Médio, 28 anos, Portugal
Estatísticas: 6 épocas, 227 jogos (14913 minutos), 58 golos
Esta época : 45 jogos (3317 minutos), 12 golos
Títulos: Campeonato Nacional (2), Taça de Portugal (1), Supertaça (1)

59817 - Tópico: Rafa  (Lida 2128160 vezes)

JSilva28

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 7204
  • 24 de Junho de 2022, 08:52
Não havendo nenhuma boa proposta, o Rafa tem de ficar. Melhor jogador depois do Darwin esta temporada.

45 jogos, 12 golos, 18 assistências. Numa equipa do Benfica fraca.

Eu até ia ao ponto de renovar se não sair este mercado. Acredito que vai fazer uma excelente temporada.

Penso q estamos quase todos de acordo que a melhor qualidade do Rafa é a velocidade. Daqui a nada faz 29 anos. Não deve faltar muito a começar a perder a velocidade, e quando assim for  vai ser bem menos útil. Acho que é vender enquanto é tempo.

Nem sempre é assim, lembro me por exemplo do Di Natale que mesmo depois dos 35 anos ainda era bem rápido e mexia se muito bem.

Não é obrigatório que assim que se chegue aos 30 perde-se logo a velocidade.
O Di Natale era um jogador muito mais inteligente que o Rafa, em termos de leitura de jogo e ocupação de espaço.

Compreendo quem ache que o Rafa sem velocidade "morra" para o futebol, porque é um jogador onde a sua melhor característica é a verticalidade que impõe no jogo através da sua velocidade com bola.

Sem bola é um jogador meio que banal e em espaço curto, para mim, é medíocre.

ruichi

  • Sénior
  • ****
  • Seixal
  • Mensagens: 2691
  • 24 de Junho de 2022, 09:22
Onde é que já se viu? Amuar numa conferência de imprensa depois de não ter sido convocado para a seleção, depois de um grande época onde foi rei das assistências?

Gravíssimo!

Eu, no lugar dele, após as exibições que ele fez, se lesse o que maioria dos adeptos escreve no tópico mesmo antes de fazer qualquer birra, ainda fazia mais. Pedia mesmo à direção para sair. Adeptos destes merecem mesmo é Gil Dias.

O rapaz nunca tinha feito nada de mal.

É muito triste a forma como se tem tratado este nosso jogador.

onda vermelha

  • Capitão
  • ****
  • Mensagens: 4212
  • 24 de Junho de 2022, 09:27
Um Pizzi em rápido que ningiém quer na Europa, que é a oitava opção da seleção para as alas, que é o melhor jogador do Benfica... infelizmente ninguém o quer. Triste sina.

isso da selecção é discutivel... a estupidez do "inginheiro" não tem limites.

Comigo teria sido despedido após a vitoria no euro.
Claramente é um estupído.
Agora para mim não há nemhum jogador nosso que merece a seleçao.
Infelizmente os que tem nível já foram...

MTrigueiros

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 21543
  • 24 de Junho de 2022, 09:33
alguns devem estar ansiosos de mais um ano de cara de prisão de ventre e de falta de postura

"um craque"

está vai para a sétima época e têm 6 meses de craque

onde gajos como o Seferovic e o Gabriel também tiveram

Muito se preocupam vocês com a cara dos jogadores. Surreal.

Um dos melhores treinadores do Benfica dos últimos anos quase nunca se ria. Nem depois de um 10-0.

O que queremos é jogadores que joguem bem e o Rafa joga muito bem. E fá-lo de forma consecutiva desde 2018. Teve um ou outro período mais fraco, mas desde 18/19 que tem sido sistematicamente dos melhores jogadores da equipa. Preponderante quer com o Lage quer com o Jesus.
Pode até nem dizer nada, mas a cara dos jogadores, as expressões faciais e a postura corporal, obviamente que podem ser analisadas, criticadas e tidas como justificação para alguns argumentos.

E o Rafa não tem jogado bem de forma consecutiva desde 2018, nem tem tido apenas um ou outro período mais fraco. Os seus períodos mais fracos têm sido algo sistemáticos e no caso da última época, por exemplo, foi bem prolongado, desde a saída do Pizzi (mais coisa menos coisa) para a Turquia até final da época, isto é, meia época inteira.

