mais essa a história.

Podemos eventualmente culpar o RV de não ter sido capaz de trabalhar a confiança do Rafa. Sim, podia aceitar essa crítica. Seria uma suposição como outra qualquer mas pelo menos uma possível.

Agora o RV não lhe dar oportunidades é que é uma coisa que só pode ter acontecido em outra dimensão. No mundo real não.

Aliás, depois de tomar as medicações para o Alzheimer, será possível recordar que o Rafa já vinha a titular no ano que o Lage entrou. E tanto ele como o Seferovic eram das poucas coisas que começavam a dar sinal que podiam pegar naquela época. Obviamente, ambos deram um salto enorme com o Lage e com a entrada do Félix na equipa.
« Última modificação: 23 de Novembro de 2019, 16:19 por ruibenfica80 »

Trapattoni

  • Eusébio
  • ******
  • "When I was a young man, I had liberty, but I did not see it. I had time, but I did not know it. And I had love, but I did not feel it."
  • Mensagens: 18198
  • 23 de Novembro de 2019, 16:32
Continua-se com a patetice de o considerar campeão no ano em que foi despedido?
Fez a primeira volta, deixou o Benfica a disputar todas as provas e foi conquistar outro campeonato ao joelhos.

4 campeonatos em 4 temporadas. Os números falam por si. É a personificação da hegemonia.

Ia jurar que o porto nos roubou o penta.
2016, campeão pelo Benfica
2017, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo sei lá quem da Arábia
Claramente falta ai 2018, a substituição Rafa-Samaris foi importantissima no titulo do Porto, uma verdadeira jogada de mestre que deu o campeonato ao Porto.
Foi Rafa-Salvio. E sim, foi a substituição que assassinou por completo a equipa tirando o único jogador que ia criando perigo em campo para meter um gajo que já tinha morrido para o mundo do futebol há 2 anos.
Sejamos francos já se adivinhava o golo deles, entraram muito fortes na 2ª parte ao contrário de nós, o Rafa só causava perigo, porque então acertar na baliza não era com ele e causou tanto desequilíbrio que só me recordo de 1 lance protagonizado por Rafa em cada parte em transição rápida.
Era o único extremo capaz de ultrapassar o lateral contrário. Todos os outros encalharam, então o que veio para o lugar dele matou a equipa de vez fussangas como era.
A equipa já estava a sofrer, a entrada do fusso foi dar um pontapé final na cabeça para nunca mais acordar.
Quando me recordo desse ano, será sempre dos jogadores que irei recordar ter contribuído para a perda desse campeonato uma vez que para além de tapar o lugar ao Rafa, lixou nos no único jogo que não podia falhar.
RV conseguiu cometer 2 erros a papel químico contra o Porto em 2 jogos na Luz em épocas diferentes, mas com o mesmo jogador, já em Fevereiro de 2016 matou a equipa com a entrada de Salvio, 2 jogos, 2 derrotas. Rafa dava esticões no jogo, aliviando a pressão adversária, mas era o único e sozinho não resolveria esse jogo, ainda que tenha discordado da substituição optada por RV, foi um desafio mal preparado e mal jogado por nós e a todo o momento se esperava o golo deles por quem estava presente na Luz como eu, o silêncio e a preocupação eram evidentes no nosso semblante.
Eu ainda estou há procura de uma explicação pela obseção dele com o Salvio, é completamente surreal. Haviam jogadores que faziam mais e a qualquer jogo menos feliz abancavam, havia outro que até quando voltava de lesões para fazer jogos de merda tinha lugar cativo. E assim se foi construído um ódio de estimação e com muita pena minha.
Eu creio que era pela forma como Salvio encarava os adversários, sem medo, nunca se escondia do jogo, mas as lesões deram cabo dele e tornou-se um jogador muito agarrado à bola e mais individualista, porque antes de se lesionar era um jogador de qualidade e muito completo e estava para ser vendido. RV também aludia que havia um maior entendimento entre Nelson Semedo e ele que com outros elementos. Mas RV abusou da opção Salvio que causou grande saturação entre nós.

Seria por aqui sim.
Acrescia que o Salvio era um dos líderes da equipa, dentro e fora do campo.
É muito verdade que a sua utilização foi abusada e acabou mal a história.
Agora o peso do Salvio no balneário acredito que seria muito grande. Foi daqueles jogadores que sempre pareceu ter todo o grupo com ele. Até pelos sacrifícios que passou e as várias tentativas de dar a volta.

