Jesus: "A derrota tirou-nos a crença"

Submetida por pica_foices em Sáb, 04/17/2021 - 21:49
Fonte
sapo.pt

Jorge Jesus analisou a derrota do Benfica em conferência de imprensa no estádio da Luz.

 

Análise

"Houve dois Benficas, na sua primeira fase de pressão não conseguiu anular a fase de pressão do Gil Vicente. A equipa de Barcelos conseguiu marcar primeiro com o Benfica e chegou com mais facilidade às zonas de finalização. Um Gil Vicente bem organizado, poderoso no jogo áereo. Procurou jogar no estádio da Luz com um futebol positivo, disputou o jogo pelo jogo. Não conseguiu dar a volta nos segundos 45 minutos minutos. Faltou profundidade. Na segunda parte tentámos mudar. O Gil Vicente foi uma equipa que tentou disputar do jogo, teve algum mérito e o Benfica não conseguiu dar a volta ao resultado."

 

Toalha ao chão na luta pelo título?

"Este jogo tirou-nos a ideia e a sensação que podíamos pensar em outros objetivos. Mas é pensar jogo a jogo. Se não chegas ao segundo lugar, não chegas ao primeiro lugar. Esta derrota atrasou-nos a recuperação. Ainda faltam muitos pontos por disputar. Temos que ir à procura da classificação e tentar para o segundo lugar. Temos que ser práticos e não teóricos. O primeiro lugar...A derrota tirou-nos a crença. Voltámos defensivamente a cometer alguns erros. Dando espaço aos jogadores para finalizar. Por mérito do Gil Vicente, acabou por fazer dois golos em duas oportunidades."

 

Deixa de depender de si para chegar ao segundo lugar. Qual é o impacto da não qualificação para a Champions?

"O FC Porto ainda não jogou, neste momento dependemos de nós. Não sei responder. Está mais difícil a nossa recuperação. Temos que ir à procura de pontuar. Será o impacto de perder mais três pontos."
 

O Benfica manteve-se com 57 pontos, menos três do que o FC Porto, segundo colocado, que apenas joga no domingo, no estádio do Nacional, e menos 12 relativamente ao líder Sporting, enquanto o Gil Vicente passou a somar 31.

 

https://desporto.sapo.pt/futebol/primeira-liga/artigos/jesus-a-derrota-tirou-nos-a-crenca