Os argumentos são válidos desde que defendidos e, no caso do Rafa, é pertinente criticar ou referir a sua falta de empatia para com o jogo, para com os colegas (exceção feita do Pizzi e Almeidinhos), falta de compromisso emocional com a equipa.

O Rafa acarinhado, feliz, a jogar com os seus amiguinhos é bem diferente do Rafa triste, solitário, que parece que está a jogar com 10 gajos aleatórios que foram encontrados na rua por onde se passeia.

O Rafa da meia época do Lage era um Rafa bem diferente do Rafa das últimas épocas, mesmo no que diz respeito à cara, expressão, etc.

O Pizzi das primeiras épocas do Benfica era um Pizzi bem diferente do Pizzi "não consigo" das últimas épocas.

Tu começas bem: pode até nem dizer nada. Nós não sabemos de nada. Julgamos com base em achismos. Há vários jogadores que são conhecidos por “não sorrir”. Faz parte da personalidade. Não estão necessariamente tristes ou desmotivados. E o Rafa é um bom exemplo disso mesmo. Se desmotivado marca um golo em que vai de uma área à outra… que esteja desmotivado mais vezes.

A única coisa que nos podemos queixar é da lesão. E mesmo isso não sabemos o que é nem o que se passou.

Sobre a boa forma consecutiva. Se jogasse sempre ao nível altíssimo que chegou a apresentar, não estava aqui. Tem altos e baixos, mas mesmo nos momentos mais baixos é sempre um dos maiores agitadores do Benfica.

Em relação ao Pizzi, essa do “não consigo” pegou moda, não há nada a fazer. Usam isso para tudo, nem vale a pena tentar rebater.

O que eu sei é que o Pizzi do “não consigo” foi titular nessa época toda e preponderante com Lage. E na época a seguir voltou a ser dos melhores e com números incríveis.

JSilva28

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 7204
  • 24 de Junho de 2022, 09:44
alguns devem estar ansiosos de mais um ano de cara de prisão de ventre e de falta de postura

"um craque"

está vai para a sétima época e têm 6 meses de craque

onde gajos como o Seferovic e o Gabriel também tiveram

Muito se preocupam vocês com a cara dos jogadores. Surreal.

Um dos melhores treinadores do Benfica dos últimos anos quase nunca se ria. Nem depois de um 10-0.

O que queremos é jogadores que joguem bem e o Rafa joga muito bem. E fá-lo de forma consecutiva desde 2018. Teve um ou outro período mais fraco, mas desde 18/19 que tem sido sistematicamente dos melhores jogadores da equipa. Preponderante quer com o Lage quer com o Jesus.
Pode até nem dizer nada, mas a cara dos jogadores, as expressões faciais e a postura corporal, obviamente que podem ser analisadas, criticadas e tidas como justificação para alguns argumentos.

E o Rafa não tem jogado bem de forma consecutiva desde 2018, nem tem tido apenas um ou outro período mais fraco. Os seus períodos mais fracos têm sido algo sistemáticos e no caso da última época, por exemplo, foi bem prolongado, desde a saída do Pizzi (mais coisa menos coisa) para a Turquia até final da época, isto é, meia época inteira.

Os argumentos são válidos desde que defendidos e, no caso do Rafa, é pertinente criticar ou referir a sua falta de empatia para com o jogo, para com os colegas (exceção feita do Pizzi e Almeidinhos), falta de compromisso emocional com a equipa.

O Rafa acarinhado, feliz, a jogar com os seus amiguinhos é bem diferente do Rafa triste, solitário, que parece que está a jogar com 10 gajos aleatórios que foram encontrados na rua por onde se passeia.

O Rafa da meia época do Lage era um Rafa bem diferente do Rafa das últimas épocas, mesmo no que diz respeito à cara, expressão, etc.

O Pizzi das primeiras épocas do Benfica era um Pizzi bem diferente do Pizzi "não consigo" das últimas épocas.

Tu começas bem: pode até nem dizer nada. Nós não sabemos de nada. Julgamos com base em achismos. Há vários jogadores que são conhecidos por “não sorrir”. Faz parte da personalidade. Não estão necessariamente tristes ou desmotivados. E o Rafa é um bom exemplo disso mesmo. Se desmotivado marca um golo em que vai de uma área à outra… que esteja desmotivado mais vezes.