Também, como já disseram, os primeiros anos do Rafa não acertava com a baliza nem fazia assistências. Pelo que, depois da saída do Gaitan, não havia muito mais para desequilibrar.

Aliás, hoje em dia estamos outra vez com o mesmo problema. Depois da saída do Felix e com a lesão do Rafa, não há praticamente ninguém que se possa dizer que vai abanar o jogo. Quase que nem nos titulares….fará no banco. Daí que quando enfrentamos equipas com mais qualidade somos inofensivos.
Isso está errado.
O Rafa mal teve oportunidades sequer com o Rui Vitória, o mesmo se pode dizer do Carrilo e do Zivkovic. Eram jogadores lançados apenas de vez em quando e principalmente quando o extremo preferido dele se lesionava. De relembrar que veio dele a assistência para o primeiro golo contra o Sporting.
E isso de fazer bom balneário tem muito que se lhe diga, estamos a falar de um gajo que passou os últimos 3 anos a trolar e bloquear os próprios adeptos pelas redes sociais, que mandou vir a mulher criticar o treinador por lhe ter substituído a meio de um jogo em que se fartou de sabotar a equipa, que mandou os adeptos para o caralho depois de uma semana em que literalmente ofereceu a vitória ao Belenenses e fez aquela palhaçada de trocar as chuteiras e mesmo assim falhou o penalti.
Lider? Secalhar era bom relembrar que o pesadelo europeu não começou em basileia mas sim em Dortmund e foi nos pés dele quando decidiu oferecer a eliminatória aos alemães em apenas dois minutos num jogo completamente surreal que tinhamos ganho a ferros.
O Salvio foi em suma, o "Micah Bell" do Benfica de 2016 a 2019, tendo em 2018 sido um dos heróis azuis e brancos naquele campeonato perdido tanto que até me pergunto onde anda aquele user das violas no saco. Provavelmente deve ter a loja cheia de guitarra com as que o Salvio lhe fez enfiar nestes 3 anos, que user execrável, mas isto já é outra história.
De qualquer das formas a importância que teve até 2015 nunca porei em causa, mas isso não apaga o que fez depois.

O Rafa mal teve oportunidades????

Recomendo consultar URGENTEMENTE especialista neurológico. O Alzheimer está fortíssimo aí!!!!

O Rafa era titular para o RV. Teve foi o azar de sofrer logo uma lesão no arranque. E depois da lesão voltou com os índices de confiança nas couves. É mais essa a história.

Podemos eventualmente culpar o RV de não ter sido capaz de trabalhar a confiança do Rafa. Sim, podia aceitar essa crítica. Seria uma suposição como outra qualquer mas pelo menos uma possível.

Agora o RV não lhe dar oportunidades é que é uma coisa que só pode ter acontecido em outra dimensão. No mundo real não.

Aliás, depois de tomar as medicações para o Alzheimer, será possível recordar que o Rafa já vinha a titular no ano que o Lage entrou. E tanto ele como o Seferovic eram das poucas coisas que começavam a dar sinal que podiam pegar naquela época. Obviamente, ambos deram um salto enorme com o Lage e com a entrada do Félix na equipa.
Alzheimer apenas se for contigo. Vai lá rever o número de jogos dele no seu primeiro ano e diz-me lá se não teve poucas oportunidades.
O Rafa foi titular apenas e só porque o Salvio se lesionou com gravidade a meio do ano em 2018 e pegou a estaca naquela altura em que passamos para primeiro. O mesmo se passou no meio ano seguinte antes de ser despedido em que os extremos titulares por regra eram Cervi e Salvio, mas como este último se lesiona avançava o Rafa.
Se tiveres dificuldades volto a repetir, os extremos titularíssimos na era do Rui Vitória desde 2016 foram sempre Cervi e Salvio, salvo raras excepções.
Portanto eu no teu lugar não me limitava a culpar os outros pelos meus próprios problemas.

Thorondor

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 12592
  • Mais desporto, menos betão. Vieira Não.
  • 23 de Novembro de 2019, 16:37
Continua-se com a patetice de o considerar campeão no ano em que foi despedido?
Fez a primeira volta, deixou o Benfica a disputar todas as provas e foi conquistar outro campeonato ao joelhos.

4 campeonatos em 4 temporadas. Os números falam por si. É a personificação da hegemonia.

