42899 - Tópico: João Santos (Presidente)  (Lida 15436 vezes)

JNF

  • Iniciado
  • *
  • O José Hermano Saraiva do Ser Benfiquista
  • Mensagens: 17498
  • 21 de Fevereiro de 2011, 01:45
Nome Completo: JOÃO Maria dos SANTOS Júnior
Nacionalidade: Português
Data de Nascimento: 03-12-1914
Data de Falecimento: 15-02-2005
Cargo: Presidente
Eleito: 1º Mandato - 27-03-1987 / 31-03-1989
           2º Mandato - 31-03-1989 / 24-04-1992



Títulos pelo Benfica (principais modalidades colectivas masculinas):
Futebol:
3 Campeonatos Nacionais (1986/1987), (1988/1989), (1990/1991)
1 Taça de Portugal (1986/1987)
1 Supertaça Cândido de Oliveira (1989/1990)

Basquetebol:
4 Campeonatos Nacionais (1986/1987), (1988/1989), (1989/1990), (1990/91)
2 Supertaças (1988/1989), (1990/1991)

Andebol:
2 Campeonatos Nacionais (1988/1989), (1989/1990)
1 Taça de Portugal (1986/1987)
1 Supertaça de Portugal (1989/1990)

Voleibol:
1 Campeonato Nacional (1989/1990)
1 Taça de Portugal (1989/1990)
1 Supertaça de Portugal (1989/1990)

Hóquei em Patins:
1 Taça de Portugal (1990/1991)
1 Taça CERS (1990/1991)

Atletismo:
4 Taças dos Clubes Campeões Europeus (Estrada) (1987/1988), (1988/1989), (1989/1990), (1990/1991)
3 Campeonatos Nacionais (1988/1989), (1989/1990), (1990/1991)
« Última modificação: 10 de Junho de 2012, 19:31 por Slb-Ag »

JNF

  • Iniciado
  • *
  • O José Hermano Saraiva do Ser Benfiquista
  • Mensagens: 17498
  • 21 de Fevereiro de 2011, 01:46
   

Nascido em Lisboa em 3 de Dezembro de 1914, desde a juventude que começou a acompanhar o clube. Aos 19 anos era atleta da Associação Naval de Lisboa, onde praticava a disciplina de remo. Foi campeão nacional nas modalidades de "Out-Riggers" e "Skiff" em 1939. Prosseguiu a sua carreira amadora como treinador vindo posteriormente a fazer parte da Direcção da Secção de Remo da mesma Associação. Foi ainda seu presidente e tesoureiro.

Fez também parte da Direcção da Federação Portuguesa de Remo, tendo em 1987 e 1988 sido eleito para o cargo da presidência do Conselho Executivo da Associação Naval de Lisboa, de que foi o presidente da Mesa da Assembleia Geral. Subiu à presidência da Direcção do Sport Lisboa e Benfica em 3 de Abril de 1987. As suas gerências ficaram ligadas à Final da Taça dos Clubes Campeões Europeus, que o Benfica disputou em 1988 na cidade de Estugarda, e ao projecto das novas urbanizações junto à cidade desportiva, da autoria do arquitecto Tomás Taveira que não teve consequência. No entanto, durante as mesmas não viria a deixar qualquer obra de relevo.

Acusado de falta de liderança, foi a partir do seu segundo mandato que a gestão do clube iniciou um percurso negativo, reflectindo-se mais tarde no período em que Jorge de Brito esteve à frente do SLB. Não se estranhou por isso que uma proposta para que lhe fosse atribuída a "Águia de Ouro" não tivesse sido aprovada em Assembleia Geral, caso único da História do Clube.