A única coisa que nos podemos queixar é da lesão. E mesmo isso não sabemos o que é nem o que se passou.

Sobre a boa forma consecutiva. Se jogasse sempre ao nível altíssimo que chegou a apresentar, não estava aqui. Tem altos e baixos, mas mesmo nos momentos mais baixos é sempre um dos maiores agitadores do Benfica.

Em relação ao Pizzi, essa do “não consigo” pegou moda, não há nada a fazer. Usam isso para tudo, nem vale a pena tentar rebater.

O que eu sei é que o Pizzi do “não consigo” foi titular nessa época toda e preponderante com Lage. E na época a seguir voltou a ser dos melhores e com números incríveis.
Sabes que essa do "não consigo" não se refere apenas ao momento em que ele diz "não consigo".

Pegou moda porque o Pizzi virou jogador do "não consigo". Não consigo correr para ajudar os colegas, não consigo correr para fechar espaços, não consigo fazer desmarcações porque tenho uma lesão crónica não sei onde, não consigo ganhar uma dividida porque tenho as chuteiras mal calçadas, não consigo ganhar um lance no 1x1 porque não tenho velocidade, nem arte, nem engenho, não consigo fazer mais nada do que estar na mama, para definir os lances.

Não pegou moda porque sim. Pegou moda porque o Pizzi tornou-se num jogador "não consigo".

Não precisas de rebater, nem vale a pena, porque são factos, tal como são factos quem diz que o Pizzi foi um suprassumo pelas estatísticas que alcançou.

Tanto que, acabas por rebater, falando dos números fabulosos do Pizzi, portanto seria sempre um ping pong desnecessário.

Abraçada

MTrigueiros

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 21543
  • 24 de Junho de 2022, 10:02
alguns devem estar ansiosos de mais um ano de cara de prisão de ventre e de falta de postura

"um craque"

está vai para a sétima época e têm 6 meses de craque

onde gajos como o Seferovic e o Gabriel também tiveram

Muito se preocupam vocês com a cara dos jogadores. Surreal.

Um dos melhores treinadores do Benfica dos últimos anos quase nunca se ria. Nem depois de um 10-0.

O que queremos é jogadores que joguem bem e o Rafa joga muito bem. E fá-lo de forma consecutiva desde 2018. Teve um ou outro período mais fraco, mas desde 18/19 que tem sido sistematicamente dos melhores jogadores da equipa. Preponderante quer com o Lage quer com o Jesus.
Pode até nem dizer nada, mas a cara dos jogadores, as expressões faciais e a postura corporal, obviamente que podem ser analisadas, criticadas e tidas como justificação para alguns argumentos.

E o Rafa não tem jogado bem de forma consecutiva desde 2018, nem tem tido apenas um ou outro período mais fraco. Os seus períodos mais fracos têm sido algo sistemáticos e no caso da última época, por exemplo, foi bem prolongado, desde a saída do Pizzi (mais coisa menos coisa) para a Turquia até final da época, isto é, meia época inteira.

Os argumentos são válidos desde que defendidos e, no caso do Rafa, é pertinente criticar ou referir a sua falta de empatia para com o jogo, para com os colegas (exceção feita do Pizzi e Almeidinhos), falta de compromisso emocional com a equipa.

O Rafa acarinhado, feliz, a jogar com os seus amiguinhos é bem diferente do Rafa triste, solitário, que parece que está a jogar com 10 gajos aleatórios que foram encontrados na rua por onde se passeia.

O Rafa da meia época do Lage era um Rafa bem diferente do Rafa das últimas épocas, mesmo no que diz respeito à cara, expressão, etc.

O Pizzi das primeiras épocas do Benfica era um Pizzi bem diferente do Pizzi "não consigo" das últimas épocas.

Tu começas bem: pode até nem dizer nada. Nós não sabemos de nada. Julgamos com base em achismos. Há vários jogadores que são conhecidos por “não sorrir”. Faz parte da personalidade. Não estão necessariamente tristes ou desmotivados. E o Rafa é um bom exemplo disso mesmo. Se desmotivado marca um golo em que vai de uma área à outra… que esteja desmotivado mais vezes.