Ia jurar que o porto nos roubou o penta.
2016, campeão pelo Benfica
2017, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo sei lá quem da Arábia
Claramente falta ai 2018, a substituição Rafa-Samaris foi importantissima no titulo do Porto, uma verdadeira jogada de mestre que deu o campeonato ao Porto.
Foi Rafa-Salvio. E sim, foi a substituição que assassinou por completo a equipa tirando o único jogador que ia criando perigo em campo para meter um gajo que já tinha morrido para o mundo do futebol há 2 anos.
Sejamos francos já se adivinhava o golo deles, entraram muito fortes na 2ª parte ao contrário de nós, o Rafa só causava perigo, porque então acertar na baliza não era com ele e causou tanto desequilíbrio que só me recordo de 1 lance protagonizado por Rafa em cada parte em transição rápida.
Era o único extremo capaz de ultrapassar o lateral contrário. Todos os outros encalharam, então o que veio para o lugar dele matou a equipa de vez fussangas como era.
A equipa já estava a sofrer, a entrada do fusso foi dar um pontapé final na cabeça para nunca mais acordar.
Quando me recordo desse ano, será sempre dos jogadores que irei recordar ter contribuído para a perda desse campeonato uma vez que para além de tapar o lugar ao Rafa, lixou nos no único jogo que não podia falhar.
RV conseguiu cometer 2 erros a papel químico contra o Porto em 2 jogos na Luz em épocas diferentes, mas com o mesmo jogador, já em Fevereiro de 2016 matou a equipa com a entrada de Salvio, 2 jogos, 2 derrotas. Rafa dava esticões no jogo, aliviando a pressão adversária, mas era o único e sozinho não resolveria esse jogo, ainda que tenha discordado da substituição optada por RV, foi um desafio mal preparado e mal jogado por nós e a todo o momento se esperava o golo deles por quem estava presente na Luz como eu, o silêncio e a preocupação eram evidentes no nosso semblante.
Eu ainda estou há procura de uma explicação pela obseção dele com o Salvio, é completamente surreal. Haviam jogadores que faziam mais e a qualquer jogo menos feliz abancavam, havia outro que até quando voltava de lesões para fazer jogos de merda tinha lugar cativo. E assim se foi construído um ódio de estimação e com muita pena minha.
Eu creio que era pela forma como Salvio encarava os adversários, sem medo, nunca se escondia do jogo, mas as lesões deram cabo dele e tornou-se um jogador muito agarrado à bola e mais individualista, porque antes de se lesionar era um jogador de qualidade e muito completo e estava para ser vendido. RV também aludia que havia um maior entendimento entre Nelson Semedo e ele que com outros elementos. Mas RV abusou da opção Salvio que causou grande saturação entre nós.

Seria por aqui sim.
Acrescia que o Salvio era um dos líderes da equipa, dentro e fora do campo.
É muito verdade que a sua utilização foi abusada e acabou mal a história.
Agora o peso do Salvio no balneário acredito que seria muito grande. Foi daqueles jogadores que sempre pareceu ter todo o grupo com ele. Até pelos sacrifícios que passou e as várias tentativas de dar a volta.

Também, como já disseram, os primeiros anos do Rafa não acertava com a baliza nem fazia assistências. Pelo que, depois da saída do Gaitan, não havia muito mais para desequilibrar.

Aliás, hoje em dia estamos outra vez com o mesmo problema. Depois da saída do Felix e com a lesão do Rafa, não há praticamente ninguém que se possa dizer que vai abanar o jogo. Quase que nem nos titulares….fará no banco. Daí que quando enfrentamos equipas com mais qualidade somos inofensivos.
Isso está errado.
O Rafa mal teve oportunidades sequer com o Rui Vitória, o mesmo se pode dizer do Carrilo e do Zivkovic. Eram jogadores lançados apenas de vez em quando e principalmente quando o extremo preferido dele se lesionava. De relembrar que veio dele a assistência para o primeiro golo contra o Sporting.
E isso de fazer bom balneário tem muito que se lhe diga, estamos a falar de um gajo que passou os últimos 3 anos a trolar e bloquear os próprios adeptos pelas redes sociais, que mandou vir a mulher criticar o treinador por lhe ter substituído a meio de um jogo em que se fartou de sabotar a equipa, que mandou os adeptos para o caralho depois de uma semana em que literalmente ofereceu a vitória ao Belenenses e fez aquela palhaçada de trocar as chuteiras e mesmo assim falhou o penalti.
Lider? Secalhar era bom relembrar que o pesadelo europeu não começou em basileia mas sim em Dortmund e foi nos pés dele quando decidiu oferecer a eliminatória aos alemães em apenas dois minutos num jogo completamente surreal que tinhamos ganho a ferros.
O Salvio foi em suma, o "Micah Bell" do Benfica de 2016 a 2019, tendo em 2018 sido um dos heróis azuis e brancos naquele campeonato perdido tanto que até me pergunto onde anda aquele user das violas no saco. Provavelmente deve ter a loja cheia de guitarra com as que o Salvio lhe fez enfiar nestes 3 anos, que user execrável, mas isto já é outra história.
De qualquer das formas a importância que teve até 2015 nunca porei em causa, mas isso não apaga o que fez depois.

