Treinador, 1910-03-13 - 1981-08-28)
Hungria
Stats: 4 épocas, 162 jogos ( minutos), golos
Títulos: Campeonato Nacional (2), Taça de Portugal (1), Taça dos Campeões Europeus (2)

41 - Tópico: Béla Guttmann, o Feiticeiro Húngaro  (Lida 74758 vezes)

CorDeSang2

  • Velha Glória
  • *****
  • Mensagens: 5405
  • 07 de Novembro de 2005, 21:31
E' pena as entrevistas nao abordarem o assunto da sua desercao mal explicada.

"Apesar de adorado e convidado para renovar pelo FC Porto, acabaria por, quase clandestinamente, sem dizer nada aos directores azuis e brancos, rumar a Lisboa, ao Benfica. Deixou uma carta onde explicava que era por causa do clima frio do Porto, aquele nevoeiro tinha-lhe provocado crónicas dores nas costas. Necessitava, por isso, do sol do sul, mas na verdade o canto de sereia era outro: 400 contos por ano, 150 pela conquista do campeonato, e 50 pela Taça."

Isto fez ele ao porco, e foi um aviso do que faria depois ao Benfica, trocando-nos pelo Penarol sem dizer a'gua vai...

Mas afinal, so' conta a parte risonha da Hist'oria?

CorDeSang2

  • Velha Glória
  • *****
  • Mensagens: 5405
  • 07 de Novembro de 2005, 21:35
E' uma pena haver gente que acha que a Histo'ria se escreve a preto e branco. Com bons sempre muito bons, e maus sempre muito maus...

Desconhecimento ou ingenuidade?

SirRik

  • Eusébio
  • ******
  • I don't drink water because fish fuck there... I only drink beer!!!
  • Mensagens: 13473
  • 08 de Novembro de 2005, 11:02
Fenomenal....

Kobille

  • Administrator
  • *
  • Mensagens: 14599
  • Sócio: 106621
  • 24 de Junho de 2008, 22:58
Leiam e orgulhem-se !!!

as declarações de Guttmann que se seguem,resultam de conversas mantidas com os jornalistas de A BOLA Alfredo Farinha, Álvaro Braga, Cruz dos Santos e Justino Lopes
...
- Quais os termos exactos da sua famosa maldição, que continua a dar muito que falar... ?
- Nem daqui a cem anos um clube português volta a ganhar duas vezes seguidas
a Taça dos Campeões.
Foi difícil ser treinador do Benfica?
- Contra o Benfica, todos valem, ou fazem por valer, o dobro daquilo que efectivamente valem. É uma guerra santa.

- A mística do Benfica é apenas um mito?
- Só quem está lá dentro do Benfica é que pode saber o que é a mística. Eu, antes, já tinha ouvido falar na mística. Mas encolhia os ombros. Não sabia o que era. Francamente, até pensava que não fosse nada, que não passasse de uma simples e vã palavra. Agora, porém, que a conheci, senti e vivi, afirmo-lhe que ela existe. Não há nenhum clube do Mundo que possua mística igual à do Benfica. E é este, afinal, um dos grandes segredos dos seus êxitos e da sua força.
- Não está a exagerar?
- Não. Tentarei explicar algumas das suas manifestações exteriores mais palpáveis. Veja, por exemplo, a sua massa associativa. Chove? Está frio? Faz calor? Que importa? Nem que o jogo seja no fim do Mundo, entre
as neves da serra ou no meio das chamas do Inferno, por terra, por mar ou pelo ar, eles aí vão, os-adeptos do Benfica, atrás da sua equipa. Grande, incomparável, extraordinária massa associativa!
- E os jogadores sentem esse clima?
- Nunca encontrei jogadores que sentissem tanto a camisola como os do Benfica. Mesmo que não sejam tecnicamente famosos, tornam-se futebolistas assombrosos e temíveis. É a mística do Benfica, compreende?
 
do site Planeta do Futebol
http://www.planetadofutebol.com/index2.php?sector=11
Se algumas coisas continuam a ser verdade, outras, infelizmente, deixaram de o ser...
Oh tempo, volta atrás...
:cry2:

Eagle Fly Free

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 6036
  • 25 de Junho de 2008, 00:34
Sou realista. Diz-me um clube português (tirando o mourinho que não conta pq é uma anormalidade) que desde a implantação da LC tenha chegado longe o suficiente a ponto de ter hipóteses de vencer a competição. Antes da Lei Bosman e quando era uma só equipa por país na competição era mais fácil aos clubes portugueses vencer a competição. Facto que se comprova pelo nº de finais que os clubes portugueses estiveram antes (8) e depois (1) da mudança..


Era tanto mais fácil que só dois clubes portugueses venceram a TCE. Tal como a poderosa (?) Espanha e Alemanha\R.F.A.. Dizer isso assim sem mais nem menos...  ::)  mais valia dizer que houve uma geração que foi de facto a melhor da Europa (5 finais numa década, realmente não está nada mal...).