A única coisa que nos podemos queixar é da lesão. E mesmo isso não sabemos o que é nem o que se passou.

Sobre a boa forma consecutiva. Se jogasse sempre ao nível altíssimo que chegou a apresentar, não estava aqui. Tem altos e baixos, mas mesmo nos momentos mais baixos é sempre um dos maiores agitadores do Benfica.

Em relação ao Pizzi, essa do “não consigo” pegou moda, não há nada a fazer. Usam isso para tudo, nem vale a pena tentar rebater.

O que eu sei é que o Pizzi do “não consigo” foi titular nessa época toda e preponderante com Lage. E na época a seguir voltou a ser dos melhores e com números incríveis.
Sabes que essa do "não consigo" não se refere apenas ao momento em que ele diz "não consigo".

Pegou moda porque o Pizzi virou jogador do "não consigo". Não consigo correr para ajudar os colegas, não consigo correr para fechar espaços, não consigo fazer desmarcações porque tenho uma lesão crónica não sei onde, não consigo ganhar uma dividida porque tenho as chuteiras mal calçadas, não consigo ganhar um lance no 1x1 porque não tenho velocidade, nem arte, nem engenho, não consigo fazer mais nada do que estar na mama, para definir os lances.

Não pegou moda porque sim. Pegou moda porque o Pizzi tornou-se num jogador "não consigo".

Não precisas de rebater, nem vale a pena, porque são factos, tal como são factos quem diz que o Pizzi foi um suprassumo pelas estatísticas que alcançou.

Tanto que, acabas por rebater, falando dos números fabulosos do Pizzi, portanto seria sempre um ping pong desnecessário.

Abraçada

Tornou-se moda porque pela forma como falas, parece que o Pizzi mudou alguma coisa.

Perdeu velocidade? Sim, mas a nível de atitude sempre foi igual. A diferença é que antes ganhávamos e estava tudo bem. Deixámos de ganhar e deixou de estar tudo bem.

O Pizzi nunca foi um jogador de correrias ou de choque. Muito forte com bola no pé e fraco sem ela. Isso foi explicado logo na primeira época pelo Jesus que o comparou a um jogador de andebol.

Por isso é que eu digo que o Pizzi nunca mudou a nível de atitude, tal como o Rafa. Isso somos nós a tentar arranjar bodes expiatórios. Eles são os mesmos, os resultados é que são muito diferentes.

JSilva28

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 7204
  • 24 de Junho de 2022, 10:12
alguns devem estar ansiosos de mais um ano de cara de prisão de ventre e de falta de postura

"um craque"

está vai para a sétima época e têm 6 meses de craque

onde gajos como o Seferovic e o Gabriel também tiveram

Muito se preocupam vocês com a cara dos jogadores. Surreal.

Um dos melhores treinadores do Benfica dos últimos anos quase nunca se ria. Nem depois de um 10-0.

O que queremos é jogadores que joguem bem e o Rafa joga muito bem. E fá-lo de forma consecutiva desde 2018. Teve um ou outro período mais fraco, mas desde 18/19 que tem sido sistematicamente dos melhores jogadores da equipa. Preponderante quer com o Lage quer com o Jesus.
Pode até nem dizer nada, mas a cara dos jogadores, as expressões faciais e a postura corporal, obviamente que podem ser analisadas, criticadas e tidas como justificação para alguns argumentos.

E o Rafa não tem jogado bem de forma consecutiva desde 2018, nem tem tido apenas um ou outro período mais fraco. Os seus períodos mais fracos têm sido algo sistemáticos e no caso da última época, por exemplo, foi bem prolongado, desde a saída do Pizzi (mais coisa menos coisa) para a Turquia até final da época, isto é, meia época inteira.

Os argumentos são válidos desde que defendidos e, no caso do Rafa, é pertinente criticar ou referir a sua falta de empatia para com o jogo, para com os colegas (exceção feita do Pizzi e Almeidinhos), falta de compromisso emocional com a equipa.

