Médio, 69 anos
Portugal
Stats: 10 épocas, 192 jogos (14550 minutos), 28 golos
Títulos: Campeonato Nacional (6), Taça de Portugal (2)

37268 - Tópico: Vitor Martins, o Garoupa  (Lida 19980 vezes)

diabo maiato

  • Eusébio
  • ******
  • Maia
  • Mensagens: 16883
  • Sympathy for the Devil - The Rolling Stones
  • Sócio: Sim
  • 16 de Agosto de 2011, 09:59
Teve um AVC Dudek.

Conheci-o pessoalmente, salvo erro, há 3 anos, num almoço com Mario Wilson, Veloso e Toni. Penso que não estava mais nenhuma gloria do clube...
Fiquei a saber que nessa época havia sido barrado na porta do Estádio da Luz, sendo que passado alguns minutos, foram acolher Drulovic à porta. Triste demais para ser verdade.

Muito triste mesmo.

Eu conheço esse Benfica...:buck2:
Não sabia também...triste..muito triste.....

slbenfica_croft

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 64382
  • 17 de Setembro de 2011, 02:54
O meu velhote diz-me sempre que se hoje em dia visse jogar o Sheu ou o Vitor Martins ficaria rendido.

Segundo ele, dois médios mesmo mesmo à imagem do que gosto.

†

  • Iniciado
  • *
  • Mensagens: 2182
  • 11 de Março de 2012, 16:30

 :bow2: :bow2: :bow2: :bow2: :bow2: :bow2: :bow2: :bow2: :bow2:

Bola7

  • Eusébio
  • ******
  • San Sebastian
  • Mensagens: 122158
  • Perdido no limbo do serbenf
  • 06 de Fevereiro de 2013, 15:05
À medida que vou aqui encontrando nomes que fazem parte do meu imaginário da infância e juventude, vou comentando com as memórias que tenho de cada um desses jogadores. o Vítor Martins é mais um que eu não posso deixar de recordar.
Era um centrocampista de grande classe: boa técnica, enorme sentido posicional, grande recuperador de bolas, bom remate de meia-distância e enorme espirito de sacrificio. No decorrer da época de 1976/77, teve um Acidente Vascular Cerebral e ficou com lesões gravissimas das quais foi recuperando lentamente ao longo dos anos, mas com marcas evidentes até hoje.
Recordo aquele que foi talvez o seu ultimo jogo com um grande (não estou absolutamente certo que tenha sido o ultimo), contra o Sporting na Luz, em que vencemos por 2-1, com o 1º golo marcado por ele num pontapé de fora da área. Depois o Da Costa (salvo erro) do Sporting empatou e a uns 20 minutos do fim, o golo da vitória do Benfica veio dos pés do Chalana num portentoso remate sobre a esquerda. Tinha o Chalana 17 anos nessa época!
Foi um grande jogo do Vítor Martins, que liderou o meio campo do inicio ao fim do jogo e o Sporting só não levou 5 ou 6 graças a uma exibição espantosa do Conhé  :D , que era o guarda-redes da lagartagem na altura. Tinham-nos ganho 3-0 na 1ª volta e tinhamos umas continhas a acertar com eles. ::bater:: No final da época fomos Cameões nas calmas!  :clap1:
meu caro...convido-te a visitar o meu blo no qual fiz a eleicção dos 23 mais após decada de ouro...diz de tua justiça... ;)
:angel:

Zlatan

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 55775
  • 05 de Maio de 2013, 19:28
Vítor Manuel Rosa Martins. Alcobaça. 27 de Março de 1950. Médio.
Épocas no Benfica: 9 (69/78). Jogos: 192. Golos: 27. Títulos: 5 (Campeonato Nacional) e 1 (Taça de Portugal).
Outros clubes: Nazarenos. Internacionalizações: 3.



No apogeu da carreira, contava 27 anos apenas, Vítor Martins interrompeu de forma abrupta o melhor ciclo da sua vida. Um cruel acidente vascular quase o inutilizava. Perdeu o Benfica um dos seus mais cotados futebolistas, com matriz de alto rendimento, portentoso na técnica, até parecia bailar em campo, de tão suave na execução.

Recrutado ao Nazarenos, Vítor Martins chegou à Luz para os escalões mais jovens. Esteve no gérmen das melhores castas de sempre do futebol juvenil do clube. Com Humberto Coelho, Nené, João Alves, Shéu, Jordão e Bastos Lopes, toda uma ínclita geração. Ganhou depressa o hábito da vitória, mas também o engenho para lá chegar. E a internacional, já com títulos nacionais no palmarés.

Em Dezembro de 1969, fez a sua aparição na equipa principal. Um golo marcou, no triunfo esclarecedor (6-0) sobre o União de Tomar. Foi nessa tarde que o seu ídolo Eusébio recebeu as Bolas de Prata, referentes ao melhor marcador dos Nacionais de 66/67 e 67/68. Continuou a lutar por um lugar ao sol, com chamadas mais ou menos frequentes ao convívio dos craques. Assim atravessou o rico magistério de Jimmy Hagan, concorrendo, na zona intermediária, com Toni, Jaime Graça, Matine e Simões, nomes fortes da nomenclatura vermelha.



