Halle-Gooik 2 x 6 SL Benfica

  • Futsal
  • Seniores
  • 2019/2020
  • UEFA Futsal Champions League
Submetida por Ruud em Qua, 09/25/2019 - 12:18
Date
Sábado, Outubro 12, 2019 - 19:30
Estado
Realizado
Transmissão televisiva
Canal 11

 

Objetivos alcançados: ponto final em cheio

 

O Benfica derrotou o Halle-Gooik por 2-6 na 3.ª jornada da ronda principal de qualificação da UEFA Futsal Champions League e ganhou o Grupo 2.

 

 

Está feito, e foi bolo e cereja! O Benfica bateu o Halle-Gooik por 2-6 na Bélgica, na 3.ª jornada da ronda principal de qualificação da UEFA Futsal Champions League, e ainda venceu o Grupo 2.

 

Pisando com força no acelerador, a equipa benfiquista procurou o golo nos minutos iniciais e foi bem-sucedida ao minuto 4.

 

[GOLO: 0-1] Fernandinho deu às águias a vantagem perseguida (0-1), mas o conjunto belga teve uma reação pronta e, ainda no quarto minuto do encontro, igualou o marcador por intermédio de Patias (1-1).

 

[GOLO: 1-2] A partida estava quente e o Benfica fogoso no ataque. Robinho, aos 5', recolocou os encarnados no comando do resultado: 1-2.

 

[GOLO: 1-3] O minuto 7 do desafio teve para contar a história de novo golo dos comandados de Joel Rocha. Outra vez preciso na conclusão, Fernandinho rubricou o 1-3.

 

[GOLO: 1-4] Apontadíssimo à baliza dos belgas, o Benfica ampliou para 1-4 aos 8'. Coube a Henmi o papel de matador neste lance que deu outro volume ao score.

 

[GOLO: 1-5] A cinco minutos do encerramento da primeira parte, Fábio Cecílio finalizou mais um ataque bem desenhado e desenvolvido pelos encarnados: 1-5.

Tomic, aos 17', encurtou diferenças (2-5). O Halle-Gooik não se entregou e também deu trabalho ao guarda-redes Roncaglio.

 

[GOLO: 2-6] Antes do descanso, Fábio Cecílio bisou (19') e reforçou a posição e o conforto do Benfica nesta partida: 2-6. Ao intervalo as águias eram virtuais vencedoras do Grupo 2.

 

Com os objetivos nas mãos, o Benfica segurou-os; controlou e geriu o jogo no segundo tempo, confirmando a vitória por quatro golos de diferença, um resultado que lhe permitiu ultrapassar os ucranianos do Kherson no primeiro lugar do Grupo 2.

 

DECLARAÇÕES

 

Joel Rocha (treinador do Benfica): "Em primeiro lugar quero deixar uma palavra aos nossos adeptos. Jogámos na Bélgica, mas parecia que estávamos a jogar em casa. Isso é maravilhoso! Os nossos adeptos fizeram-nos sentir sempre em casa. Um agradecimento especial para quem está a tantos quilómetros de Portugal e nos recebe com tanto carinho. Para eles uma palavra de agradecimento e gratidão."

 

[Sobre o jogo] "Tínhamos dois objetivos, vencer e conseguir vencer por uma diferença de três golos para ficar em primeiro lugar no grupo. E conseguimos, com muito trabalho, muito mérito, numa primeira parte a roçar a perfeição, e que só não foi perfeita porque sofremos dois golos, sem tirar o mérito ao Halle-Gooik. A segunda parte foi de maior controlo, mais até do que eu gostaria. Deveríamos ter procurado mais vezes a baliza para dilatar a vantagem. Estou totalmente satisfeito com o empenho dos jogadores e com a inteligência com que abordámos o jogo, separando bem os objetivos, nunca nos deixando perturbar com o facto de sabermos o resultado que precisávamos para passar em primeiro. Isso é mérito dos nossos jogadores, que estiveram sempre focados do princípio ao fim. Este jogo teve um vencedor justo e um digno vencido."

 

[Balanço dos 3 jogos] "Dos 120 minutos que fizemos aqui, os únicos que não nos deixaram satisfeitos foram os 20 minutos da segunda parte com o Kherson, no primeiro jogo. Nos outros 100 minutos fomos uma equipa muito fiel à sua identidade, muito forte defensivamente, muito organizada e racional do ponto de vista ofensivo, sempre muito focada e consciente da dificuldade e de como superá-la. Quando jogarmos a próxima fase, cá estaremos novamente com a ambição de alcançar a final four."

 

Bruno Coelho (capitão): "Fomos justos vencedores. Não desvalorizando as outras equipas, que também trabalharam muito para conseguir a sua vaga. Impusemos a nossa identidade e tudo se tornou mais fácil. Tirando os segundos 20 minutos do jogo com o Kherson, fomos o Benfica que queremos para o resto da época. O apoio que tivemos aqui foi fantástico, como sempre. Os adeptos do Benfica, como costumamos dizer, são os melhores do mundo. Um especial agradecimento porque fizeram muitos quilómetros para estarem connosco e nos apoiarem."

 

 

Ficha de Jogo

 

Pavilhão: De Bres – Halle

Cinco do Benfica: Diego  Roncaglio, Fábio Cecílio, Bruno Coelho, Fernando Drasler e Fits

Suplentes: André Sousa, Chaguinha, Afonso Jesus, André Coelho, Tiago Brito, Rafael Henmi, Robinho e Fernandinho

Ao intervalo: 2-6

Golos do Benfica: Fernandinho (4' e 7'), Robinho (5'), Rafael Henmi (8'), Fábio Cecílio (15' e 19')

Marcha do marcador: 0-1, 1-1, 1-2, 1-3, 1-4, 1-5, 2-5, 2-6

 

Informação do Jogo: https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2019/10/12/direto-futsal-halle-gooik-benfica-3-jornada-qualificacao-uefa-champions-league

 

Onze Inicial

Banco

Treinador

Momentos

Onze Inicial

Banco

Treinador

Momentos

Coming soon

Notícias relacionadas

Nenhum item encontrado