O Rafa acarinhado, feliz, a jogar com os seus amiguinhos é bem diferente do Rafa triste, solitário, que parece que está a jogar com 10 gajos aleatórios que foram encontrados na rua por onde se passeia.

O Rafa da meia época do Lage era um Rafa bem diferente do Rafa das últimas épocas, mesmo no que diz respeito à cara, expressão, etc.

O Pizzi das primeiras épocas do Benfica era um Pizzi bem diferente do Pizzi "não consigo" das últimas épocas.

Tu começas bem: pode até nem dizer nada. Nós não sabemos de nada. Julgamos com base em achismos. Há vários jogadores que são conhecidos por “não sorrir”. Faz parte da personalidade. Não estão necessariamente tristes ou desmotivados. E o Rafa é um bom exemplo disso mesmo. Se desmotivado marca um golo em que vai de uma área à outra… que esteja desmotivado mais vezes.

A única coisa que nos podemos queixar é da lesão. E mesmo isso não sabemos o que é nem o que se passou.

Sobre a boa forma consecutiva. Se jogasse sempre ao nível altíssimo que chegou a apresentar, não estava aqui. Tem altos e baixos, mas mesmo nos momentos mais baixos é sempre um dos maiores agitadores do Benfica.

Em relação ao Pizzi, essa do “não consigo” pegou moda, não há nada a fazer. Usam isso para tudo, nem vale a pena tentar rebater.

O que eu sei é que o Pizzi do “não consigo” foi titular nessa época toda e preponderante com Lage. E na época a seguir voltou a ser dos melhores e com números incríveis.
Sabes que essa do "não consigo" não se refere apenas ao momento em que ele diz "não consigo".

Pegou moda porque o Pizzi virou jogador do "não consigo". Não consigo correr para ajudar os colegas, não consigo correr para fechar espaços, não consigo fazer desmarcações porque tenho uma lesão crónica não sei onde, não consigo ganhar uma dividida porque tenho as chuteiras mal calçadas, não consigo ganhar um lance no 1x1 porque não tenho velocidade, nem arte, nem engenho, não consigo fazer mais nada do que estar na mama, para definir os lances.

Não pegou moda porque sim. Pegou moda porque o Pizzi tornou-se num jogador "não consigo".

Não precisas de rebater, nem vale a pena, porque são factos, tal como são factos quem diz que o Pizzi foi um suprassumo pelas estatísticas que alcançou.

Tanto que, acabas por rebater, falando dos números fabulosos do Pizzi, portanto seria sempre um ping pong desnecessário.

Abraçada

Tornou-se moda porque pela forma como falas, parece que o Pizzi mudou alguma coisa.

Perdeu velocidade? Sim, mas a nível de atitude sempre foi igual. A diferença é que antes ganhávamos e estava tudo bem. Deixámos de ganhar e deixou de estar tudo bem.

O Pizzi nunca foi um jogador de correrias ou de choque. Muito forte com bola no pé e fraco sem ela. Isso foi explicado logo na primeira época pelo Jesus que o comparou a um jogador de andebol.

Por isso é que eu digo que o Pizzi nunca mudou a nível de atitude, tal como o Rafa. Isso somos nós a tentar arranjar bodes expiatórios. Eles são os mesmos, os resultados é que são muito diferentes.
O Pizzi mudou e mudou bastante.

Estás muito enganado.

O Pizzi piorou bastante em termos de atitude competitiva, a partir do momento em que saíram as referências do clube, em que ele se tornou referência e com o endeusamento das bancadas.

O Pizzi da final da taça de portugal contra o Guimarães, o Pizzi da época em que se dá a adaptação a interior direito com o Rui Vitória, não é o mesmo Pizzi das últimas 3 épocas, sensivelmente.

Quer dizer, é a minha opinião, com base no que fui assistindo no estádio época após época, olhando para o jogo sem bola e para a forma pouco reativa aos lances que não fossem para finalizar.

MTrigueiros

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 21543
  • 24 de Junho de 2022, 10:34
alguns devem estar ansiosos de mais um ano de cara de prisão de ventre e de falta de postura

"um craque"

está vai para a sétima época e têm 6 meses de craque

onde gajos como o Seferovic e o Gabriel também tiveram

Muito se preocupam vocês com a cara dos jogadores. Surreal.

