Treinador, 1918-01-21 - 1998-02-26)
Reino Unido
Stats: 4 épocas, 120 jogos ( minutos), golos
Títulos: Campeonato Nacional (3), Taça de Portugal (1)

38281 - Tópico: Jimmy Hagan  (Lida 21759 vezes)

José Henriques

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 126
  • 19 de Dezembro de 2009, 08:43
Se vocês consideram a saída do Trap estranha, comparem com o cenário de saída do Hagan: Tri-Campeão (70/71; 71/72; 72/73), sendo que o ultimo dos 3 titulos foi o melhor da história do Clube, sem derrotas e com record de golos marcados (100). Uma meia-final da Taça dos Campeões, onde foi eliminado pelo tri-campeão Europeu, Ajax. Nas 3 épocas, o Benfica teve sempre o melhor marcador do Campeonato e com números de golos bem altos: Artur Jorge nas duas primeiras épocas, e Eusébio (com 42 golos!!) na terceira.
Acabou por sair porque havia um jogo de homenagem ao Eusébio à noite, e na manhã do jogo o Hagan (como era hábito) deu treino. 3 jogadores deixaram-se ficar para trás na corrida e quando foram chamados à atenção, borrifaram-se para a conversa e continuaram a dar baile ao Hagan. Este como era um disciplinador nato, castigou-os com uma multa e não os convocou para a festa à noite. O Presidente decidiu intervir e tentou impôr ao treinador que os tais 3 jogadores jogassem à noite. Hagan demitiu-se! Não tinha alternativa.
No plantel existiam muitos jogadores que estavam fartos dele devido aos métodos de treino durissimos. Esta foi a forma que encontraram de gerar um conflito grave com o homem, e deviam ter noção que o Presidente os iria apoiar, senão não se tinham metido nisto. Portanto, existiu um «complot» para correr com Hagan. Não foi um tiro no pé, foi uma mina que explodiu e nos deixou amputados das duas pernas.

Isto passou-se, salvo erro em Setembro, no inicio da época portanto. A seguir veio o Cabrita, que afrouxou a disciplina e a intensidade dos treinos (como alguns jogadores desejavam), e o Benfica...não ganhou nada nesse ano! Sintomático, não?!?
« Última modificação: 19 de Dezembro de 2009, 08:51 por José Henriques »

Dixi

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 9951
  • 30 de Abril de 2010, 00:25




Bola7

  • Eusébio
  • ******
  • San Sebastian
  • Mensagens: 122158
  • Perdido no limbo do serbenf
  • 04 de Maio de 2010, 10:54
Se vocês consideram a saída do Trap estranha, comparem com o cenário de saída do Hagan: Tri-Campeão (70/71; 71/72; 72/73), sendo que o ultimo dos 3 titulos foi o melhor da história do Clube, sem derrotas e com record de golos marcados (100). Uma meia-final da Taça dos Campeões, onde foi eliminado pelo tri-campeão Europeu, Ajax. Nas 3 épocas, o Benfica teve sempre o melhor marcador do Campeonato e com números de golos bem altos: Artur Jorge nas duas primeiras épocas, e Eusébio (com 42 golos!!) na terceira.
Acabou por sair porque havia um jogo de homenagem ao Eusébio à noite, e na manhã do jogo o Hagan (como era hábito) deu treino. 3 jogadores deixaram-se ficar para trás na corrida e quando foram chamados à atenção, borrifaram-se para a conversa e continuaram a dar baile ao Hagan. Este como era um disciplinador nato, castigou-os com uma multa e não os convocou para a festa à noite. O Presidente decidiu intervir e tentou impôr ao treinador que os tais 3 jogadores jogassem à noite. Hagan demitiu-se! Não tinha alternativa.
No plantel existiam muitos jogadores que estavam fartos dele devido aos métodos de treino durissimos. Esta foi a forma que encontraram de gerar um conflito grave com o homem, e deviam ter noção que o Presidente os iria apoiar, senão não se tinham metido nisto. Portanto, existiu um «complot» para correr com Hagan. Não foi um tiro no pé, foi uma mina que explodiu e nos deixou amputados das duas pernas.

