FC Rosengård 1 - 3 SL Benfica

  • Futebol
  • Feminino
  • Seniores
  • 2022/2023
  • Liga dos Campeões
Submetida por Ruud em Seg, 10/17/2022 - 19:22
    Competição
    Fase
    Fase de grupos
    Ronda
    4ª Jornada
    Data
    Qua, 7 Dezembro, 2022, 17:45
    Estado
    Realizado

    Força coletiva deu gás à reviravolta

    Em desafio da 4.ª jornada do grupo D da Liga dos Campeões, o Benfica levou a melhor sobre o Rosengard (1-3).

    Liga dos Campeões
    4.ª jornada
    grupo D
    RESULTADO FINAL
    Rosengard 1
    Benfica 3
    Marcadoras
    Schough 30' Cloé Lacasse 37'
    Cloé Lacasse 40'
    Nycole Raysla 47'

    Com grande personalidade, a equipa feminina de futebol do Benfica impôs-se sobre o Rosengard (1-3), em jogo da 4.ª jornada do grupo D da Liga dos Campeões e totaliza agora seis pontos.

    Na Suécia, a partida iniciou-se sob neve e o Benfica entrou melhor. Logo aos 3', um remate de Nycole Raysla, desviado por uma adversária, causou perigo. Com intensidade, apesar das condições atmosféricas adversas, as campeãs nacionais remeteram o Rosengard à sua defesa.

    Aos 27', Valéria Cantuário, que alinhou na lateral-direita, fez valer a sua propensão ofensiva, projetou-se no ataque e rematou à malha lateral. 

    No minuto seguinte, Larsson, sobre a direita, esboçou uma reação das campeãs suecas, com um remate cruzado, que Rute Costa, de regresso à baliza, travou.

    Registou-se uma fase de maior equilíbrio, e Schough inaugurou o marcador contra a corrente de jogo. Sobre a esquerda, já na grande área, a avançada do Rosengard disparou e a bola, que ainda sofreu um ligeiro desvio numa jogadora, só parou no fundo da baliza encarnada.

    O Benfica não acusou o golo sofrido e manteve a postura inicial. A pressionar, em busca do golo, Cloé Lacasse deu o mote para a reviravolta.

    Lançada em profundidade por Francisca Nazareth, a internacional canadiana fez o 1-1, aos 37'. Ávidas de alcançarem a reviravolta, as águias carregaram no acelerador e, mais uma vez, Cloé, pela esquerda, galgou metros e rematou para defesa de Micah. A pressão encarnada deu resultado e aos 40', servida por Nycole, fez o 2-1Recuperação de Valéria Cantuário, passe para Ana Vitória, que entregou o esférico a Nycole, a avançada isolou Cloé e esta, letal, bisou.

    Com incentivos de dezenas de adeptos do Benfica nas bancadas, que se fizeram ouvir, as encarnadas tiveram oportunidades para sentenciar a partida até ao intervalo.

    Micah negou o golo a Christy Ucheibe e Pauleta (42') e, no minuto seguinte, voou para negar o 1-3 à capitã do Benfica.

    O reinício do desafio correu de feição à equipa treinada por Filipa Patão. Um passe sublime de Francisca Nazareth para Nycole Raysla foi aproveitado pela avançada brasileira, que aplicou um remate de primeira, com o pé direito, indefensávelUm golo de belo efeito, aos 47', a ilustrar o entendimento perfeito entre as atacantes do Benfica! 

    O Rosengard perdeu a guarda-redes Micah, por lesão, num lance dividido com Cloé (62') e, a vencer por 1-3, o Benfica controlou o desafio. Aos 72', Cloé Lacasse viu ser-lhe anulado um golo por fora de jogo.

    Sem pontos neste grupo, o Rosengard tentou reduzir, mas deparou-se com Rute Costa, que defendeu o cabeceamento da recém-entrada Lundin, aos 75'.

    A mostrar crescimento entre as melhores formações da Europa, o Benfica poderia ter saído da Suécia com um resultado mais expressivo. 

    Aos 87', um grande remate de Jéssica Silva, que tinha entrado para refrescar o ataque, embateu na trave e Cloé não conseguiu atirar para a baliza, na recarga. Também Lúcia Alves, lançada na segunda metade, atirou, com ângulo reduzido à baliza do Ronsengard.

    Mukasa desviou a bola para a trave. Já nos descontos, Rute Costa inviabilizou o segundo golo das suecas. 