Um dos melhores treinadores do Benfica dos últimos anos quase nunca se ria. Nem depois de um 10-0.

O que queremos é jogadores que joguem bem e o Rafa joga muito bem. E fá-lo de forma consecutiva desde 2018. Teve um ou outro período mais fraco, mas desde 18/19 que tem sido sistematicamente dos melhores jogadores da equipa. Preponderante quer com o Lage quer com o Jesus.
Pode até nem dizer nada, mas a cara dos jogadores, as expressões faciais e a postura corporal, obviamente que podem ser analisadas, criticadas e tidas como justificação para alguns argumentos.

E o Rafa não tem jogado bem de forma consecutiva desde 2018, nem tem tido apenas um ou outro período mais fraco. Os seus períodos mais fracos têm sido algo sistemáticos e no caso da última época, por exemplo, foi bem prolongado, desde a saída do Pizzi (mais coisa menos coisa) para a Turquia até final da época, isto é, meia época inteira.

Os argumentos são válidos desde que defendidos e, no caso do Rafa, é pertinente criticar ou referir a sua falta de empatia para com o jogo, para com os colegas (exceção feita do Pizzi e Almeidinhos), falta de compromisso emocional com a equipa.

O Rafa acarinhado, feliz, a jogar com os seus amiguinhos é bem diferente do Rafa triste, solitário, que parece que está a jogar com 10 gajos aleatórios que foram encontrados na rua por onde se passeia.

O Rafa da meia época do Lage era um Rafa bem diferente do Rafa das últimas épocas, mesmo no que diz respeito à cara, expressão, etc.

O Pizzi das primeiras épocas do Benfica era um Pizzi bem diferente do Pizzi "não consigo" das últimas épocas.

Tu começas bem: pode até nem dizer nada. Nós não sabemos de nada. Julgamos com base em achismos. Há vários jogadores que são conhecidos por “não sorrir”. Faz parte da personalidade. Não estão necessariamente tristes ou desmotivados. E o Rafa é um bom exemplo disso mesmo. Se desmotivado marca um golo em que vai de uma área à outra… que esteja desmotivado mais vezes.

A única coisa que nos podemos queixar é da lesão. E mesmo isso não sabemos o que é nem o que se passou.

Sobre a boa forma consecutiva. Se jogasse sempre ao nível altíssimo que chegou a apresentar, não estava aqui. Tem altos e baixos, mas mesmo nos momentos mais baixos é sempre um dos maiores agitadores do Benfica.

Em relação ao Pizzi, essa do “não consigo” pegou moda, não há nada a fazer. Usam isso para tudo, nem vale a pena tentar rebater.

O que eu sei é que o Pizzi do “não consigo” foi titular nessa época toda e preponderante com Lage. E na época a seguir voltou a ser dos melhores e com números incríveis.
Sabes que essa do "não consigo" não se refere apenas ao momento em que ele diz "não consigo".

Pegou moda porque o Pizzi virou jogador do "não consigo". Não consigo correr para ajudar os colegas, não consigo correr para fechar espaços, não consigo fazer desmarcações porque tenho uma lesão crónica não sei onde, não consigo ganhar uma dividida porque tenho as chuteiras mal calçadas, não consigo ganhar um lance no 1x1 porque não tenho velocidade, nem arte, nem engenho, não consigo fazer mais nada do que estar na mama, para definir os lances.

Não pegou moda porque sim. Pegou moda porque o Pizzi tornou-se num jogador "não consigo".

Não precisas de rebater, nem vale a pena, porque são factos, tal como são factos quem diz que o Pizzi foi um suprassumo pelas estatísticas que alcançou.

Tanto que, acabas por rebater, falando dos números fabulosos do Pizzi, portanto seria sempre um ping pong desnecessário.

Abraçada

Tornou-se moda porque pela forma como falas, parece que o Pizzi mudou alguma coisa.

Perdeu velocidade? Sim, mas a nível de atitude sempre foi igual. A diferença é que antes ganhávamos e estava tudo bem. Deixámos de ganhar e deixou de estar tudo bem.

O Pizzi nunca foi um jogador de correrias ou de choque. Muito forte com bola no pé e fraco sem ela. Isso foi explicado logo na primeira época pelo Jesus que o comparou a um jogador de andebol.