Isto passou-se, salvo erro em Setembro, no inicio da época portanto. A seguir veio o Cabrita, que afrouxou a disciplina e a intensidade dos treinos (como alguns jogadores desejavam), e o Benfica...não ganhou nada nesse ano! Sintomático, não?!?
td dito...com hagan ganharíamos uns 7 títulos seguidos sem exagero...

Mishkin

  • Sénior
  • ****
  • Mensagens: 2184
  • 04 de Maio de 2010, 16:24
Se vocês consideram a saída do Trap estranha, comparem com o cenário de saída do Hagan: Tri-Campeão (70/71; 71/72; 72/73), sendo que o ultimo dos 3 titulos foi o melhor da história do Clube, sem derrotas e com record de golos marcados (100). Uma meia-final da Taça dos Campeões, onde foi eliminado pelo tri-campeão Europeu, Ajax. Nas 3 épocas, o Benfica teve sempre o melhor marcador do Campeonato e com números de golos bem altos: Artur Jorge nas duas primeiras épocas, e Eusébio (com 42 golos!!) na terceira.
Acabou por sair porque havia um jogo de homenagem ao Eusébio à noite, e na manhã do jogo o Hagan (como era hábito) deu treino. 3 jogadores deixaram-se ficar para trás na corrida e quando foram chamados à atenção, borrifaram-se para a conversa e continuaram a dar baile ao Hagan. Este como era um disciplinador nato, castigou-os com uma multa e não os convocou para a festa à noite. O Presidente decidiu intervir e tentou impôr ao treinador que os tais 3 jogadores jogassem à noite. Hagan demitiu-se! Não tinha alternativa.
No plantel existiam muitos jogadores que estavam fartos dele devido aos métodos de treino durissimos. Esta foi a forma que encontraram de gerar um conflito grave com o homem, e deviam ter noção que o Presidente os iria apoiar, senão não se tinham metido nisto. Portanto, existiu um «complot» para correr com Hagan. Não foi um tiro no pé, foi uma mina que explodiu e nos deixou amputados das duas pernas.

Isto passou-se, salvo erro em Setembro, no inicio da época portanto. A seguir veio o Cabrita, que afrouxou a disciplina e a intensidade dos treinos (como alguns jogadores desejavam), e o Benfica...não ganhou nada nesse ano! Sintomático, não?!?
td dito...com hagan ganharíamos uns 7 títulos seguidos sem exagero...

Obrigado pela divulgação deste episódio (que eu não conhecia..).
Já agora, só por curiosidade, quem foram os três jogadores sabem?

Dixi

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 9951
  • 04 de Maio de 2010, 17:34
Se vocês consideram a saída do Trap estranha, comparem com o cenário de saída do Hagan: Tri-Campeão (70/71; 71/72; 72/73), sendo que o ultimo dos 3 titulos foi o melhor da história do Clube, sem derrotas e com record de golos marcados (100). Uma meia-final da Taça dos Campeões, onde foi eliminado pelo tri-campeão Europeu, Ajax. Nas 3 épocas, o Benfica teve sempre o melhor marcador do Campeonato e com números de golos bem altos: Artur Jorge nas duas primeiras épocas, e Eusébio (com 42 golos!!) na terceira.
Acabou por sair porque havia um jogo de homenagem ao Eusébio à noite, e na manhã do jogo o Hagan (como era hábito) deu treino. 3 jogadores deixaram-se ficar para trás na corrida e quando foram chamados à atenção, borrifaram-se para a conversa e continuaram a dar baile ao Hagan. Este como era um disciplinador nato, castigou-os com uma multa e não os convocou para a festa à noite. O Presidente decidiu intervir e tentou impôr ao treinador que os tais 3 jogadores jogassem à noite. Hagan demitiu-se! Não tinha alternativa.
No plantel existiam muitos jogadores que estavam fartos dele devido aos métodos de treino durissimos. Esta foi a forma que encontraram de gerar um conflito grave com o homem, e deviam ter noção que o Presidente os iria apoiar, senão não se tinham metido nisto. Portanto, existiu um «complot» para correr com Hagan. Não foi um tiro no pé, foi uma mina que explodiu e nos deixou amputados das duas pernas.