A partir de 72/73, firmou-se em definitivo. Era um jogador do gosto popular. Tinha carradas de talento. Se era bom discípulo da ordem e do rigor, não deixava de cultivar o espaço de liberdade, onde o seu génio limites parecia não ter. Assim foi durante cinco grandes temporadas, com mais de 150 jogos na equipa principal e golos, vários golos à mistura.

Vítor Martins venceu por cinco ocasiões o Campeonato Nacional e por uma vez a Taça de Portugal. Foi três vezes internacional A, com destaque para a presença em Wembley, frente à Inglaterra, num surpreendente empate a zero. O Garoupa, como era conhecido, abateu, nesse dia, a grimpa aos ingleses.

A 13 de Novembro de 1977, em jogo a contar para a Taça de Portugal, ante o Desportivo de Chaves, lesionou-se ao minuto 52. Operado mais tarde, tudo se complicou. Drasticamente. O futebol era passado. “Estava na melhor fase da minha vida”, confessa, de forma comovente. O Dínamo de Moscovo associar-se-ia à festa de homenagem, já o homem havia recuperado. O jogador, esse, morreu. No palco principal. Ficou a mágoa dos benfiquistas. E a nostalgia.


Tópico: Memorial Benfica, Glórias
Autor: Ednilson
Link: http://serbenfiquista.com/forum/index.php?topic=22362.225

MrJohnny

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 13885
  • E Pluribus Unum
  • 05 de Agosto de 2013, 03:09

Darkboy

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 82042
  • 05 de Agosto de 2013, 17:09
Sporting 3-5 Benfica | Campeonato 1973/74


BlankFile

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 119086
  • 10 de Julho de 2014, 14:45
Ontem vi o Vitórias e Património dedicado ao Vitor Martins. Que senhor jogador e que história triste ao mesmo tempo. Ser forçado a abandonar a carreira aos 27 anos por um acto de negligência médica, é absolutamente frustrante.

Fake Blood

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 28751
  • 10 de Julho de 2014, 21:28

RedVC

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 8696
  • Pelo Benfica, sempre!
  • 20 de Agosto de 2014, 23:07
No seguimento da mensagem anterior...
Sim, foi o golo do Garoupa a passe de Nélinho.
Chalana e Vítor Martins festejando:



Ganhamos por 2-1. O campeonato virou nesse dia. E a alegria inundou a nação Benfiquista.

E nesse jogo foi captada uma da fotografias mais belas do derby eterno:



Aqui ficou imortalizado o poder esmagador do Sport Lisboa e Benfica e da nossa maravilhosa Catedral.

Provavelmente a imagem foi captada a preto e branco e apesar da força e da expressividade que o p&b nos transmite também gostaria de ver uma versão a cores.

Poucos meses depois o grande Garoupa desaparecia do nosso futebol. Tinha 27 anos. Era o capitão de equipa e preparava-se por assumir uma ainda maior preponderância no Benfica e na seleção. Antes de Toni emergir era Vítor Martins o líder da equipa. Uma coisa me impressionou no V&P que lhe foi dedicado: Vítor Martins não participou pelo menos com testemunho em voz própria. E foi pena. O meu pai falava com tristeza da forma como os dois "Vítores" foram perdidos tão precocemente para a nação Benfiquista.

Uma palavra de enorme simpatia e saudade para o grande Garoupa.


« Última modificação: 23 de Agosto de 2014, 09:22 por RedVC »

Fake Blood

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 28751
  • 06 de Novembro de 2014, 20:49


Montijo.

BENFICA!!!!!!

faneca_slb4ever

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 139626
  • 06 de Novembro de 2014, 22:44
:)

RedVC

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 8696
  • Pelo Benfica, sempre!
  • 08 de Novembro de 2014, 18:04
Olhem só para os tipos no nos telhados. E que garoupa de raça!

Fake Blood

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 28751
  • 19 de Janeiro de 2015, 23:14

RedVC

  • Eusébio
  • ******
  • Mensagens: 8696
  • Pelo Benfica, sempre!
  • 20 de Janeiro de 2015, 00:37
Essa fotografia é do mesmo dia daquelas que coloquei aí em cima. Foi um dia épico que confirmou a recuperação e a descolagem inexorável para o título de uma campeonato em que chegamos a ter seis pontos de atraso. Chalana, ainda teenager, foi o talento decisivo do campeonato. Vítor Martins era a raça e a técnica. Logo nesse tempo em que se perfilava para assumir maior importância na seleção (no Benfica já a tinha) veio essa fatalidade.
Desse campeonato tenho perdida algures em casa uma revista que conta jornada a jornada esse campeonato, desde a chegada de Mortimore até à conquista final. Épico.



http://serbenfiquista.com/team/19761977-seniores-futebol/sl-benfica