Por isso é que eu digo que o Pizzi nunca mudou a nível de atitude, tal como o Rafa. Isso somos nós a tentar arranjar bodes expiatórios. Eles são os mesmos, os resultados é que são muito diferentes.
O Pizzi mudou e mudou bastante.

Estás muito enganado.

O Pizzi piorou bastante em termos de atitude competitiva, a partir do momento em que saíram as referências do clube, em que ele se tornou referência e com o endeusamento das bancadas.

O Pizzi da final da taça de portugal contra o Guimarães, o Pizzi da época em que se dá a adaptação a interior direito com o Rui Vitória, não é o mesmo Pizzi das últimas 3 épocas, sensivelmente.

Quer dizer, é a minha opinião, com base no que fui assistindo no estádio época após época, olhando para o jogo sem bola e para a forma pouco reativa aos lances que não fossem para finalizar.

Respeito a tua opinião, mas não concordo.

Ele sempre foi “mole”. Nunca foi muito intenso. Mas as coisas saíam bem e não se falava nisso.

Como diz o ditado: em casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão.

Acho que é um bocado o que se passa no Benfica. Estamos todos à procura de bodes expiatórios, quando o mal é geral e não uma ou outra situação em particular.

E para terminar o tema Pizzi, eu também acho que está em fim de ciclo e deve sair. Só para que fique claro.

JSilva28

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 7204
  • 24 de Junho de 2022, 10:36
alguns devem estar ansiosos de mais um ano de cara de prisão de ventre e de falta de postura

"um craque"

está vai para a sétima época e têm 6 meses de craque

onde gajos como o Seferovic e o Gabriel também tiveram

Muito se preocupam vocês com a cara dos jogadores. Surreal.

Um dos melhores treinadores do Benfica dos últimos anos quase nunca se ria. Nem depois de um 10-0.

O que queremos é jogadores que joguem bem e o Rafa joga muito bem. E fá-lo de forma consecutiva desde 2018. Teve um ou outro período mais fraco, mas desde 18/19 que tem sido sistematicamente dos melhores jogadores da equipa. Preponderante quer com o Lage quer com o Jesus.
Pode até nem dizer nada, mas a cara dos jogadores, as expressões faciais e a postura corporal, obviamente que podem ser analisadas, criticadas e tidas como justificação para alguns argumentos.

E o Rafa não tem jogado bem de forma consecutiva desde 2018, nem tem tido apenas um ou outro período mais fraco. Os seus períodos mais fracos têm sido algo sistemáticos e no caso da última época, por exemplo, foi bem prolongado, desde a saída do Pizzi (mais coisa menos coisa) para a Turquia até final da época, isto é, meia época inteira.

Os argumentos são válidos desde que defendidos e, no caso do Rafa, é pertinente criticar ou referir a sua falta de empatia para com o jogo, para com os colegas (exceção feita do Pizzi e Almeidinhos), falta de compromisso emocional com a equipa.

O Rafa acarinhado, feliz, a jogar com os seus amiguinhos é bem diferente do Rafa triste, solitário, que parece que está a jogar com 10 gajos aleatórios que foram encontrados na rua por onde se passeia.

O Rafa da meia época do Lage era um Rafa bem diferente do Rafa das últimas épocas, mesmo no que diz respeito à cara, expressão, etc.

O Pizzi das primeiras épocas do Benfica era um Pizzi bem diferente do Pizzi "não consigo" das últimas épocas.

Tu começas bem: pode até nem dizer nada. Nós não sabemos de nada. Julgamos com base em achismos. Há vários jogadores que são conhecidos por “não sorrir”. Faz parte da personalidade. Não estão necessariamente tristes ou desmotivados. E o Rafa é um bom exemplo disso mesmo. Se desmotivado marca um golo em que vai de uma área à outra… que esteja desmotivado mais vezes.

A única coisa que nos podemos queixar é da lesão. E mesmo isso não sabemos o que é nem o que se passou.

Sobre a boa forma consecutiva. Se jogasse sempre ao nível altíssimo que chegou a apresentar, não estava aqui. Tem altos e baixos, mas mesmo nos momentos mais baixos é sempre um dos maiores agitadores do Benfica.