in slbenfica.pt

JNF

  • Iniciado
  • *
  • O José Hermano Saraiva do Ser Benfiquista
  • Mensagens: 17498
  • 21 de Fevereiro de 2011, 01:46
Em 3 de Abril de 1987, há 22 anos tomaram posse os Órgãos Sociais eleitos em 27 de Março, nas eleições mais concorridas em 83 anos de história democrática benfiquista com a afluência de 8159 associados, ultrapassando em 1412 sócios a afluência às eleições de 1983 que registara a presença de 6474 associados. Num acto eleitoral com a candidatura de três listas, foram eleitos, como presidentes: João Santos (Direcção), Adriano Afonso (Mesa da Assembleia Geral) e Marcel de Almeida (Conselho Fiscal). A Lista A obteve 60 810 votos (51 por cento), a Lista B  Fernando Martins) com 53 053 votos (45 por cento) e a Lista C (Cavaleiro Madeira)  com 4320 votos (4 por cento). “Um Benfica Europeu”. O lema da lista vencedora não deixava dúvidas, os associados do Benfica optavam pela proposta
eleitoral que prometia recolocar o Benfica, em particular o seu futebol, nas finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus (TCCE) algo que já não ocorria desde 1968, há quase duas décadas! A campanha eleitoral manteve-se intensa, com o anterior presidente da Direcção Fernando Martins a procurar um quarto mandato  consecutivo, depois da eleição em 1981, 1983 e 1985. Contava com o prestígio da conquista do bicampeonato nacional (82/83 e 83/84), a presença na final da Taça UEFA em 1982/83 e o “Fecho das bancadas do Terceiro Anel” em 21 de Setembro de 1985. Mas… o ambiente criado pelos media nacionais revelava-se nefasto, pois escrevia-se e dizia-se que o “Glorioso” tinha um... “Grande Estádio, mas pequenas equipas”. Havia ainda o desgaste da comparação da capacidade competitiva do
Benfica com o FC Porto, sabendo-se da forte amizade entre Fernando Martins e
o presidente portista. E, maldosamente, afirmava-se que o Benfica, em 1987, perdera a hegemonia do futebol para o FC Porto, pois desde a implantação da
democracia em Portugal (25 de Abril de 1974) o FC Porto passara a dominar. Uma
falsa questão, mas difícil de contrariar face à avalancha de comentadores a fazerem disso uma tese bem urdida (e repetida) ainda que tal instalação não
correspondesse à verdade. Em 12 épocas, entre 1975 e 1986, o Benfica conquistara 6 Nacionais e 5 Taças de Portugal, enquanto o FC Porto conquistara quatro Nacionais e duas Taças de Portugal. Nas competições europeias o Benfica foi finalista na Taça UEFA, em 1982/83, e o FC Porto na Taça dos Vencedores das
Taças em 1983/84. “Tri” hipotético. Além disso… o FC Porto conquistara no terceiro mandato de Fernando Martins (1985-87) um bicampeonato nacional (1984/85 e
1985/86) apontando a generalidade da Imprensa para a possibilidade do clube
portista conquistar pela primeira vez o tão desejado, mas sempre adiado “Tri”,
uma obsessão do FC Porto face aos cinco entretanto averbados pelo “Glorioso”.
Apesar de, na data das eleições, o Benfica liderar o Nacional com três pontos
de vantagem para o FC Porto (2.º lugar), os associados do Benfica decidiram renovar os Órgãos Sociais, elegendo para presidente da Direcção outra  personalidade. 28.º presidente da Direcção. O lisboeta João Maria dos Santos Júnior nasceu em 3 de Dezembro de 1914, entrando em 1933, aos 18 anos de idade para associado do Clube. Aos 72 anos foi eleito presidente da Direcção,  mantendo-se no cargo durante cinco anos, em dois mandatos consecutivos – o biénio de 1987/88 e o triénio de 1989/91. Duas finais nos “Campeões Europeus”.
O grande investimento efectuado no reforço do futebol permitiu que o Clube conseguisse obter excelentes resultados nas competições europeias. Em destaque, as presenças nas duas finais da TCCE nas temporadas de 1987/88 (em Estugarda, na derrota nas grandes penalidades – após empate sem
golos – com o PSV Eindhoven) e de 1989/90 (em Viena, na derrota por 0-1 com o AC Milan). Eclectismo triunfante. No “Glorioso” praticavam-se efectivamente 22 modalidades, com equipas femininas em nove desportos. O Benfica detinha em muitas das equipas os melhores atletas e técnicos a actuar em Portugal, daí a conquista de 57 títulos nacionais – 41 campeonatos, 12 Taças de Portugal e cinco
Supertaças – em 14 modalidades desportivas. A nível internacional: cinco títulos consecutivos na TCCE de Estrada, em Atletismo, entre 1988 e 1992; a Taça
Ibérica no Râguebi, em 1988; e a Taça CERS no Hóquei em Patins, em 1990/91.
Solução de continuidade. No final do triénio 1989/91, João Santos não se
recandidatou a um terceiro mandato consecutivo, optando-se por uma solução
de continuidade, manifestando a sua satisfação pela indigitação do vice-presidente
da Direcção Jorge de Brito para candidato à presidência da Direcção do
Clube, nas eleições realizadas (e vencidas) em 24 de Abril de 1992. João Santos
com 77 anos deixava a presidência da Direcção do “Glorioso”. Benfiquismo acima de tudo. Nos últimos anos, mesmo afectado por grave doença que limitava fortemente a sua vida, era presença assídua no nosso Estádio, assistindo devotadamente aos prélios da equipa Sénior de futebol e expressando vincadamente as características fundamentais da sua personalidade, que também usou enquanto presidente – bonomia, cordialidade, sensatez, simpatia e urbanidade. Faleceu aos 90 anos, em 15 de Fevereiro de 2005.
« Última modificação: 21 de Fevereiro de 2011, 01:50 por JNF »