Isto passou-se, salvo erro em Setembro, no inicio da época portanto. A seguir veio o Cabrita, que afrouxou a disciplina e a intensidade dos treinos (como alguns jogadores desejavam), e o Benfica...não ganhou nada nesse ano! Sintomático, não?!?

No andebol também tivemos um bom treinador disciplinador que levou o Benfica a ser campeão. Mas despediram-no e agora é o que vemos. Será comparável a este caso?

José Henriques

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 126
  • 04 de Maio de 2010, 18:02
«paulovale2», os jogadores envolvidos neste episódio foram dois grandes símbolos do nosso Clube, mas que estiveram mal nesta situaçao: Humberto Coelho e Toni. O 3º deles, já nao estou muito certo, mas julgo que foi o Artur Jorge (corrijam-me se estiver enganado)!!
 
«dixi», é comparável em parte, mas esta situaçao do Hagan foi muito mais grave, por ter sido uma espécie de cabala contra ele. Para além disso, teve consequências devastadoras no futuro do Clube, porque foi com a saída do Hagan, que pouco a pouco começámos a perder hegemonia no futebol Português, embora só se tenha comprovado uns anos depois!
Como referiu o «Bola7», com Hagan, iamos fazer records imbativeis em Portugal: 6 ou 7 titulos seguidos.
« Última modificação: 04 de Maio de 2010, 18:10 por José Henriques »

lcferreira

  • Iniciado
  • *
  • Lisboa
  • Mensagens: 2146
  • Benfica - Inflamavel, reagente e explosivo
  • Sócio: 6184
  • 04 de Maio de 2010, 18:46
«paulovale2», os jogadores envolvidos neste episódio foram dois grandes símbolos do nosso Clube, mas que estiveram mal nesta situaçao: Humberto Coelho e Toni. O 3º deles, já nao estou muito certo, mas julgo que foi o Artur Jorge (corrijam-me se estiver enganado)!!
 
«dixi», é comparável em parte, mas esta situaçao do Hagan foi muito mais grave, por ter sido uma espécie de cabala contra ele. Para além disso, teve consequências devastadoras no futuro do Clube, porque foi com a saída do Hagan, que pouco a pouco começámos a perder hegemonia no futebol Português, embora só se tenha comprovado uns anos depois!
Como referiu o «Bola7», com Hagan, iamos fazer records imbativeis em Portugal: 6 ou 7 titulos seguidos.

O 3º era o Nelinho.

pcssousa

  • Colaborador
  • ******
  • Até sempre!
  • Mensagens: 75796
  • 04 de Maio de 2010, 20:46
«paulovale2», os jogadores envolvidos neste episódio foram dois grandes símbolos do nosso Clube, mas que estiveram mal nesta situaçao: Humberto Coelho e Toni. O 3º deles, já nao estou muito certo, mas julgo que foi o Artur Jorge (corrijam-me se estiver enganado)!!
 
«dixi», é comparável em parte, mas esta situaçao do Hagan foi muito mais grave, por ter sido uma espécie de cabala contra ele. Para além disso, teve consequências devastadoras no futuro do Clube, porque foi com a saída do Hagan, que pouco a pouco começámos a perder hegemonia no futebol Português, embora só se tenha comprovado uns anos depois!
Como referiu o «Bola7», com Hagan, iamos fazer records imbativeis em Portugal: 6 ou 7 titulos seguidos.
É fácil fazer as contas: íamos em 3 campeonatos consecutivos, graças à ocorrência perdemos esse, depois voltámos a ganhar 3 consecutivos... ou seja se tivéssemos ganho esse, o que certamente aconteceria se não tivesse ocorrido o episódio acima descrito, a cifra situar-se-ia nos 7 campeonatos consecutivos, sem dúvida um record muito complicado de bater!
Costuma-se comentar que foi um dos mais trágicos dias da história do Benfica, e à luz do que sabemos hoje se calhar quem o diz até tem razão, juntamente com a eleição do ladrão, com a final de 63 que estávamos a ganhar mas o sr. Riera insistiu em continuar a atacar e acabámos por perder com 2 golos de contra-ataque, juntamente com aquele penalty falhado em 88 e com o falecimento em campo do Feher... Mas, esta é só a minha opinião, que não passa da opinião de um ignorante...