Em relação ao Pizzi, essa do “não consigo” pegou moda, não há nada a fazer. Usam isso para tudo, nem vale a pena tentar rebater.

O que eu sei é que o Pizzi do “não consigo” foi titular nessa época toda e preponderante com Lage. E na época a seguir voltou a ser dos melhores e com números incríveis.
Sabes que essa do "não consigo" não se refere apenas ao momento em que ele diz "não consigo".

Pegou moda porque o Pizzi virou jogador do "não consigo". Não consigo correr para ajudar os colegas, não consigo correr para fechar espaços, não consigo fazer desmarcações porque tenho uma lesão crónica não sei onde, não consigo ganhar uma dividida porque tenho as chuteiras mal calçadas, não consigo ganhar um lance no 1x1 porque não tenho velocidade, nem arte, nem engenho, não consigo fazer mais nada do que estar na mama, para definir os lances.

Não pegou moda porque sim. Pegou moda porque o Pizzi tornou-se num jogador "não consigo".

Não precisas de rebater, nem vale a pena, porque são factos, tal como são factos quem diz que o Pizzi foi um suprassumo pelas estatísticas que alcançou.

Tanto que, acabas por rebater, falando dos números fabulosos do Pizzi, portanto seria sempre um ping pong desnecessário.

Abraçada

Tornou-se moda porque pela forma como falas, parece que o Pizzi mudou alguma coisa.

Perdeu velocidade? Sim, mas a nível de atitude sempre foi igual. A diferença é que antes ganhávamos e estava tudo bem. Deixámos de ganhar e deixou de estar tudo bem.

O Pizzi nunca foi um jogador de correrias ou de choque. Muito forte com bola no pé e fraco sem ela. Isso foi explicado logo na primeira época pelo Jesus que o comparou a um jogador de andebol.

Por isso é que eu digo que o Pizzi nunca mudou a nível de atitude, tal como o Rafa. Isso somos nós a tentar arranjar bodes expiatórios. Eles são os mesmos, os resultados é que são muito diferentes.
O Pizzi mudou e mudou bastante.

Estás muito enganado.

O Pizzi piorou bastante em termos de atitude competitiva, a partir do momento em que saíram as referências do clube, em que ele se tornou referência e com o endeusamento das bancadas.

O Pizzi da final da taça de portugal contra o Guimarães, o Pizzi da época em que se dá a adaptação a interior direito com o Rui Vitória, não é o mesmo Pizzi das últimas 3 épocas, sensivelmente.

Quer dizer, é a minha opinião, com base no que fui assistindo no estádio época após época, olhando para o jogo sem bola e para a forma pouco reativa aos lances que não fossem para finalizar.

Respeito a tua opinião, mas não concordo.

Ele sempre foi “mole”. Nunca foi muito intenso. Mas as coisas saíam bem e não se falava nisso.

Como diz o ditado: em casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão.

Acho que é um bocado o que se passa no Benfica. Estamos todos à procura de bodes expiatórios, quando o mal é geral e não uma ou outra situação em particular.

E para terminar o tema Pizzi, eu também acho que está em fim de ciclo e deve sair. Só para que fique claro.
Concordo contigo que o mal é geral, estrutural, não apenas de um ou outro elemento, quer seja jogador ou treinador ou roupeiro.

É um mal geral que criou raízes no clube e que vai ser muito complicado cortar duma vez por todas.

Kurt Cobain 10

  • Eusébio
  • ******
  • RUA ENCOSTA
  • Mensagens: 55741
  • 24 de Junho de 2022, 10:37
Apesar de ser um bom jogador quando quer , eu vendia o. E contratava outro extremo .

S1Benfica

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 10314
  • 27 de Junho de 2022, 12:03
Anda perdido pela 3ª página (e não só) mas começo a pensar mesmo que para o Roger será ele e mais 10.

Acontecerá mesmo aqui uma reviravolta?

PS: Para tal teria que existir um investimento fortíssimo porque não me passa pela cabeça que queira continuar a receber muito menos do que os que mais recebem. Não sei se estaremos disponíveis para tal, mas lá está...tudo dependerá da firmeza do treinador.