O Rafa mal teve oportunidades????

Recomendo consultar URGENTEMENTE especialista neurológico. O Alzheimer está fortíssimo aí!!!!

O Rafa era titular para o RV. Teve foi o azar de sofrer logo uma lesão no arranque. E depois da lesão voltou com os índices de confiança nas couves. É mais essa a história.

Podemos eventualmente culpar o RV de não ter sido capaz de trabalhar a confiança do Rafa. Sim, podia aceitar essa crítica. Seria uma suposição como outra qualquer mas pelo menos uma possível.

Agora o RV não lhe dar oportunidades é que é uma coisa que só pode ter acontecido em outra dimensão. No mundo real não.

Aliás, depois de tomar as medicações para o Alzheimer, será possível recordar que o Rafa já vinha a titular no ano que o Lage entrou. E tanto ele como o Seferovic eram das poucas coisas que começavam a dar sinal que podiam pegar naquela época. Obviamente, ambos deram um salto enorme com o Lage e com a entrada do Félix na equipa.

Quase em 2020 e ainda há gente a defender o treinador mais incapaz da história do nosso clube.

andoaleme

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 9666
  • 23 de Novembro de 2019, 17:58
Continua-se com a patetice de o considerar campeão no ano em que foi despedido?
Fez a primeira volta, deixou o Benfica a disputar todas as provas e foi conquistar outro campeonato ao joelhos.

4 campeonatos em 4 temporadas. Os números falam por si. É a personificação da hegemonia.

Ia jurar que o porto nos roubou o penta.
2016, campeão pelo Benfica
2017, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo Benfica
2019, campeão pelo sei lá quem da Arábia
Claramente falta ai 2018, a substituição Rafa-Samaris foi importantissima no titulo do Porto, uma verdadeira jogada de mestre que deu o campeonato ao Porto.
Foi Rafa-Salvio. E sim, foi a substituição que assassinou por completo a equipa tirando o único jogador que ia criando perigo em campo para meter um gajo que já tinha morrido para o mundo do futebol há 2 anos.
Sejamos francos já se adivinhava o golo deles, entraram muito fortes na 2ª parte ao contrário de nós, o Rafa só causava perigo, porque então acertar na baliza não era com ele e causou tanto desequilíbrio que só me recordo de 1 lance protagonizado por Rafa em cada parte em transição rápida.
Era o único extremo capaz de ultrapassar o lateral contrário. Todos os outros encalharam, então o que veio para o lugar dele matou a equipa de vez fussangas como era.
A equipa já estava a sofrer, a entrada do fusso foi dar um pontapé final na cabeça para nunca mais acordar.
Quando me recordo desse ano, será sempre dos jogadores que irei recordar ter contribuído para a perda desse campeonato uma vez que para além de tapar o lugar ao Rafa, lixou nos no único jogo que não podia falhar.
RV conseguiu cometer 2 erros a papel químico contra o Porto em 2 jogos na Luz em épocas diferentes, mas com o mesmo jogador, já em Fevereiro de 2016 matou a equipa com a entrada de Salvio, 2 jogos, 2 derrotas. Rafa dava esticões no jogo, aliviando a pressão adversária, mas era o único e sozinho não resolveria esse jogo, ainda que tenha discordado da substituição optada por RV, foi um desafio mal preparado e mal jogado por nós e a todo o momento se esperava o golo deles por quem estava presente na Luz como eu, o silêncio e a preocupação eram evidentes no nosso semblante.
Eu ainda estou há procura de uma explicação pela obseção dele com o Salvio, é completamente surreal. Haviam jogadores que faziam mais e a qualquer jogo menos feliz abancavam, havia outro que até quando voltava de lesões para fazer jogos de merda tinha lugar cativo. E assim se foi construído um ódio de estimação e com muita pena minha.
Eu creio que era pela forma como Salvio encarava os adversários, sem medo, nunca se escondia do jogo, mas as lesões deram cabo dele e tornou-se um jogador muito agarrado à bola e mais individualista, porque antes de se lesionar era um jogador de qualidade e muito completo e estava para ser vendido. RV também aludia que havia um maior entendimento entre Nelson Semedo e ele que com outros elementos. Mas RV abusou da opção Salvio que causou grande saturação entre nós.