    Consistente, o Benfica mantém viva a luta pelos quartos de final e na próxima jornada recebe o Barcelona, a 15 de dezembro. As campeãs nacionais ocupam o 3.º lugar do grupo D, a 3 pontos de Barcelona e Bayern, 2.º classificado, que nesta quarta-feira derrotou as catalãs (3-1).

    Para já, e com quatro desafios até 21 de dezembro, data da deslocação a Munique para medir forças com o Bayern, o Benfica vira agulhas para a Liga BPI. Domingo, 11 de dezembro, recebe o Valadares Gaia. A partida da 9.ª jornada está agendada para as 16h00, no Campo n.º 7 do Benfica Campus.

    DECLARAÇÕES

    Filipa Patão (treinadora do Benfica): "Mais uma boa vitória, num contexto muito difícil. Dominámos sempre e agora, em termos futuros, vamos ter um jogo com o Barcelona, que será muito difícil, mas teremos de procurar pontuar para continuarmos na corrida, antes do jogo com o Bayern. O Benfica mostra sempre uma grandeza enorme em todos os campos e a grandeza passa pela sua massa associativa, que nós acarinhamos muito e é para eles que jogamos e lutamos. Com certeza que continuaremos a festejar com eles. Temos muitos compromissos agora, mas a equipa está muito bem, forte e unida, e vamos fazer as gestões necessárias para estarmos bem até ao jogo com o Bayern." 

    Cloé Lacasse (avançada do Benfica): "É muito bom que continuemos a crescer na Champions. Sabíamos que só vencendo é que poderíamos continuar na Champions. O Rosengard é um forte oponente e lidámos com o sintético, frio e neve. Conseguimos dar a volta e é fantástico. Vamos jogo a jogo, teremos o Barcelona em casa e será uma jornada desafiante, em que tentaremos colocar todo o nosso talento em campo. E depois segue-se o Bayern. Queremos somar mais pontos. O apoio dos Benfiquistas é sempre fantástico, seja em casa, ou fora. Em termos individuais, fico feliz pelos dois golos, mas não ligo muito ao desempenho individual. O terceiro golo da Nycole foi incrível."

    Christy Ucheibe (média do Benfica): "Vamos passo a passo. Tentei ajudar as minhas companheiras e conseguimos uma boa vitória. A neve, o frio e os adeptos do Rosengard foram uma dificuldade extra para nós, mas fizemos o nosso trabalho e correu tudo bem."

    Rosengard-Benfica
    1-3
    Malmö Idrottsplats
    Onze do Benfica
    Rute Costa, Valéria Cantuário (Lúcia Alves, 64'), Carole Costa, Ana Seiça, Catarina Amado, Pauleta, Christy Ucheibe (Andreia Faria, 89'), Ana Vitória, Francisca Nazareth (Andreia Norton, 70'), Nycole Raysla (Jéssica Silva, 64') e Cloé Lacasse (Daniela Silva, 89')
    Suplentes
     Katelin Talbert, Carolina Vilão, Sílvia Rebelo, Carolina Correia, Lúcia Alves (64'), Maria Negrão, Daniela Silva (89'), Andreia Faria (89'), Andreia Norton (70'), Lara Pintassilgo, Jéssica Silva (64') e Beatriz Nogueira
    Onze do Rosengard
    Micah (Mukasa, 62'), Wik, Athinna Persson, Gudrún Arnardóttir, Brown (Oling, 62'), Bredgaard, Mia Persson (Holdt, 81'), Kullashi, Thogersen (Sprung, 62'), Larsson (Lundin, 63') e Schough
    Suplentes
     Mukasa (62'), Polozen, Oling (62'), Knaak, Lundin (63'), Sanders, Kristell, Berglund, Chmielinski, Schmidt, Holdt (81') e Sprung (62')
    Ao intervalo 1-2
    Golos
    Benfica: Cloé Lacasse (37' e 40') e Nycole Raysla (47'); Rosengard: Schough (30')

    Informação do Jogo: https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2022/12/07/futebol-feminino-jogo-benfica-rosengard-4-jornada-grupo-d-liga-dos-campeoes

     

    Onze Inicial

    Banco

    Treinador

    Momentos

    Onze Inicial

    Banco

    Treinador

    Momentos

    Coming soon

    Notícias relacionadas

    Nenhum item encontrado