Corruptos !!!!  :tickedoff:  :tickedoff:  :tickedoff:  :tickedoff:  :tickedoff:  :disgust:

 ;D

iker_slb

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 29100
  • 10 de Julho de 2008, 00:05
alguem m sabe dizer porque ele "lançou" essa tal de maldiçao?!?

uezor

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 6056
  • 10 de Julho de 2008, 22:36
alguem m sabe dizer porque ele "lançou" essa tal de maldiçao?!?

no calor da emoção disse qualquer coisa do género: "nem daqui a cem anos um clube portugues volta a ganhar duas vezes seguidas a liga dos campeões".

O q ele queria exprimir era a euforia por ter alcançado um feito único, nunca lhe deve ter passado pela cabeça q aquela frase seria uma maldição no futuro.

depois começou-se a dizer q ele tinha dito q o benfica nunca mais ganharia a Liga dos Campeões.

o q é facto, é q o Benfica depois disso alcançou imensas finais, perdendo sempre = \

VitorPaneira7

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 11463
  • 11 de Julho de 2008, 00:15
Sou realista. Diz-me um clube português (tirando o mourinho que não conta pq é uma anormalidade) que desde a implantação da LC tenha chegado longe o suficiente a ponto de ter hipóteses de vencer a competição. Antes da Lei Bosman e quando era uma só equipa por país na competição era mais fácil aos clubes portugueses vencer a competição. Facto que se comprova pelo nº de finais que os clubes portugueses estiveram antes (8) e depois (1) da mudança..


Era tanto mais fácil que só dois clubes portugueses venceram a TCE. Tal como a poderosa (?) Espanha e Alemanha\R.F.A.. Dizer isso assim sem mais nem menos...  ::)  mais valia dizer que houve uma geração que foi de facto a melhor da Europa (5 finais numa década, realmente não está nada mal...).

Corruptos !!!!  :tickedoff:  :tickedoff:  :tickedoff:  :tickedoff:  :tickedoff:  :disgust:

 ;D
A alemanha tem 3 vencedores e não dois .Bayern, Hamburgo e Borussia dortmund

uezor

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 6056
  • 11 de Julho de 2008, 01:21
Sou realista. Diz-me um clube português (tirando o mourinho que não conta pq é uma anormalidade) que desde a implantação da LC tenha chegado longe o suficiente a ponto de ter hipóteses de vencer a competição. Antes da Lei Bosman e quando era uma só equipa por país na competição era mais fácil aos clubes portugueses vencer a competição. Facto que se comprova pelo nº de finais que os clubes portugueses estiveram antes (8) e depois (1) da mudança..

Eu dou-te a realidade: o Benfica entrou em crise, e como tal a chegada à final dessa competição europeia por equipas portuguesas tornou-se rara.

BigSLB

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 6730
  • 22 de Outubro de 2008, 07:58
La maldición de Bela Guttman
Por Óscar García

 El fútbol nos ofrece de vez en cuando regalos que quizá sólo valoramos en su justa medida con el paso del tiempo. Hombres de enorme categoría humana, con una vida tan apasionante o más lejos de los estadios que en los terrenos de juego y cuya huella permanece indeleble con el transcurrir de los años. Es el caso del húngaro Bela Guttman, centrocampista estrella del fútbol europeo en los años 20, uno de los mejores entrenadores de todos los tiempos y que por haber nacido judío vio como buena parte de su vida se convertía en un sufrimiento, en una lucha por sobrevivir.

Su religión le llevó a abandonar su Hungría natal en 1921 para hacer carrera en Viena con el Hakoah (fuerza en hebreo), un equipo formado exclusivamente por judíos. El profesionalismo no se había instalado aún en el fútbol y la principal preocupación de Guttman en esos tiempos era cómo pagar las facturas. Para ello fundó una escuela de baile, donde él mismo impartía clases de danza clásica.

El vistoso juego de aquel Hakoah provocó que el club comenzara a despertar tantos elogios como reticencias. En la Austria de mediados de los años 20 no era bien visto que un grupo de judíos se hubiera convertido en la referencia futbolística del país. La religión siempre estuvo presente en su vida y volvió a cruzarse en su camino poco después para llevarle hasta Estados Unidos, donde los judíos controlaban todos los clubes importantes. Permaneció allí seis años y en 1932 regresó a la vieja Europa para impartir su magisterio desde los banquillos. Pasó por 19 equipos en una extensa y exitosa trayectoria que tiene un vacío de seis años. Entre 1939 y 1945 se desconoce qué fue de su vida. “Dios me ayudó”, decía Guttman.

Estuvo cerca de provocar la ruina del modesto Enschede, precursor del actual Twente, al acordar con los dirigentes unas primas multimillonarias si eran campeones de Liga. Los directivos, que no tuvieron problema en aceptar un reto que creían imposible de cumplir, vivieron los últimos encuentros del campeonato en una angustia permanente. El equipo luchó hasta el final por un título que de haberlo conseguido hubiera provocado la ruina económica del club.