Seria por aqui sim.
Acrescia que o Salvio era um dos líderes da equipa, dentro e fora do campo.
É muito verdade que a sua utilização foi abusada e acabou mal a história.
Agora o peso do Salvio no balneário acredito que seria muito grande. Foi daqueles jogadores que sempre pareceu ter todo o grupo com ele. Até pelos sacrifícios que passou e as várias tentativas de dar a volta.

Também, como já disseram, os primeiros anos do Rafa não acertava com a baliza nem fazia assistências. Pelo que, depois da saída do Gaitan, não havia muito mais para desequilibrar.

Aliás, hoje em dia estamos outra vez com o mesmo problema. Depois da saída do Felix e com a lesão do Rafa, não há praticamente ninguém que se possa dizer que vai abanar o jogo. Quase que nem nos titulares….fará no banco. Daí que quando enfrentamos equipas com mais qualidade somos inofensivos.
Isso está errado.
O Rafa mal teve oportunidades sequer com o Rui Vitória, o mesmo se pode dizer do Carrilo e do Zivkovic. Eram jogadores lançados apenas de vez em quando e principalmente quando o extremo preferido dele se lesionava. De relembrar que veio dele a assistência para o primeiro golo contra o Sporting.
E isso de fazer bom balneário tem muito que se lhe diga, estamos a falar de um gajo que passou os últimos 3 anos a trolar e bloquear os próprios adeptos pelas redes sociais, que mandou vir a mulher criticar o treinador por lhe ter substituído a meio de um jogo em que se fartou de sabotar a equipa, que mandou os adeptos para o caralho depois de uma semana em que literalmente ofereceu a vitória ao Belenenses e fez aquela palhaçada de trocar as chuteiras e mesmo assim falhou o penalti.
Lider? Secalhar era bom relembrar que o pesadelo europeu não começou em basileia mas sim em Dortmund e foi nos pés dele quando decidiu oferecer a eliminatória aos alemães em apenas dois minutos num jogo completamente surreal que tinhamos ganho a ferros.
O Salvio foi em suma, o "Micah Bell" do Benfica de 2016 a 2019, tendo em 2018 sido um dos heróis azuis e brancos naquele campeonato perdido tanto que até me pergunto onde anda aquele user das violas no saco. Provavelmente deve ter a loja cheia de guitarra com as que o Salvio lhe fez enfiar nestes 3 anos, que user execrável, mas isto já é outra história.
De qualquer das formas a importância que teve até 2015 nunca porei em causa, mas isso não apaga o que fez depois.

O Rafa mal teve oportunidades????

Recomendo consultar URGENTEMENTE especialista neurológico. O Alzheimer está fortíssimo aí!!!!

O Rafa era titular para o RV. Teve foi o azar de sofrer logo uma lesão no arranque. E depois da lesão voltou com os índices de confiança nas couves. É mais essa a história.

Podemos eventualmente culpar o RV de não ter sido capaz de trabalhar a confiança do Rafa. Sim, podia aceitar essa crítica. Seria uma suposição como outra qualquer mas pelo menos uma possível.

Agora o RV não lhe dar oportunidades é que é uma coisa que só pode ter acontecido em outra dimensão. No mundo real não.

Aliás, depois de tomar as medicações para o Alzheimer, será possível recordar que o Rafa já vinha a titular no ano que o Lage entrou. E tanto ele como o Seferovic eram das poucas coisas que começavam a dar sinal que podiam pegar naquela época. Obviamente, ambos deram um salto enorme com o Lage e com a entrada do Félix na equipa.

Quase em 2020 e ainda há gente a defender o treinador mais incapaz da história do nosso clube.
Até chegares a RV tens vários infelizmente, como p.ex. Pal Csernai, Skovdahl, Souness, até o Quique onde não se jogava pevide e com um bom plantel. Actualmente também não temos melhor.