Slb-Ag

  • Eusébio
  • ******
  • Nunca me engano.
  • Mensagens: 38047
  • 21 de Fevereiro de 2011, 12:01

pcssousa

  • Colaborador
  • ******
  • Até sempre!
  • Mensagens: 75920
  • 21 de Fevereiro de 2011, 12:35
O lema da sua primeira candidatura foi "Por um Benfica europeu"... de facto debaixo da sua presidência vimos o Benfica em duas finais da taça dos campeões, facto que não acontecia desde 1968 (vinte anos), e conquistámos ainda troféus europeus em modalidades como o atletismo (estrada), hóquei em patins e natação... fomos ainda bem longe na Taça dos campeões europeus de ténis e dá-se início à equipa europeia de baasquetebol cujos melhores dias ainda estariam para vir...
Mais tarde quando acusado pelos media de o Benfica não ter sido efectivamente campeão europeu de futebol sob o seu mandato respodeu: "o meu lema era por um Benfica europeu e não por um Benfica campeão europeu, essas coisas não se podem prometer"...
A "guerra fria" com o Porto começou sob o seu mandato, com as transferências de Rui Águas e Dito para o Porto e em retaliação contratámos José Regalo e António
Pinto para a nossa equipa de atletismo, isto após termos sido acusados de romper o "pacto de não-agressão" entre os dois clubes pelo facto de termos tentado contratar o brasileiro Ademir (acabou mesmo por vir)... esta guerra acabaria por se estender a mais modalidades e envolver nomes como o basquetebolista José Carlos Guimarães e o hoquista Tó Neves...

JNF

  • Iniciado
  • *
  • O José Hermano Saraiva do Ser Benfiquista
  • Mensagens: 17498
  • 21 de Fevereiro de 2011, 13:59
Este presidente ampliou o monstro financeiro de uma forma gigantesca, com as consequências a serem sentidas nos anos 90. Acho exagerado estar em Imortal.

trainmaniac

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 55409
  • 21 de Fevereiro de 2011, 14:03
O monstro financeiro foi na realidade uma inabilidade grande para gerir tesouraria, já que do ponto de vista dos activos e passivos da época deixou o clube numa situação bem razoável. Mas o amadorismo na gestão do dia-a-dia fez descontrolar algumas rubricas importantes.

De resto, é um dos imortais do nosso clube e de pleno direito. O que conseguiu desportivamente continua, infelizmente, sem qualquer tipo de continuidade.

JNF

  • Iniciado
  • *
  • O José Hermano Saraiva do Ser Benfiquista
  • Mensagens: 17498
  • 21 de Fevereiro de 2011, 14:07
Para mim, este é que é o mais controverso dos imortais.

Joga Bonito

  • Eusébio
  • ******
  • O CAMPEÃO VOLTOU!!!
  • Mensagens: 44239
  • Vó & Vó: Ficaram juntas para SEMPRE! :-)
  • 21 de Fevereiro de 2011, 15:50
Uma coisa é certa: prometeu um Benfica Europeu, e cumpriu.

O que também me causou algumas lágrimas...

JNF

  • Iniciado
  • *
  • O José Hermano Saraiva do Ser Benfiquista
  • Mensagens: 17498
  • 21 de Fevereiro de 2011, 15:57
Uma coisa é certa: prometeu um Benfica Europeu, e cumpriu.

O que também me causou algumas lágrimas...
O actual também prometeu um Benfica na Europa dos Campeões, e cá estivemos nós na UCL este ano.

trainmaniac

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 55409
  • 21 de Fevereiro de 2011, 15:59
Uma coisa é certa: prometeu um Benfica Europeu, e cumpriu.

O que também me causou algumas lágrimas...
O actual também prometeu um Benfica na Europa dos Campeões, e cá estivemos nós na UCL este ano.

Havia de te cair uma bigorna em cima com uma comparação dessas.

Joga Bonito

  • Eusébio
  • ******
  • O CAMPEÃO VOLTOU!!!
  • Mensagens: 44239
  • Vó & Vó: Ficaram juntas para SEMPRE! :-)
  • 21 de Fevereiro de 2011, 16:00
Uma coisa é certa: prometeu um Benfica Europeu, e cumpriu.

O que também me causou algumas lágrimas...
O actual também prometeu um Benfica na Europa dos Campeões, e cá estivemos nós na UCL este ano.
::bater:: ::bater:: ::bater:: ::bater:: ::bater:: ::bater:: ::bater:: ::bater:: ::bater:: ::bater:: ::bater::

JNF

  • Iniciado
  • *
  • O José Hermano Saraiva do Ser Benfiquista
  • Mensagens: 17498
  • 21 de Fevereiro de 2011, 16:02
Uma coisa é certa: prometeu um Benfica Europeu, e cumpriu.

O que também me causou algumas lágrimas...
O actual também prometeu um Benfica na Europa dos Campeões, e cá estivemos nós na UCL este ano.

Havia de te cair uma bigorna em cima com uma comparação dessas.
Era uma ironia. E a participação deste Benfica na UCL também me fez cair umas lágrimas.

_Benfiquista_

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 33797
  • 21 de Fevereiro de 2011, 16:03
Bom Presidente a meu ver.O do relançamento do Benfica Europeu!

trainmaniac

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 55409
  • 21 de Fevereiro de 2011, 16:04
Bom Presidente a meu ver.O do relançamento do Benfica Europeu!

Relançou, e por aqui se ficou infelizmente... mais nenhum lhe seguiu as pisadas.