Slb-Ag

  • Eusébio
  • ******
  • Generalíssimo Vieira
  • Mensagens: 37933
  • 04 de Maio de 2010, 20:52
A eleição do Vale? Então e a do Damásio?

Mishkin

  • Sénior
  • ****
  • Mensagens: 2184
  • 05 de Maio de 2010, 14:00
«paulovale2», os jogadores envolvidos neste episódio foram dois grandes símbolos do nosso Clube, mas que estiveram mal nesta situaçao: Humberto Coelho e Toni. O 3º deles, já nao estou muito certo, mas julgo que foi o Artur Jorge (corrijam-me se estiver enganado)!!
 
«dixi», é comparável em parte, mas esta situaçao do Hagan foi muito mais grave, por ter sido uma espécie de cabala contra ele. Para além disso, teve consequências devastadoras no futuro do Clube, porque foi com a saída do Hagan, que pouco a pouco começámos a perder hegemonia no futebol Português, embora só se tenha comprovado uns anos depois!
Como referiu o «Bola7», com Hagan, iamos fazer records imbativeis em Portugal: 6 ou 7 titulos seguidos.

O 3º era o Nelinho.

ok, obrigado!
enfim, realmente foi um pena ele ter saído como saiu..

JotaTê

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 3139
  • Sócio: 11524
  • 08 de Maio de 2011, 23:32
Apesar do aviso da caixinha vermelha em cima, não quero criar novo tópico... Quero só dizer que Deus escreve direito por linhas tortas. E se o Benfica 2010-2011 foi incapaz de ganhar pontos ao fóculporco, deixando-lhe a porta aberta para igualar a proeza dos Invencíveis, liderados por este grande Homem, acabou por ser o Paços de Ferreira a consegui-lo. Podem não perder o último jogo, mas a marca 28-2-0 que aprendi a respeitar e admirar continuará a ser obra por igualar desta nossa equipa de 1972-73.

Grande Jimmy Hagan!

Far(away)

  • Eusébio
  • ******
  • UK
  • Mensagens: 80824
  • 09 de Maio de 2011, 05:54
Apesar do aviso da caixinha vermelha em cima, não quero criar novo tópico... Quero só dizer que Deus escreve direito por linhas tortas. E se o Benfica 2010-2011 foi incapaz de ganhar pontos ao fóculporco, deixando-lhe a porta aberta para igualar a proeza dos Invencíveis, liderados por este grande Homem, acabou por ser o Paços de Ferreira a consegui-lo. Podem não perder o último jogo, mas a marca 28-2-0 que aprendi a respeitar e admirar continuará a ser obra por igualar desta nossa equipa de 1972-73.

Grande Jimmy Hagan!

 :)

Joga Bonito

  • Eusébio
  • ******
  • O CAMPEÃO VOLTOU!!!
  • Mensagens: 44239
  • Vó & Vó: Ficaram juntas para SEMPRE! :-)
  • 09 de Maio de 2011, 10:07
Do mal o menos:

Jimmy Hagan -> Inigualável!

VodkaBoy

  • Eusébio
  • ******
  • Onde quer que o Benfica jogue.
  • Mensagens: 11700
  • LFV 2003-.... Até quando?
  • Sócio: 11523
  • 09 de Maio de 2011, 16:56
 :cry2:
Vem-me a lagrima ao olho ao ler os posts neste topico e ver a nossa situacao actual..

Na altura deste senhor chora-se por nao ser hepta-campeao.
agora chora-se por ser penta e tetra NAO campeao...

flip69

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 15337
  • 09 de Maio de 2011, 19:57
Querem fazer vontades a jogadores e o clube fica como secundário, está visto que é uma moda que pegou a muito tempo, enquanto noutras paragens a vidinha dos jogadores é em função do clube.