SL Benfica 6 - 1 UD Oliveirense

    Competição
    Fase
    Playoff - Meias-Finais
    Ronda
    Jogo 5
    Data
    Qui, 13 Junho, 2024, 19:00
    Estado
    Realizado
    Transmissão televisiva
    BTV

     

    RUMO À FINAL COM O PÉ NO ACELERADOR

     

    Recompensando o forte apoio do público com uma soberba exibição, o Benfica venceu a Oliveirense por 6-1 na negra das meias-finais do play-off do Campeonato Nacional e vai decidir o título frente ao FC Porto.

     

    A equipa masculina de hóquei em patins do Benfica apurou-se para a final do play-off do Campeonato Nacional após golear nesta quinta-feira, 13 de junho, a Oliveirense, por 6-1, no quinto e derradeiro jogo das meias-finais.

     

    A principal novidade no cinco escolhido por Nuno Resende foi a presença de Bernardo Mendes no lugar habitualmente ocupado por Pedro Henriques: o capitão encarnado foi expulso já após o final do jogo 4 e está suspenso preventivamente, uma vez que o Conselho de Disciplina da Federação de Patinagem de Portugal não iniciou o habitual processo disciplinar.

     

    Galvanizada pelo forte apoio, a equipa encarnada recompensou os mais de 2 mil adeptos, entre eles o Presidente Rui Costa, que se deslocaram ao Pavilhão Fidelidade com uma entrada muito afirmativa na partida. Logo aos 2', Carlos Nicolía recuperou a bola no meio-campo da Oliveirense e assistiu Pablo Álvarez, que inaugurou o marcador.

     

    Um minuto volvido (3'), Carlos Nicolía, após passe de Nil Roca, ampliou para 2-0. Durante o festejo, o avançado das águias foi atingido por Xavier Cardoso (viu cartão azul) numa das primeiras cenas de agressividade excessiva do adversário, que só motivou as bancadas a cantarem mais alto pelo Benfica.

     

    Defendendo alto e com rigor, o conjunto orientado por Nuno Resende manteve a bola longe da sua baliza até aos 11', quando Franco Platero atirou ao poste. Aos 14', foi a vez de Bernardo Mendes dar início a uma grande exibição, negando o golo a Diogo Abreu com uma excelente defesa.

     

    No derradeiro minuto da 1.ª parte, após uma mão-cheia de boas oportunidades desperdiçadas, Roberto Di Benedetto foi carregado em falta no interior da área da Oliveirense. Os árbitros assinalaram penálti e, chamado a marcá-lo, Carlos Nicolía esbarrou em Xano Edo na cobrança e na respetiva recarga.

     

    Em virtude do cartão azul mostrado ao treinador Edo Bosch por protestos no lance supracitado, o Benfica entrou na 2.ª parte em power play e aproveitou a vantagem numérica para chegar ao 3-0: Zé Miranda potenciou um ressalto e atirou a contar, aos 27'.

     

    Mantendo o domínio absoluto do encontro, o conjunto encarnado beneficiou de um livre direto a punir a 10.ª falta da Oliveirense, aos 33', mas, uma vez mais, Carlos Nicolía não conseguiu ultrapassar o guarda-redes adversário. No entanto, o camisola 5 do Benfica não se deixou abater e, aos 34', fez o 4-0 num remate a meia altura, após um grande passe de Pablo Álvarez.

     

    O 5-0 chegou poucos segundos depois. Nil Roca cortou um ataque da Oliveirense e lançou um contra-ataque conduzido por Pol Manrubia. Este esperou o momento certo para servir Pablo Álvarez, que, após jogada individual de classe, voltou a balançar as redes.

     

    Sempre com o pé no acelerador e com o Pavilhão Fidelidade completamente ao rubro, as águias chegaram ao 6-0 num dos lances mais bonitos do encontro. Lançado pelo lado direito, Zé Miranda levantou a bola e tocou-a para o fundo da baliza à saída de Xano Edo, aos 41'. Um golaço do miúdo formado na Luz!

     

    No reatamento da partida, a Oliveirense reduziu para 6-1 com um disparo de Bruno Di Benedetto que sofreu um desvio em Nil Roca, enganando Bernardo Mendes. O guardião, na sequência, protagonizou duas defesas de enorme nível para manter a robusta vantagem das águias. A última grande oportunidade do encontro pertenceu ao Benfica: aos 45', Diogo Abreu viu cartão azul e, no respetivo livre direto, Xano Edo defendeu a cobrança de Zé Miranda.

     

    Logo após o apito final do jogo 5 e do encerramento das contas da meia-final (3-2), a equipa encarnada foi saudada com uma enorme ovação dos adeptos, acompanhada por cânticos de incentivo para a final do play-off do Campeonato Nacional, onde o Benfica irá enfrentar o FC Porto, em mais um capítulo da missão de revalidar o título. O jogo 1 está agendado para as 15h00 de domingo, 16 de junho, no Dragão Arena.

     

    DECLARAÇÕES

     

    Nuno Resende (treinador do Benfica): "Beneficiámos do fator casa com um pavilhão extraordinário. Com o fator casa acaba também por aproveitar-se o que pode ser a apatia do adversário [no início]. Foi uma excelente prestação. Os rapazes têm trabalhado de forma excelente. O Bernardo [Mendes] já tinha feito um jogo no play-off. Esteve superlativo e foi muito importante para o equilíbrio da equipa. Há que parabenizar um jovem que está a lutar e a crescer no Clube. Hoje deu uma demonstração clara do que pode ser no presente e no futuro."

     

    FICHA DE JOGO

     

    Cinco inicial do Benfica: Bernardo Mendes, Nil Roca, Roberto Di Benedetto, Carlos Nicolía e Pablo Álvarez

     

    Suplentes: Francisco Fernandes (NJ), José Miranda (J), Diogo Rafael (J), Pol Manrubia (J) e Gonçalo Pinto (J)

     

    Golos Benfica: Pablo Álvarez (2), Carlos Nicolía (2), José Miranda (2)

     

    Informação do Jogo: https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2024/06/13/hoquei-em-patins-jogo-benfica-oliveirense-jogo-5-meias-finais-play-off-campeonato-nacional

     

    Coming soon


    Por Universo Benfica a Sexta, 28 Junho 2024