De Puskas al 4-2-4

Hizo campeón al Ujpest húngaro, trabajó a cambio de la comida en un pequeño conjunto rumano y dirigió en el Kispest (Honved) a algunos de los mejores jugadores húngaros de siempre, como Puskas, Czibor o Kocsis. Allí vivió un agrio enfrentamiento con Ferenc Puskas que terminó provocando su marcha. Cuentan que discutieron en el descanso de un partido y Guttman vivió la segunda parte sentado en el banquillo, fumando mientras leía una revista. Entendía que si no tenía el respeto de los futbolistas no había razón para seguir en el club y se fue.

Pasó por Italia antes de llegar a Brasil, donde dejó una herencia que nunca le agradecerán lo suficiente. En 1957 hizo campeón del Paulistao al Sao Paulo y allí implantó un sistema de juego que un año después trasladó Feola hasta la selección de Brasil para ganar el Mundial de Suecia. Los precursores de aquel 4-2-4, basado en que seis hombres debían atacar y otros tantos defender, habían sido Marton Bukovi y Gusztav Sebes, el seleccionador de la gran Hungría de los 50. Guttman lo perfeccionó y Feola lo copió.

Su siguiente destino fue Portugal, donde salió campeón con el Oporto antes de hacer historia con el Benfica. Dicen que en una peluquería de Lisboa empezó Guttman a construir el mejor Benfica que se haya conocido. Allí coincidió con el brasileño José Bauer, al que había entrenado en el Sao Paulo, quien le puso tras la pista de un jugador mozambiqueño del Sporting Maputo. Unos días después Eusebio fichaba por el Benfica.

En 1962 el Benfica se impuso al Real Madrid en la final de la Copa de Europa, pero ese mismo verano una serie de discrepancias con los dirigentes del Benfica provocaron su salida del club. Guttman no esperaba el trato recibido y se fue dejando una advertencia que ha terminado por convertirse en una suerte de maldición. Aseguró que sin él, el Benfica nunca más ganaría una final de Copa de Europa. Y así ha sido. Desde entonces el Benfica ha perdido las cuatro finales que ha disputado.

Directivos y jugadores benfiquistas han llegado a visitar la tumba de Guttman en Viena, pero ni así han logrado acabar con una maldición que sigue vigente casi 50 años después.

http://blogs.as.com/futblogging/2008/10/la-maldicin-de.html#more

Eagle Fly Free

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 6036
  • 22 de Outubro de 2008, 19:41
Sou realista. Diz-me um clube português (tirando o mourinho que não conta pq é uma anormalidade) que desde a implantação da LC tenha chegado longe o suficiente a ponto de ter hipóteses de vencer a competição. Antes da Lei Bosman e quando era uma só equipa por país na competição era mais fácil aos clubes portugueses vencer a competição. Facto que se comprova pelo nº de finais que os clubes portugueses estiveram antes (8) e depois (1) da mudança..


Era tanto mais fácil que só dois clubes portugueses venceram a TCE. Tal como a poderosa (?) Espanha e Alemanha\R.F.A.. Dizer isso assim sem mais nem menos...  ::)  mais valia dizer que houve uma geração que foi de facto a melhor da Europa (5 finais numa década, realmente não está nada mal...).

Corruptos !!!!  :tickedoff:  :tickedoff:  :tickedoff:  :tickedoff:  :tickedoff:  :disgust:

 ;D
A alemanha tem 3 vencedores e não dois .Bayern, Hamburgo e Borussia dortmund

Eu provavelmente estaria a referir-me à Taça dos Campeões Europeus, pré-formato Liga dos Campeões.

pcssousa

  • Colaborador
  • ******
  • Até sempre!
  • Mensagens: 75794
  • 23 de Outubro de 2008, 17:26
Nunca encontrei jogadores que sentissem tanto a camisola como os do Benfica. Mesmo que não sejam tecnicamente famosos, tornam-se futebolistas assombrosos e temíveis. É a mística do Benfica
O que foi o Benfica e ao que chegou...  :disgust:

G-Man

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 58574
  • Pantera Negra, "True Legend"
  • 25 de Outubro de 2008, 15:06
Mas afinal a maldição de Gutmann era, que o Benfica nem daqui a 100 anos voltava a ser campeão Europeu, ou que uma equipa Portuguesa nem daqui a 100 anos voltava a ser 2  vezes seguidas cameão Europeia?

pcssousa

  • Colaborador
  • ******
  • Até sempre!
  • Mensagens: 75794
  • 25 de Outubro de 2008, 16:21
Mas afinal a maldição de Gutmann era, que o Benfica nem daqui a 100 anos voltava a ser campeão Europeu, ou que uma equipa Portuguesa nem daqui a 100 anos voltava a ser 2  vezes seguidas cameão Europeia?
Ambas!

G-Man

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 58574
  • Pantera Negra, "True Legend"
  • 25 de Outubro de 2008, 16:57
Mas afinal a maldição de Gutmann era, que o Benfica nem daqui a 100 anos voltava a ser campeão Europeu, ou que uma equipa Portuguesa nem daqui a 100 anos voltava a ser 2  vezes seguidas cameão Europeia?
Ambas!

mas uma vez eu vi um documentário sobre o Eusébio e um dirigente da altura falava em 20 anos, não em 100.

Mas não acredito em maldições.